FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS HOME CINEMA TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
COMENTÁRIO

O Segredo do Abismo

(Abyss, The, 1989)
Por Daniel Borges Avaliação:         4.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

Este comentário revela detalhes da história do filme.

Dirigido pelo rei dos efeitos especiais James Cameron, O Segredo do Abismo se mostra um atraente veículo de entretenimento, mesmo que esbarre e tropece muitas vezes ao longo de sua projeção. Contando uma história super fantasiosa, o diretor não tem problemas ao desenvolver o tal mistério que se esconde em um grande abismo, no fundo do oceano, mas quando se trata em desenvolver seus personagens, o cineasta perde o rumo.

Ed Harris é Bud, o protagonista do longa e responsável por fazer a trama seguir em frente. Lidera um grupo de resgate e o faz muito bem, se saindo eficientemente como o líder da equipe. Seu personagem se destaca da metade do filme para frente, onde o roteiro exige mais do ator. Cameron deixa as coisas em seus devidos lugares, digamos assim. O roteiro que cerca os personagens se mostra bastante superficial e raso, não explorando um maior aprofundamento da relação dos mesmos.

Mary Elisabeth Mastrantonio vive Lindsey, onde sua personagem por muitas vezes é o grande centro das atenções do filme. Acho que o problema das relações é esta, Cameron não aprofunda em nada que constrói ou levanta, apenas joga os personagens e pronto, em meio da ação e do mistério. Sua relação com Bud pouco é explorada, sendo que perto do fim, ambas as personagens se mostram bastante abalados com o outro, mas que em nenhum outro momento é intensificado este carinho e força, para que o público compreenda melhor a relação que os cerca.

As seqüências externas, com os personagens fora de sua base e do submarino são extremamente eficientes, com Cameron sabendo filmar debaixo da água com perfeição. Suas tomadas sempre são criativas e extasiantes, deixando o público a todo o momento apreensivo. Quando o mistério começa a ser trabalhado pelo diretor, o suspense sobe de forma a que capta totalmente a atenção do público, mas sempre com o cuidado de não deixar o clima tão pesado assim.

As aparições do estranho ser que vive nas profundezas do abismo, são acompanhadas de uma trilha super atraente e emotiva, conferindo um sentimento de grandeza às cenas. Ao longo que o mistério vai sendo revelado, Cameron deixa escapar várias boas oportunidades em deixar o seu filme mais divertido ou interessante, mas prefere pregar um moralismo exacerbado que atrapalha o resultado final da obra.

Claro que Cameron sempre gostou de exageros visuais, sendo na maioria das vezes, criativo acima da média, o que pode ser comprovado neste filme.Os efeitos estão legais, lembrando que o filme foi rodado no fim da década de 80. Porém desta vez, os exageros não existem apenas em seus efeitos especiais, mas sim dentro da própria trama, envolvendo os personagens.

Os objetivos dos “vilões” do filme, presentes no submarino ao lado dos demais, nunca é bem explicado, apenas é jogado em tela. Michael Biehn vive Coffey, um homem que está prestes a iniciar uma nova guerra mundial, mas Cameron pouco lhe dá importância dentro de sua trama. Ele é o típico vilão estereotipado, sem emoções ou justificativas que expliquem todas a barbaridades ou maldades que comete.

Bud ao descer mais de 10.000 pés ao fundo do abismo, deveria ter morrido com a pressão marítima, coisa que aconteceu com a sonda submarina de Coffey, que após cair na depressão da fenda, teve sua máquina completamente destruído pela força comprimida. Ao longo de sua descida, é mostrado todas as dificuldades que o personagem enfrenta, até mesmo para se comunicar com a equipe, que está na base. Porém ao chegar em seu objetivo, e encontrar o míssil, o personagem não demonstra o menor sintoma que está mal, estando completamente normal, mesmo em condições absurdas.

Toda a seqüência envolvendo os estranhos seres do abismo e sua aparente ‘civilização’ é super fantasiosa e um exagero visual impactante, de cores berrantes e fortes. Porém ficou bastante vago a explicação sobre os mesmos, seus objetivos ou simples razão de estarem ali. O final é pior ainda, com toda sua ‘civilização’ emergindo dos oceanos e pronto. O que acontece a partir dali? Estes misteriosos seres viverão entre nós? Ou voltarão para as profundezas sem levantas suspeitas? Ficou vago...

O Segredo do Abismo contém grandes momentos, divertidos e interessantes, mas que se perde pela falta de explicações referente aos estranhos seres do abismo e a falta de aprofundamento dos personagens centrais, totalmente rasa e sem tratamento digno.

Estreou em 11 de Agosto de 89, a produção arrecadou quase R$ 55 milhões em solo americano e mais R$ 35 ao redor do mundo, totalizando mais de R$ 90 milhões em bilheterias.

Por Daniel Borges, em 24/11/2010 Avaliação:         4.0
Notas - Equipe
• Daniel Dalpizzolo 4.0
• Régis Trigo 4.0
• Heitor Romero 8.0
•  Média 5.3
Notas - Usuários
6.7 (117 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Segredo do Abismo, O
(Abyss, The, 1989)
 MAIS COMENTÁRIOS
• Comentários deste filme
« anterior » todos (3) « próximo »
• Outros comentários
• 21 Gramas (2003), por Pedro H. S. Lubschinski
• 5 Centímetros por Segundo (2007), por Pedro H. S. Lubschinski
• Conexões (2012), por Pedro H. S. Lubschinski
• Colegas (2012), por Pedro H. S. Lubschinski
• Carrie - A Estranha (1976), por Pedro H. S. Lubschinski
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO