FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
COMENTÁRIO

A Morte Te Dá Parabéns

(Happy Death Day, 2017)
Por Gabriel Fagundes Avaliação:         4.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

O cinema de terror americano vem ano, passa ano, recicla ideias e de todas as maneiras busca uma forma de se reinventar dentro das possibilidades que o gênero oferece. Nos últimos tempos exemplares como Corrente do Mal, A Bruxa e Demônio de Neon contemplaram essa veia de inovação apostando suas fichas em estética, simbolismos e narrativa que se distanciassem o máximo possível dum certo senso comum que paira sobre esse nicho de cinema.

É mirando nesses exemplos que Christopher Landon (Atividade Paranormal: Marcados pelo Mal) recria uma espécie de Feitiço do Tempo mais o inverso de Garota Infernal num filme que parece tentar abrir uma discussão sobre metalinguagem. E essa primeira metade, que espectador e protagonista vão aos poucos descobrindo o que de fato está acontecendo, até convence, pelo dinamismo nas reviravoltas e bom desenvolvimento da trama.

O problema está no restante, que cunha o filme como mais uma das tantas outras obras de mercado com resoluções fáceis e excesso de clichês; aquela parafernália de redenção das personagens e algumas coincidências impossíveis que já foram exaustivamente usadas em todo tipo de filme estão mais uma vez presente. A ideia é que usar um referencial pouco explorado não da à liberdade poética para fazer foto colagem do resto, esse péssimo hábito dos diretores e produtoras estadunidenses tem se repetido com uma frequência alarmante nos últimos anos.

O cenário da obra é uma high school comum nos Estados Unidos onde Tree, muito bem interpretada pela atriz Jessica Rothe, exala provocações à regras e moral, fazendo e desfazendo com as pitorescas situações de sua personagem no dia de seu aniversário. Esse véu de maldade que a cobre aos poucos vai se revelando como um pano de fundo para mais uma história triste. E a repetição do aniversário, tida como cerne do filme, que explora tanto as menções antes citadas quanto coadjuvantes, contextos sociais e artifícios do gênero, numa análise minuciosa, mais parece uma fundação estereotipada que o produto ofertado nas suas campanhas caríssimas de marketing financiadas pela produtora.

Começo, meio e fim até passam rápido e se não levados a sério, soam agradáveis. Talvez seja esse o maior mérito do filme, uma história com nova roupagem revisitando clichês do gênero. Não que seja uma obrigação para toda produção quebrar os modelos de seu próprio cinema, mas está ai o porquê de algumas obras serem mais lembradas que outras. Há obras que se preocupam com divulgação e faturamento nas salas de cinema, e há obras que além disso, se preocupam com conteúdo e recepção.

Um filme é, ou deveria ser, enquanto expressão artística, a amostra de interação entre o real e o pungente, entre transformações sociais e sociedade, entre o que é e o que está se tornando, para assim equalizar numa balança ilusória tanto fluidez como mensagem. O que acontece aqui em "A Morte te da Parabéns" é uma diluição de modelos já esgotados, não há impacto, contemplação ou transmissão real de sensações. E mesmo que essa tenha sido a intenção e a ideia tenha mirado o entretenimento, estamos no auge do século XXI, alguns caminhos que o roteiro toma estão muito distante da realidade jovem, efervescente e destruidora de tabus em que a obra se situa. Não contemplar as causas do público alvo de um produto é um erro fatal até para as indústrias de comércio.

Por Gabriel Fagundes, em 23/02/2018 Avaliação:         4.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 5.0
• Silvio Pilau 5.5
• Heitor Romero 7.5
• Marcelo Leme 7.0
• Bernardo D.I. Brum 6.0
• Rafael W. Oliveira 8.0
• Felipe Leal 7.5
•  Média 6.6
Notas - Usuários
6.5/10 (99 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
#55 Halloween (2018)
#54 O Primeiro Homem
#53 Nasce Uma Estrela
#52 Musicais no Século XXI
#51 70 anos de John Carpenter
#50 Breaking Bad - 10 Anos
#49 Neorrealismo Italiano
#48 O Exorcista
#47 Wall-E
#46 The Last of Us
#45 60 anos de Tim Burton
#44 Meu Amigo Totoro
#43 Missão: Impossível - Efeito Fallout
#42 Filmes da Sessão da Tarde
#41 Batman: O Cavaleiro das Trevas
#40 100 anos de Ingmar Bergman
#39 Os Incríveis 2
#38 Era Uma Vez no Oeste
#37 Jurassic Park e Jurassic World
#36 O Bebê de Rosemary
#35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
#34 Han Solo: Uma História Star Wars
#33 Deadpool 2
#32 Um Corpo que Cai
#31 Stephen King no Cinema
#30 Vingadores: Guerra Infinita
#29 A Franquia 007
#28 Um Lugar Silencioso
#27 2001: Uma Odisseia no Espaço
#26 Jogador Nº1
#25 Planeta dos Macacos
#24 Quentin Tarantino
#23 75 anos de David Cronenberg
#22 Projeto Flórida
#21 Trama Fantasma
#20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
#19 Oito e Meio de Fellini
#18 A Forma da Água
#17 The Post e os filmes de Jornalismo
#16 Indicados ao Oscar 2018!
#15 20 Anos de Titanic
#14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
#13 Melhores de 2017
#12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
#11 Especial Natalino
#10 Assassinato no Expresso Oriente
#9 Onde os Fracos Não Têm Vez
#8 Liga da Justiça
#7 Stranger Things
#6 45 anos de O Poderoso Chefão
#5 Branca de Neve e os Sete Anões
#4 Halloween
#3 Blade Runner / Blade Runner 2049
#2 De Volta Para o Futuro
#1 Os Goonies
#0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Morte Te Dá Parabéns, A
(Happy Death Day, 2017)
 MAIS COMENTÁRIOS
• Comentários deste filme
« anterior » todos (3) « próximo »
• Outros comentários
• Podres de Ricos (2018), por Victor Mendonça
• Infiltrado na Klan (2018), por Victor Mendonça
• Aquaman (2018), por Andre Luiz Tonon
• O Touro Ferdinando (2017), por Eduardo Gomes Beserra
• Assassino a Preço Fixo (1972), por Lucas de Paula Porceno
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE