FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
COMENTÁRIO

Quanto Mais Quente Melhor

(Some Like It Hot, 1959)
Por Pedro H. S. Lubschinski Avaliação:                     10.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

Este comentário revela detalhes da história do filme.

- "Eu sou um homem!"
- "Bem, ninguém é perfeito."

Por causa de um perigoso criminoso dois amigos se disfarçam de mulheres. Um deles logo está apaixonado por uma moça estonteante e precisa alternar entre o disfarce feminino e um novo disfarce assumido para conquistá-la, o de um ricaço. Enquanto isso, o outro em sua versão feminina desperta o interesse de um ricaço de verdade que começa a fazer de tudo para impressioná-la (impressioná-lo?). Poderia ser As Branquelas, mas é Quanto Mais Quente Melhor. Poderia ser o divertido filme dos irmãos Wayans (ah, é divertido, sim, deixa de rabugice), mas é "a melhor comédia da história do cinema estadunidense" (ao menos segundo o American Film Institute, mas se não for "a", briga cabeça a cabeça pela posição), mais uma das obras-primas dirigidas pelo gênio Billy Wilder, que parece ser incapaz de fazer algo que não seja obra-prima.

Aqui os homens travestidos não são policiais em busca da prisão de um criminoso barra-pesada, mas uma dupla de músicos de jazz, o saxofonista Joe (Tony Curtis) e o contrabaixista Jerry (Jack Lemmon) que se junta a um grupo musical de mulheres para escapar de um mafioso estilo Al Capone, que contrabandeia bebidas ilegalmente em um Estados Unidos que em 1929 vivia o auge da Lei Seca
e o crash da bolsa de valores. Quanto Mais Quente Melhor, então, é um filme muito mais universal, é uma trama de sobrevivência de duas figuras que não possuem outra opção para seguirem vivos depois de serem testemunhas de um massacre comandado pelo gângster interpretado por George Raft, senão assumir as identidades de Daphne (Lemmon) e Josephine (Curtis). Mas é, ainda assim, uma comédia e daquelas absurdamente divertidas. Seja quando aposta em um humor mais físico, com aquela pitada exata de "maldade" que impede de descambar para a apelação, como na cena em que "a" personagem de Lemmon divide a cama com a estonteante Sugar Kane de Marilyn Monroe, seja nos diálogos afiados de Wilder, que transforma falas que poderiam ser simples em pérolas de humor, como quando Joe perplexo com um possível casório do amigo Jerry com o milionário Osgood Fielding III (Joe E. Brown) lhe pergunta o que ele fará na lua-de-mel, ao que o personagem de Lemmon responde que "ainda estão discutindo isso. Osgood quer ir para a Riviera, mas ele prefere Niagara Falls.", Quanto Mais Quente Melhor é uma experiência que mantém o espectador com o sorriso sempre no rosto.

Claro que se o filme diverte tanto, muitos dos méritos são do trio de intérpretes irretocável. Se de um lado Curtis surge à vontade, com aquele puro charme canalha que parece capaz de contornar qualquer situação, nos fazendo torcer por um cara que engana a mocinha, Monroe é dinamite pura, daquelas atrizes/personagens pra quem você só pode olhar por alguns minutos sem precisar escolher entre desviar o olhar ou se apaixonar por uma mulher que esconde um vulcão de sensualidade por trás da voz doce de garota de coração partido. E há Lemmon, claro, um daqueles caras que não pode ser separado da palavra gênio. Seja como Daphne, seja como Jerry, Lemmon é dono do filme, numa atuação antológica, daquelas em que se pegarmos apenas uma expressão isolada já seria o suficiente para lhe fazer merecer prêmios e mais prêmios, como o último plano do filme, que traz sua reação a resposta inusitada do personagem de Brown. É daqueles que estão em outro nível.

Bastante ousado para sua época, Quanto Mais Quente Melhor já trazia há cinquenta e cinco anos atrás homens vestidos de mulher, homem querendo casar com homem e comentários ácidos sobre a sociedade machista - "agora você sabe como uma mulher se sente", diz o personagem de Curtis ao de Lemmon após o segundo ser sexualmente assediado -, coisas que ainda hoje parecem sempre vir envoltas em polêmicas dos mais diversos tipos. Mais uma prova da genialidade de Wilder e de como seu filme em nada perdeu com o tempo passado desde sua estreia.

E eu sei que você, que leu esse texto até aqui, ainda deve estar pensando "porra, o cara cita As Branquelas no texto sobre um filme do Wilder!", mas é como diz Osgood Fielding III ao fim desse Quanto Mais Quente Melhor, no que deve ser um dos diálogos finais mais sensacionais já escritos: "Bem, ninguém é perfeito.".

Claro que essa obra-prima de Wilder é uma daquelas coisas que de tão lindas nos fazem pensar que certos filmes podem, sim, ser perfeitos.

Por Pedro H. S. Lubschinski, em 09/04/2015 Avaliação:                     10.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 8.0
• Daniel Dalpizzolo 9.0
• Rodrigo Cunha 9.0
• Régis Trigo 9.0
• Silvio Pilau 9.0
• Vlademir Lazo 9.0
• Heitor Romero 10.0
• Marcelo Leme 8.0
• Bernardo D.I. Brum 9.0
• Léo Félix 9.0
•  Média (Top Editores #40) 8.9
Notas - Usuários
8.7/10 (604 votos)
Top Usuários #37
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (6)
Por Pedro H. S. Lubschinski, em 30/11/2015 | 23:05:52 h
Por Conde Fouá Anderaos, em 30/11/2015 | 19:42:57 h
Crítica boa que o Pedro ao citar "As Branquelas" torna maior ainda. Nada como o bom humor sobre nossas "fraquezas". Quem não gosta de um filme tido como trash?
Por Cristian Oliveira Bruno, em 10/04/2015 | 18:09:08 h
Pedroca manja muito [2]
Por Pedro H. S. Lubschinski, em 10/04/2015 | 15:31:55 h
Que isso, Chico. Quem é Pedro na fila do pão ocupada pelo Chico Flag? Hahaha
Valeu, brother
Por Francisco Bandeira, em 10/04/2015 | 14:41:19 h
Pedroca manja muito, cara! s2
Por Pedro H. S. Lubschinski, em 10/04/2015 | 14:39:55 h
Muito obrigado, Humberto
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
• #45 60 anos de Tim Burton
• #44 Meu Amigo Totoro
• #43 Missão: Impossível - Efeito Fallout
• #42 Filmes da Sessão da Tarde
• #41 Batman: O Cavaleiro das Trevas
• #40 100 anos de Ingmar Bergman
• #39 Os Incríveis 2
• #38 Era Uma Vez no Oeste
• #37 Jurassic Park e Jurassic World
• #36 O Bebê de Rosemary
• #35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
• #34 Han Solo: Uma História Star Wars
• #33 Deadpool 2
• #32 Um Corpo que Cai
• #31 Stephen King no Cinema
• #30 Vingadores: Guerra Infinita
• #29 A Franquia 007
• #28 Um Lugar Silencioso
• #27 2001: Uma Odisseia no Espaço
• #26 Jogador Nº1
• #25 Planeta dos Macacos
• #24 Quentin Tarantino
• #23 75 anos de David Cronenberg
• #22 Projeto Flórida
• #21 Trama Fantasma
• #20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
• #19 Oito e Meio de Fellini
• #18 A Forma da Água
• #17 The Post e os filmes de Jornalismo
• #16 Indicados ao Oscar 2018!
• #15 20 Anos de Titanic
• #14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
• #13 Melhores de 2017
• #12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
• #11 Especial Natalino
• #10 Assassinato no Expresso Oriente
• #9 Onde os Fracos Não Têm Vez
• #8 Liga da Justiça
• #7 Stranger Things
• #6 45 anos de O Poderoso Chefão
• #5 Branca de Neve e os Sete Anões
• #4 Halloween
• #3 Blade Runner / Blade Runner 2049
• #2 De Volta Para o Futuro
• #1 Os Goonies
• #0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Quanto Mais Quente Melhor
(Some Like It Hot, 1959)
 MAIS COMENTÁRIOS
• Comentários deste filme
« anterior » todos (14) « próximo »
• Outros comentários
• SPF-18 (2017), por Victor Mendonça
• O Predador (2018), por Danilo Calazans
• A Condenação (2010), por Bersilionin Gonçalves Costa Junior
• A Última Sessão de Cinema (1971), por Matheus Darswik
• Crô em Família (2017), por Victor Mendonça
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE