FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS HOME CINEMA TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
COMENTÁRIO

Menina de Ouro

(Million Dollar Baby, 2004)
Por Vinícius De Vita Avaliação:                   9.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

Dentre as inúmeras qualidades de Menina de Ouro, é impossível destacar somente uma. Absolutamente tudo no filme de Clint Eastwood merece uma atenção especial, desde a fabulosa direção, o talentoso elenco até o roteiro impecável.

E por falar em roteiro, vamos começar por ele. Todos já sabíamos que Paul Haggis possuia uma qualidade como roteirista invejável, fato que foi provado com este filme, onde brilhantemente, adaptou a estória de F.X. Toole, que conta como Frankie Dunn (Clint Eastwood) conheceu Maggie Fitzgerald (Hilary Swank). Dunn é um profissional dos ringues, já que passou a vida inteira trabalhando com isso. Agenciando e treinando uma série de boxeadores, Dunn sempre foi uma pessoa fechada, cujo passado prefere não comentar. Junto com seu único amigo, Scrap (Morgan Freeman), abre uma academia para treinar homens boxeadores. A partir daí sua vida começa a mudar, quando a jovem Maggie aparece em seu negócio procurando agenciamento para um dia tornar-se uma grande boxeadora. Encarecidamente, ela pede que Dunn a treine, mas para ele isso é impossível. Ele não treina mulheres. Batalhadora como sempre foi, Maggie não desiste e começa a frequentar a academia diariamente, mesmo sem instrução. Apoiada por Scrap e depois de insistir muito, ela consegue com que Dunn finalmente a treine. Assim como cada vitória e o talento e profissionalismo de Maggie vai crescendo, com o relacionamento dos dois acontece a mesma coisa, criando assim vínculo forte entre os dois personagens. Tais passagens são expostas de maneira felomenal por Haggis que, junto com uma narração excelente de Morgan Freeman, consegue transpassar um sentimentalismo, à medida que o treinador e a boxeadora vão ficando cada vez mais íntimos. E como num "baque!", a história de todos os personagens e o nosso modo de enxergar o filme muda completamente, brilhante. Isso acontece graças à genialidade do roteirista que não perdeu o filme do foco em momentos algum.

Tal proeza por parte de Haggis deve-se ao comando preciso de Eastwood, que além de esboçar uma excelente interpretação, é perfeito atrás das câmeras. Sua direção, vencedora do Oscar, é primorosa e atenciosa, incrível em todos os aspectos. Com Menina de Ouro, Eastwood ganha seu segundo Oscar e consagra-se, aos 74 anos (na época do lançamento do fime*) um dos diretores mais competentes e completos da história do cinema. Nada mais justo, depois de arrancar interpretações sensacionais de todo o elenco (e de si próprio.)

E falando em elenco...Vamos à ele. Destaque especialíssimo à grandeza da atriz Hilary Swank, que com apenas 30 anos (*), venceu incríveis duas estatuetas no Oscar, em 2000 por Meninos Não Choram e agora em 2005 por este papel, prêmio dado também pelo esforço de Hilary, que engordou 4,5 Kg de massa mascular para interpretar a personagem. Sua atuação, além de emocionante, consegue, de forma bastante clara, passar a mensagem que sua personagem deixa. Esta mensagem é usada de modo interessante pela atriz, cuja personagem, mesmo nos momentos de grande dificuldade, não desiste e segue à frente, firme e forte. Entretanto quando o momento de maior clímax do filme entra em ação , as características que marcavam a personagem Maggie parecem sumir, assim como o "baque!" proporcionado por Haggis, dando à atriz um perfil completamente oposto ao que nos foi mostrado desde o início da projeção.

Outro forte personagem de Menina de Ouro é o também narrador Freeman, vencedor do Oscar de Coadjuvante. O ator passa segurança quando entra em cena, que embora seja secundário no filme, é de vital importância para a narrativa.

Menina de Ouro é também o vencedor do Oscar de Melhor Filme, prêmio merecidíssimo a um longa que prende o espectador do começo ao fim, que emociona e faz chorar. Se o objetivo do filme era passar sua mensagem, ele vai além disso. E nunca se esqueça: "Protega-se sempre."

Por Vinícius De Vita, em 06/08/2008 Avaliação:                   9.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 8.0
• Daniel Dalpizzolo 7.5
• Rodrigo Cunha 9.0
• Demetrius Caesar 8.0
• Silvio Pilau 8.0
• Vlademir Lazo 8.5
• Heitor Romero 7.5
•  Média 8.1
Notas - Usuários
8.4 (1166 votos)
Top Usuários #96
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Menina de Ouro
(Million Dollar Baby, 2004)
 MAIS COMENTÁRIOS
• Comentários deste filme
« anterior » todos (18) « próximo »
• Outros comentários
• Lawrence da Arábia (1962), por Lucas Souza
• Crepúsculo dos Deuses (1950), por Lucas Souza
• Magia ao Luar (2014), por Xandinha Damas
• Despedida em Las Vegas (1995), por Patrick Corrêa
• O Solista (2008), por Elvira Akchourin do Nascimento
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO