FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
COMENTÁRIO

A Mula

(Mule, The, 2018)
Por Marcio Machado Avaliação:               7.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

Falar sobre a figura de Clint Eastwood no cinema é mais do que chover no molhado. Não há o que dizer sobre a carranca do velho e quão inúmeras vezes ela foi caracterizada por aí, desde Jim Carrey a Stallone, hoje o mesmo já se encontra a beira de seus 90 anos, o jeito de mal encarado já pode não convencer mais devido a fragilidade da idade, porém, aí que ele se faz valer disso e traz em seu novo filme "A Mula", exatamente isso, um senhor que aproveitou de monte à vida e se dizia avesso as modernidades de uma nova era, imerso nesse jogo de atualizações e fazendo um serviço um tanto estranho visto essa mesma fragilidade.

Seu novo filme traz a história de Earl Stone, ainda sendo aquele tipão boa pinta característico de East, mas sem o semblante pesado dessa vez e retomando o filme estrelado por si mesmo que não fazia desde Gran Torino. Earl era um floriculturista e dedicou sua vida à esse trabalho, deixando de lado até mesmo sua própria família para dar total atenção ao empreendimento. Já numa idade maior, sem contato com seus entes próximos e dessa vez quebrado devido à sua não atualização a novas tecnologias que facilitam o marketing de um comércio, (nesse caso a internet), após buscar abrigo tem as portas fechadas, e é aí que a vida de Earl vira de cabeça para baixo numa nova empreitada, ele se vê como correio de um cartel de drogas, daí vindo o nome do filme, já que "mula" é o nome ao qual se referem à essas pessoas.

Baseado numa história real, o novo filme de Clint não se resume somente a contar essa simples história, o que de fato ela é, porém, as coisas vão muito mais além. Como já dito, East é uma figura atemporal dentro do cinema e sua devida importância é inegável, mas poderia ele se adequar à essas novas formas de pensar de um cinema atual, ou até mesmo de um mundo atual? E é durante as duas horas do longa que ele nos mostra como vai se adaptado e ainda consegue manter seu charme e presença nas telas, já não sendo mais o pistoleiro ou o tipão da carranca, mas o que ele realmente é, um velhinho que se enturma com jovens muitas vezes perdido e sem fazer a mínima ideia de onde esta se metendo ou o que é para fazer, além das dificuldades de se adequar à esse novo mundo globalizado em tecnologias, como já falado a recusa em se fazer da internet uma ferramenta e as dificuldade em lidar com smartphones onde não consegue enviar uma simples mensagem, e são nesses momentos que uma veia cômica da as caras e faz um filme leve.

Em um outro momento vemos um acontecido curioso, Clint se envereda numa orgia com duas garotas bem mais novas com ele e faz uma piada disso, dizendo que precisa de um médico pois pressente um ataque cardíaco, se expondo, literalmente em não ser mais o homem de outrora e não parece se preocupar com isso, ele quer se divertir e fazer o que sabe de melhor.

Lógico que há momentos mais densos no filme, como quando Earl decide mudar rotas de entrega e a todo momento que isso acontece, nos preocupamos qual será a consequência ao velhote e se alguém realmente poderia fazer algum mal à esse ser tão simpático que mais uma vez que quer passar sua experiência de vida e ensinar os jovens a aproveitarem mais a vida e saírem da frente de seus celulares, fato esse que o personagem de Cooper também ressalta em dado momento.

Nem tudo é perfeito por aqui, há de se falar. O filme em certo tempo, parece travar de certo modo e não adiantar muito as coisas, o fazendo parecer mais longo do que realmente é, mesmo tendo carisma dentro desse tempo, parece um tempo desnecessário e que poderia ser amenizado. O reencontro com a família também acaba por cair num novelão dramático mesmo que se faça necessário para o seguimento e dar a abertura para o final, que é de fato bem amarrado e acaba por salvar esses momentos mais mornos do trabalho

O elenco num todo se faz bastante de acordo. O destaque maior fica pelo próprio East, o filme gira a seu redor e como já dito, a carisma do mesmo conquista e nos faz amar essa figura em tela, em suas mais diversas trocas de experiências e se deparando com todo tipo de pessoas nas suas viagens. Os demais acabam por ser uma escada de apoio para o personagem central, sendo até em algum momento desperdício, como Bradley Cooper que acaba não sendo um alguém de diferencial aqui e da as caras em alguns breves momentos, o mesmo vale para Diane Wiest, a atriz de longa data que também mostra os traços da idade desempenha um ótimo papel, embora também relegada à breves momentos tendo uma importância maior próximo ao fim. Os demais não passam mesmo de escada para o andamento da história.

Em resumo, mais uma vez Clint consegue manejar seu filme ao seu tempo, e o faz muito bem dessa vez se colocando como o ponto principal de referência nesse mundo louco atual e de um cinema dominado pelas tenologias e se há a questão de que seu cinema ainda continua relevante, afinal ele pode conviver dentro deste universo? O filme nos responde e de forma bem simples...é claro que sim!

Por Marcio Machado , em 26/03/2019 Avaliação:               7.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 6.0
• Rodrigo Cunha 8.0
• Régis Trigo 5.0
• Silvio Pilau 5.5
• Rodrigo Torres 8.0
• Marcelo Leme 7.0
• Bernardo D.I. Brum 7.5
• Felipe Leal 8.0
•  Média 6.9
Notas - Usuários
7.4/10 (59 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
#69 Indicados ao Oscar 2019
#68 Creed II
#67 Vidro
#66 Homem-Aranha no Aranhaverso
#65 WiFi Ralph e O Retorno de Mary Poppins
#64 Melhores Filmes de 2018
#63 Duro de Matar
#62 Roma
#61 O Senhor dos Anéis
#60 Scarface
#59 Infiltrado na Klan
#58 Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald
#57 O Legado de Stan Lee
#56 O Roteiro de Cinema
#55 Halloween (2018)
#54 O Primeiro Homem
#53 Nasce Uma Estrela
#52 Musicais no Século XXI
#51 70 anos de John Carpenter
#50 Breaking Bad - 10 Anos
#49 Neorrealismo Italiano
#48 O Exorcista
#47 Wall-E
#46 The Last of Us
#45 60 anos de Tim Burton
#44 Meu Amigo Totoro
#43 Missão: Impossível - Efeito Fallout
#42 Filmes da Sessão da Tarde
#41 Batman: O Cavaleiro das Trevas
#40 100 anos de Ingmar Bergman
#39 Os Incríveis 2
#38 Era Uma Vez no Oeste
#37 Jurassic Park e Jurassic World
#36 O Bebê de Rosemary
#35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
#34 Han Solo: Uma História Star Wars
#33 Deadpool 2
#32 Um Corpo que Cai
#31 Stephen King no Cinema
#30 Vingadores: Guerra Infinita
#29 A Franquia 007
#28 Um Lugar Silencioso
#27 2001: Uma Odisseia no Espaço
#26 Jogador Nº1
#25 Planeta dos Macacos
#24 Quentin Tarantino
#23 75 anos de David Cronenberg
#22 Projeto Flórida
#21 Trama Fantasma
#20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
#19 Oito e Meio de Fellini
#18 A Forma da Água
#17 The Post e os filmes de Jornalismo
#16 Indicados ao Oscar 2018!
#15 20 Anos de Titanic
#14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
#13 Melhores de 2017
#12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
#11 Especial Natalino
#10 Assassinato no Expresso Oriente
#9 Onde os Fracos Não Têm Vez
#8 Liga da Justiça
#7 Stranger Things
#6 45 anos de O Poderoso Chefão
#5 Branca de Neve e os Sete Anões
#4 Halloween
#3 Blade Runner / Blade Runner 2049
#2 De Volta Para o Futuro
#1 Os Goonies
#0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Mula, A
(Mule, The, 2018)
 MAIS COMENTÁRIOS
• Seu Nome (2016), por Bersilionin Gonçalves Costa Junior
• O Leitor (2008), por Jonas Soares jr
• 1964: O Brasil Entre Armas e Livros (2019), por Felipe Mello
• A Mentira (2010), por Bersilionin Gonçalves Costa Junior
• Exército Vermelho (2014), por Mateus da Silva Frota
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2019) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2019)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE
Apoiadores
Promobit: O site para encontrar aquela promoção imperdível