FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
COMENTÁRIO

Monster - Desejo Assassino

(Monster, 2003)
Por Mathias Reis Avaliação:                 8.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

Este comentário revela detalhes da história do filme.

“Monster – Desejo Assassino”, baseia-se na história real de Aileen, uma mulher que foi condenada à morte e executada em 2002 após matar vários homens. Prostituta, lésbica e com vários transtornos de personalidade, foi considerada a primeira mulher assassina em série dos Estados Unidos.

A personagem é aquela pessoa que respondeu com maldade a maldade que recebeu. Algumas pessoas dão a volta por cima, conseguem transformar em limonada o limão que a vida lhes dá – mas reconheço, esse termo é bem chulo, coisa de locutor de rádio AM, ainda mais se compararmos com um limão ou coisa azeda ser prostituta desde cedo, ter engravidado do próprio irmão e dado o bebê para adoção e ter sido abusada sexualmente pelo pai aos oito anos de idade. Mas Deus não dá às pessoas fardo que elas não possam carregar. E Aileen reagiu às dificuldades da vida de forma negativamente. Ela não se tornou somente alguém que desconhece regras simples de convivência, mas uma mulher violenta e coisa pior: numa assassina serial.

No filme, maltratada pela vida – inclusive na aparência - Aileen vê em Selby (Christina Ricci, a eterna garotinha de “A Família Adams) uma chance de redenção. O sorriso e o elogio da garota, por mais simples que pareçam, tocaram o coração de Aileen. Num bar gay, onde Aileen chega por acaso, as duas se conhecem quando Selby se aproxima, puxa uma conversa e pouco depois diz: “Não acredito que os homens pagam pra transar com você, uma mulher tão bonita.” Uma cantada simples, banal, se transforma num elogio que rapidamente faz com que Aileen, heterossexual convicta, caia de amores pela garota que lhe fez o elogio. A vida que só lhe trouxe pedradas agora lhe dá uma flor.

Mas a vida de Aillen é um conto de fadas ao avesso. Ela estraga as coisas ao tentar levar uma vida “normal”: não consegue um emprego “normal”, não tem qualquer qualificação, já foi presa, demonstra violência e qualquer falta de tato... seu estado embrutecido, então, não permite um discernimento, digo, antes o prejudica, e sua cognição do certo é deformada, psicótica. Logo ela, que matou pela primeira vez em legítima defesa, passa a matar por motivos fúteis. Selby revela-se mimada e indecisa e Aileen é um monstro, mas isso não isenta a sociedade que a pariu.

Charlize Theron está ótima. Ela é, aliás, excelente atriz. É boa em escolher papéis e não tem medo de encarar desafios. “Monster” é um desafio. É um papel que envolveu transformação física intensa – Charlize Theron teve que engordar muitos quilos, raspar sobrancelhas e de beldade virou uma prostituta feia e sem nenhum glamour (esqueçam a Julia Roberts e sua personagem Vivian Ward de “Uma Linda Mulher”). Mas não é o físico que impressiona. Alguns atores e atrizes foram premiados com o Oscar mais por sua transformação física que pela interpretação, como, por exemplo, Nicole Kidman e seu nariz postiço em “As Horas” e Matthew McConaughey e Jared Ledo pela magreza em “Clube de Compras Dallas. Com Charlize Theron em “Monster” não foi isso que aconteceu. O modo de falar e agir da personagem, suas mudanças de humor e emoções contraditórias são difíceis de interpretar. Destaco a cena da despedida das amantes no ponto de ônibus, em que Aileen, com cigarro e bebida na mão, se põe a falar, falar e chorar. Um Oscar mais do que merecido para a atriz que fez papéis tão diversos e em filmes tão diferentes como “Mad Max – Estrada da Fúria”, “Prometheus”, “Terra Fria” e “Regras da Vida”.

Por Mathias Reis, em 05/08/2017 Avaliação:                 8.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 7.0
• Daniel Dalpizzolo 5.0
• Josiane Ka 8.0
• Régis Trigo 6.0
• Silvio Pilau 8.0
• Heitor Romero 3.0
• Marcelo Leme 8.0
•  Média 6.4
Notas - Usuários
7.3/10 (268 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
• #002 De Volta Para o Futuro
• #001 Os Goonies
• #000 O Piloto
 LEIA TAMBÉM

 FICHA DO FILME

 Monster - Desejo Assassino
(Monster, 2003)
 MAIS COMENTÁRIOS
• Comentários deste filme
« anterior » todos (5) « próximo »
• Outros comentários
• Minha Bela Dama (1964), por THIAGO ROBERTO BATISTA
• Violência Gratuita (2007), por Weydson C. Oliveira
• Planeta dos Macacos: A Guerra (2017), por Mathias Reis
• Europa 51 (1952), por Mateus da Silva Frota
• Os Dez Mandamentos (1956), por Bill Coln
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE