FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
COMENTÁRIO

Going Clear: Scientology and the Prison of Belief

(Going Clear: Scientology and the Prison of Belief, 2015)
Por Kadu Mendez Avaliação:                     10.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

A Cientologia é um dos grandes males atuais a assolar parte do mundo revestida com o rótulo de religião para isenção de impostos.Uma força organizacional caracterizada pelos sensatos como culto de alienação doutrinária imbecil e perigosa.É exatamente o que as três grandes religiões monoteístas foram em sua gênese e está longe de ser o que essas religiões vieram a ser;pelo menos assim espero.

Imaginem a figura problemática e narcisista de um mentiroso crônico e violento.
Mentiroso como todo bom escritor de ficção científica,e não qualquer escritor de ficção científica,mas o mais produtivo e o que mais criou mundos imaginários espalhados por pulp-magazines nos anos 40.Uma mente criativa capaz de criar mundos imaginários a mil.Contos de criação dos mais diversos.Enfim,um ótimo escritor de ficção científica.
Narcisista como todos aqueles que de alguma forma ou de outra querem “dominar o mundo” e para isso procuram criar uma nova ideologia dominadora onde sua figura é tratada de forma deítica por seus seguidores.O “cara” que gosta de posar com a mão no globo terrestre para fotografias de adoração.Que mente que foi herói de guerra,que caçou com pigmeus na África,que sobreviveu aos maiores males possíveis como um superman.Um homem que quer justamente se utilizar de sua profunda imaginação e capacidade de dissuadir para se tornar ele mesmo o messias de uma nova geração e constrói de forma enigmática um culto a si mesmo montando premissas básicas que outras religiões tiveram a chance de utilizar em tempos remotos:a aflição do ser humano que busca no desespero do naufrágio o primeiro tronco que aparece no mar das dúvidas emocionais e metafísicas e a ele se agarra.

Violento como todo arrogante que tem como objetivo tirar os obstáculos de sua frente para sua tão almejada convicção;o bom e velho narcisista que busca poder a qualquer custo(inclusive frequentando cultos satânicos de Aleister Crowley)almejando procurar todas as ferramentas possíveis para criar uma religião.E ele consegue.E ela cresce lapidada em Hollywood sugando jovens carreiristas perdidos em meio a angústia da fama;surge no começo dos anos 50 e hoje se encontra espalhada por mais de um país.Não existe livro sagrado,apenas um amálgama de tudo o que foi criado nas pulp-magazines e que,dentro de etapas de crescimento “espiritual” pra quem já é ingresso na religião,vai sendo apresentado aos poucos aos já débeis seguidores que não conseguem mais crer em nada a não ser aquilo cuja vida dedicaram seus pertences,sua vida e sua inteligência.Como uma catequese cristã,nada é mostrado dos males que o cristianismo causou,mas apenas que seria a melhor forma de viver no mudo através de atos morais como humildade e compaixão;quando tu descobre a verdadeira história tu já está tão arraigado que é quase sacrilégio largar tudo e se considerar ateu ou se converter para outra religião.

Ao contrário dessas religiões milenares e seu culto ao sobrenatural calcado em séculos,a religião desse homem seria baseada na catequese de um livro chamado “Dianetics”(uma espécie de livro de auto-ajuda que mistura num liquidificador pretensioso temas comuns a psicologia freudiana e filosofias orientais).Com esse livro todas as ansiedades e aflições das pessoas que acreditam seriam dissipadas e essas mesmas pessoas já se encontrariam batizadas com uma nova ideologia absolutamente coerente com suas aspirações.
Mas a verdadeira limpeza da alma se daria galgando degraus.No terceiro degrau ou DOTIII seria apresentado o mito da criação que envolve um mundo dentro de uma Confederação Galáctica igual a modernidade terrestre(no caso...anos 50).Os mesmos carros,os mesmos jardins,a TV e o cinema 3D....há 75 milhões de anos.Um dos principais problemas seria a superpopulação,que foi dizimada por um Deus tirânico chamado Xenu o qual resolveu congelar os corações de seres da tal Confederação e com aviões de guerra jogá-los dentro de vulcões na Terra.Resquícios desses espíritos “vulcanizados” se incorporariam e sujariam a alma de qualquer pessoa que nascesse a partir de então e a limpeza só seria adquirida se fossem seguidas os passos da tal religião e esses resquícios têm o nome de “thetans” e......NÃO!ESPERA!..”Muita loucura”-você diria-”Não me faça perder tempo com hocus pocus de ficção cientifica e essa suposta religião!”
Ok...e se eu dissesse que realmente isso aconteceu e acontece?!Não tal mito da criação ou recriação,mas que realmente existiu tal escritor pulp megalomaníaco que usou dessas táticas e dessa mitologia e criou uma religião com direito a Igreja e tudo?
Sim,o nome desse escritor foi R.Lon Hubbard e a religião se chama Cientologia, baseada na Igreja da Cientologia.Ponto.

Mas o pior ainda não é isso.Em 1986 Hubbard morre e seu desejo é que sua Igreja fosse comandada por um comitê.Mas em vez disso é herdada de forma corrupta por um de seus mais fiéis seguidores,um garoto chamado David Miscavige.Em 1986 a Igreja já contava com ilustres seguidores como John Travolta,Isaac Hayes,Chick Corea...mas ainda pagava impostos.Quando tu absorve para dentro de sua igreja milionários,tu arrecada bilhões.Para uma instituição religiosa não pagar impostos ela deveria reverter esses bilhões em bens públicos,obviamente,não em interesse próprio.O FBI sabia disso e botou pra quebrar...mas quando uma instituição possui bilhões de dólares e milhares de seguidores poderosos o que ela faz?
Chantageia a Receita e passa por cima da lei.
E vence a guerra.
Os bilhões são usados para transformar a Igreja de David Miscavige num templo que faz lembrar o palácio nazista em “Triumph of the Will”(com direito a trajes militares),imprimir os diversos livros de Hubbard no qual toda sua criação pulp é utilizada como doutrina,e através do poder financeiro calar todos que são do contra.

Existem certas regras pra quem segue a Cientologia:não assistir nada de fora que fale sobre a mesma.Esse documentário por exemplo não pode ser visto por quem segue a religião.Não é admitido opiniões contrárias.Se alguém bater,bate de volta e com mais força até calar a oposição.
Se você se casa com alguém de fora dessa religião,ela/ele ou tem que ser convertida ou é considerada uma ameaça.Se você tem filhos com uma mulher,se divorcia,e essa mulher sai desse terrível culto,você terá que se desligar de seus filhos ou vice-versa.Tom Cruise abandonou a filha que ele fez com Katie Holmes devido a isso.Tom Cruise...garoto propaganda da Cientologia;zumbi adoentado;amigo íntimo de David Miscavige.

De repente algo imprevisível acontece nos anos 90.A web.A Internet.E o acesso a Internet faz dissipar a neblina de algo criado nos anos 50 e desenvolvido a partir dos anos 60 e 70.Pessoas lá de dentro,inclusive as de alto escalão,braços-direito de Miscavige,começam a debandar.Cabe ressaltar que o mito de Xenu,que era escondido das pessoas até elas estarem completamente alienadas a ponto de aceitarem qualquer coisa,estava já disponível na rede.Vários rebeldes curiosos se tornaram dissidentes,e alguns que já estavam consolidados dentro da Igreja simplesmente resolveram adotar o bom-senso.O roteirista Paul Haggis foi um...a atriz Leah Remini...e o pai de David Miscavige(pra citar os mais “ilustres” e que assumiram uma posição combativa em relação a Igreja).Todos esses dissidentes hoje vivem em paz?Bom.Numa mistura paranóica de George Romero com Thomas Pynchon(no mundo real,porém),cientologistas perseguem essas pessoas contratando investigadores particulares...vão a suas casas e se auto-denominam “Caçadores de Esquilos”(esquilo no caso seria o desagregado)...portam câmeras filmadoras e microfones e te perseguem,perseguem,perseguem e perseguem até teu psicológico se deteriorar.Ou você foge e se cala ou será continuamente perseguido.Como uma manada de "paparazzis" com o único intuito de não te deixar viver em paz.É como se você pensasse diferente dentro de um país comunista,com a diferença de que não há fuzilamento físico,apenas psicológico,ainda.Tudo a mando de David Miscavige,um papa-ditador que abusa psíquica e fisicamente das pessoas que o ajudam dentro do alto escalão da Cientologia.Gritando,batendo,socando,humilhando,fazendo limpar latrinas com a língua.Típico.Morre Hubbard,fica um ser abusivo que deveria estar atrás das grades.Mas não,ele é amigo de estrelas cientologistas,patrocina a vida de Tom Cruise,continua imune.

Depois da internet o muro começou a cair.E agora na segunda década do novo milênio o bolo de Miscavige confeccionado por Hubbard tende a desandar.
Primeiro o livro “Going Clear” do jornalista investigativo do periódico The New Yorker,Lawrence Wright,causa furor na Igreja.Depois este documentário,baseado no livro.Em seguida a comediante Leah Remini,que na época em que atuava na série “The King of Queens” defendia a Cientologia fervorosamente,resolve debandar quando respeitou sua inclinação a curiosidade e escondida começou a pesquisar sobre no que realmente estava metida;escreve um livro e faz outro documentário em série
exibido pela A&E expondo os tormentos do culto juntamente com as testemunhas já envolvidas nesse documentário e com outras tantas que tiveram seus parentes “desligados” pela disassociação que se deve ter com as pessoas de dentro com as que saem,não importa parentesco ou grau de aproximação.O pai de David Miscavige,Ron Miscavige,músico que fazia parte da banda da Igreja durante 35 anos,escreve um livro expondo a transformação do próprio filho em monstro para assombro do mesmo.Em 2016 o documentarista britânico Louis Theroux dirigiu “My Scientology Movie” que mistura o estilo Michael Moore com “The Act of Killing” para de forma irônica expor o que tem de mais creepy na lambança.
A Igreja desesperada tenta manter seu séquito longe dessas informações e Miscavige usa de todos os meios para poder manter seu poder.

Enquanto isso as entrevistas com Tom Cruise estão cada vez mais repletas de risadas nervosas;devido a política de não usar medicamentos e ir contra a Psicologia existe a probabilidade de o falecido filho de John Travolta poder ter sido salvo;Isaac Hayes morreu de forma triste pois foi obrigado a abandonar seu papel em South Park depois de um episódio brilhante em que o alvo da vez é a Cientologia(sim,obrigado a cancelar o contrato,com desculpas estapafúrdias que lhe foram ditadas pela Igreja);depois disso Isaac tentou uma turnê,teve seu salário reduzido e provavelmente morreu desgostoso.E Jim Carrey teve um caso com uma atriz que estava casada com um advogado influente da Igreja,essa atriz se chamava Cathriona White e se suicidou através de remédios prescritos por Jim Carrey.Vale ressaltar que além de Carrey ter feito inúmeras piadas com a cientologia no passado,ele recusou a ser mais uma celebridade propaganda;hoje está sendo acusado e extorquido pelo marido advogado de Cathriona e a mãe da mesma,com acusações esdrúxulas que lhe podem fazer mal se é que já não fizeram.E eu estou citando astros do showbusiness,imaginem quantos que estão sendo forçados a se corromper ideologicamente e estão fora dos holofotes.

Mas existe um lado bom nisso tudo.
A exposição de uma religião com 70 e poucos anos de idade e seu desabamento com a Era da Informação.
A maioria dos males mundiais são causados por religiões.Religião é uma instituição amoral,não importa qual,principalmente o islamismo,o judaísmo e as cristãs.Dessas dificilmente as pessoas largarão.Não há como provar através da Internet que o cristianismo é uma farsa política baseada no judaísmo(que por sua vez é um conjunto de crenças da Antiguidade hebraica e mesopotâmica),e o islamismo é uma farsa política de poder inspirada pelo cristianismo.Essas três religiões foram fundadas nos lugares mais remotos e iletrados do Extremo Oriente(não na China por exemplo,onde a razão prevalecia mais)com o mesmo objetivo da Cientologia,dá pra fazer uma analogia bem fácil.Mas elas estão arraigadas a milênios,e por mais que eu acredite na espiritualidade e na consciência se manifestando na matéria,é impossível para mim ser religioso no mundo moderno com tanto acesso a História.Crente não gosta de se ver livre e de ter sua religião desmascarada como uma farsa.Desde a Idade Média o que se vê são males causados pela religião.No mundo moderno as religiões se revezam temporariamente nesse sentido.Hoje o islamismo é mais lembrado como o mal.Mas o catolicismo é tão sujo quanto,e o protestantismo e suas vertentes mil são os maiores causadores de lavagem cerebral da atualidade.Tudo em nome do Poder,não existe Deus;como haveria uma espécie de ditador tirânico estrupando tua individualidade e te castigando de acordo com a tua moral?Se o ISIS mata de forma indiscriminada hoje,na Segunda Guerra por exemplo o catolicismo virou as costas para o holocausto(é vergonhoso ver um católico como Rosselini por exemplo, colocando de forma absurdamente ingênua padres como mártires,só engana quem é bobo).O celibato nem na Bíblia se encontra,mas para evitar sucessão hierárquica foi instituído em um Concílio qualquer,e hoje essa maldita Igreja está repleta de maníacos sexuais que comem as crianças de sua própria paróquia e condena o homossexualismo.
Quem sabe que o Imperador Constantino foi mais influente na dispersão do cristianismo do que um suposto Jesus Cristo nascido de uma virgem(notem o distanciamento que o sexo tem nessas questões...até o budismo quando resolveu se consolidar como religião fez com que Sidarta também fosse gerado por uma virgem)?Judeus são responsáveis por causar mortes por infecção e herpes em bebês por causa da abjeta prática da circuncisão.Mulçumanos decepam o clitóris das meninas.
E você nasce doutrinado,nasce dentro da seita,seus pais são da religião,você quando criança é obrigada a se doutrinar mais ainda nas catequeses e afins.Não existe individualismo.Você nasce vítima de uma ideologia doutrinadora e moralista e ser ateu é um pecado tão grande que se você tem a tendência a ser,esconde;assim como esconde sua sexualidade ou sua posição política.
Eu não preciso de Deus ou Jesus para agir de forma ética.Quem trouxe essas questões morais "modernas" foram os gregos.E seus livros foram queimados no Ocidente depois da ascenção do cristianismo.Mas tinha Platão,e a metafísica de Platão era conveniente para que Agostinho ajustasse ela à teologia católica.Na Idade Média os muçulmanos traduziram Aristóteles para fazer da vida de Tomás de Aquino uma tentativa desenfreada e desesperada de adaptar Aristóteles a mesma teologia e assim deram prosseguimento vários apologistas cristãos(como William Lane Craig hoje em dia).
Eu desconsidero grande parte da visão particular de intelectuais que se dizem religiosos e levantam suas bandeiras confrontando seu particular temor da morte por esses motivos.Basta ter conhecimento do teatro para saber as artimanhas dos diretores dessas peças de doutrinação.Num livro de Stephen Hawking ou no auto-conhecimento tu encontra mais respostas do que dentro dessas celas metafóricas;porque sim eu acredito na espiritualidade como já foi dito,mas sou inimigo de Deus,e qualquer religião instituida vira um causador do mal;um estrupador da individualidade.Como ser inimigo de algo que tu não acredita?Bom,pelo menos Deus existe como criação do homem para chicotear a humanidade e é contra esse Deus que eu luto contra,diz para mim qual outro Deus não foi criado pelo homem?Por isso que até mesmo o ateu quando atinge um estado deístico causa um mal tremendo(Stalin,Mao,Kim Jong-un...).

Por isso tudo a importância de se entender o papel da Cientologia e analisar ela como algo bem parecido com a origem de todas as outras religiões é importante.Por isso que a queda da Cientologia é capaz de demonstrar que hoje não haveria mais espaço para mais uma doutrina religiosa;não se pode criar lendas metafísicas na era da informação.Por ter estudado as religiões e seus livros,eu fiquei contra Deus,e minha vida melhorou um monte ao perceber que não há necessidade de se crer em qualquer coisa imposta e não estudada.Por isso a importância desse documentário.Não há mais espaço para religiões.Só a África foi e continua sendo destruida por extremistas islâmicos e cristãos.Países de Terceiro Mundo tem pastores evangélicos na política e seus habitantes são muito mais propensos a alienação(não tanto quanto a Antiguidade no Extremo Oriente,vale ressaltar).E aquela beata inocente,a vovó,a titia,espalham para os seus descendentes um moto-contínuo de ignorância que já dura mais de 2000 anos.Mas eu não as culpo,elas são vítimas.Da mesma forma que o são os crentes que estão dentro da Igreja da Cientologia e não podem assistir nada que é contra sua religião senão são punidos.É assustador,inacreditável por vezes,mas é o nosso mundo e o homem deve buscar a razão não como alicerce para o antropocentrismo egoísta;mas para o bom-senso altruísta,salvador,e justificadamente misericordioso.

https://kadumendez.blogspot.com.br/2017/10/uma-reflexao-sobre-o-documentario-going.html

Por Kadu Mendez, em 03/10/2017 Avaliação:                     10.0
Notas - Equipe
•  Média -
Notas - Usuários
7.2/10 (11 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (3)
Por Ted Rafael Araujo Nogueira, em 08/10/2017 | 19:48:52 h
É nóis porra.
Por Kadu Mendez, em 08/10/2017 | 12:05:38 h
Vindo de ti eu fico muito grato professor Ted.Obrigado por ter lido.
Por Ted Rafael Araujo Nogueira, em 07/10/2017 | 02:01:22 h
Ótima narrativa reflexiva Kadu. Macho tenho um problema grande com religiões porque desde que os mitos de criação foram estipulados, e as mais variadas mistificações foram usadas pra se decodificar e impor uma conduta moral civilizatória, as sociedades continuam moldadas por um modus operandi atrasado e sem sentido diante da era da informação. Claro que este meu posicionamento não está aqui pra justificar qualquer abuso escroto impetrado por quaisquer seitas nos mais variados períodos históricos, mas diante de tanta oportunidade tangível pra questionamentos ideológicos destas porras é uma marmota crer numa figuração mística como protecionismo moral e espiritual. Na práxis quando o cidadão não tem tanto acesso a informação e vive numa situação política e econômica escrota ele acaba por precisar de um apoio pra continuar caminhando e nada mais prático do que crer numa força inquebrantável pra te levar adiante quando o discurso tá prontinho. Nisso a cientologia não chegou.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
• #003 Blade Runner / Blade Runner 2049
• #002 De Volta Para o Futuro
• #001 Os Goonies
• #000 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Going Clear: Scientology and the Prison of Belief
(Going Clear: Scientology and the Prison of Belief, 2015)
 MAIS COMENTÁRIOS
• Comentários deste filme
« anterior » todos (2) « próximo »
• Outros comentários
• Além da Morte (2017), por Fernando Ribeiro
• Jogo Perigoso (2017), por Kadu Mendez
• Os Meyerowitz: Família Não Se Escolhe (2017), por Kadu Mendez
• A Festa de Babette (1987), por Elvira Akchourin do Nascimento
• Doentes de Amor (2017), por Danilo Calazans
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE