FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
COMENTÁRIO

O Justiceiro em Zona de Guerra

(Punisher: War Zone, 2008)
Por Eduardo Oliveira Porto Lima Avaliação:           5.5

Frank Castle mais uma vez entra em ação acabando com as famílias da máfia sempre em busca de vingar sua família e livrar a sociedade das falcatruas, crimes e a impunidade que existe sobre os chefões e seus protegidos.

O filme traz uma realidade presente nos quadrinhos d'O Justiceiro e todo o seu sangue e violência, que são marcas registradas do vigilante, além da caveira em seu peito, claro. Vale destacar a determinação de Ray Stevenson em tentar dar uma expressão humana ao anti-herói de sangue-frio, louvável, porém as crescentes crises de culpa de Castle, fazem dele um personagem bastante diferente daqueles que estamos acostumados a ver nos quadrinhos, mérito então dos roteiristas que conseguem colocar o personagem em situações que faz o Frank Castle Justiceiro confrontar-se com o Frank Castle pai de família e ser humano, com todos os seus medos e limitações.

O ponto alto do filme se dá, no entanto, a dupla Dominic West e Doug Hutchinson fazendo os infernais irmãos-vilões do filme. Hutchinson, fazendo o papel de Looney Bin Jim, demonstra insanidade inigualável e sanguinolência implacável ganhando um destaque que talvez pudesse ser melhor explorado. West, no papel de Jigsaw (Retalho), faz o papel de um criminoso doentio que, junto ao irmão, se utiliza do medo que as gangues têm do Justiceiro para usá-las como aliadas.

Ambos personagens cumprem bem o seu papel e talvez sejam mais bem explorados que o próprio Castle, porém, existem personagens que, ou deveriam ser mais bem utilizados, como Microchip (Wayne Knight), Soap (Dash Mihok) e Budiansky (Colin Salmon). Deveriam ser mais bem explorados e, talvez com exceção de Microchip que tem uma maior participação no final do filme, os outros parecem ser meramente figurativos, quase descartáveis, assim como os criminosos acrobatas, logo padecem nas mãos do Justiceiro.

As cenas de ação são bem rodadas, realistas e bem violentas, porém pecam em serem repetitivas demais.Talvez esse seja o tipo de erro mais cometido nesse tipo de filmes, tiros, tiros e mais tiros, sangue, sangue e mais sangue. Nada mais, nada menos. O que salva são algumas mortes cômicas que ocorrem, mas nada que dê muito destaque.

No geral é um filme bom para alugar o DVD e curtir no sofá, nada mais, nada menos.

Por Eduardo Oliveira Porto Lima, em 24/04/2009 Avaliação:           5.5
Notas - Equipe
•  Média -
Notas - Usuários
6.3 (132 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Justiceiro em Zona de Guerra, O
(Punisher: War Zone, 2008)
 MAIS COMENTÁRIOS
• Comentários deste filme
« anterior » todos (8) « próximo »
• Outros comentários
• Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 (2014), por Alan Nina
• O Grande Gatsby (2013), por Alan Nina
• A Aventura (1960), por Gian Couto
• Toy Story - Um Mundo de Aventuras (1995), por Well Gomes
• Deixe-me Entrar (2010), por Matheus de Medeiros Paes
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO