FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
COMENTÁRIO

Sangue pela Glória

(Bleed for This, 2016)
Por Pedro H. S. Lubschinski Avaliação:         4.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

Este comentário revela detalhes da história do filme.

"Me mostre como luta"

O boxeador Vinny Pazienza é um sujeito corajoso, intenso, que encarava todo desafio como algo derradeiro em sua vida e por isso indigno de sua desistência. Já diretor Ben Younger é um cagão. A maneira como o cineasta desperdiça a história de seu protagonista, que no auge da carreira fratura o pescoço em um acidente de carro e, contrariando os médicos e todos à sua volta, volta aos ringues quando não esperavam nem que voltasse a caminhar por aí, deveria ser considerada crime.

Miles Teller, que sempre repito, é, provavelmente, o maior de sua geração - e o que ele faz em Whiplash não me deixa mentir -, até tenta conferir algum coração a Sangue Pela Glória, encarnando o protagonista com um olhar decidido que comove em diversos momentos, mas tudo fica difícil quando o diretor parece não saber nem ao menos o que faz comandando o filme. Filmes de boxe, desde os primórdios do cinema sempre foram mais sobre o que acontece fora dos ringues do que dentro, mas é inegável que quando o clímax canaliza os dramas de longe das quadras para uma luta, ela precisa representar a catarse para os personagens e para o espectador, que tanto dedicou aos envolvidos nela. O que Younger faz, então? Ele foge. Não, não recuar à espera do momento de nos dar aquele golpe certeiro. Ele foge. Ele pula as cordas e sai chorando.

Nunca o boxe, um dos esportes mais bonitos - nunca foi só violência e se você acha isso, o problema é seu -, foi tão mal filmado. Younger e o diretor de fotografia Larkin Seiple mantém a câmera constantemente na mão, o que ao lado dos cortes exagerados de Zachary Stuart-Pontier, nos impedem de entender o que acontece durante os combates. Prova disso é que, ao fim do filme, quando o resultado da luta derradeira é anunciado, não conseguimos entender o que levou a ele, já que não pudemos assistir a luta, porque o filme fugiu dela - o que também nos impede de saber se Teller convence como boxeador, o que torna sua mudança física quase desnecessária. Não que Younger se saia muito melhor fora dos ringues, já que, talvez buscando não exagerar no sentimentalismo, filma todo o drama do protagonista com uma distância assustadora, como se uma conversa importante com seu treinador (defendido com dignidade por Aaron Eckhart) ou uma importante consulta médica tivessem o mesmo peso de uma briga com um namorada que nunca mais é lembrada quando sai de cena.

Younger até então só havia dirigido filmes sem expressão e se esperava que esse Sangue Pela Glória fosse uma virada em sua carreira, mas, levando-se em conta que até decepções como Nocaute possuem seus momentos empolgantes, esse filme só pode ser o jab que faltava para jogá-lo no esquecimento.

Por Pedro H. S. Lubschinski, em 12/02/2017 Avaliação:         4.0
Notas - Equipe
•  Média -
Notas - Usuários
6.4/10 (7 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (2)
Por Felipe Ishac, em 22/02/2017 | 19:16:57 h
dedique comigo, condão da massa
Por Conde Fouá Anderaos, em 22/02/2017 | 19:15:03 h
Belo texto. Já não estava empolgado a ver. Vou dedicar o tempo a outro.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
       
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017)

        
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE