FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
COMENTÁRIO

Só a Mulher Peca

(Clash by Night, 1952)
Por Ravel Macedo Avaliação:               7.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

Primeiramente o mar e as ondas. Lang filma suas idas e vindas diante rochedos, capturando nuances turbulentas, incontroláveis e instáveis. É o perfeito anuncio para seus personagens que estão por invadir a tela. Em sequencia, ele providencia nos introduzir no ambiente, poucos minutos de homens em seu trabalho em barcos pesqueiros são suficientes para vermos que aquilo é uma ocupação habitual, tamanha a habilidade que apresentam. Pouco a pouco a câmera vai deixando o mar e invadindo a terra junto aos homens. Esse breve início é o suficiente, Lang já nos lança a situação emocional das pessoas que iremos observar e nos introduz inteiramente no ambiente pelo qual circularam, uma pequena e humilde vila que sobrevive com base nas atividades pesqueiras.

Mas ao ficar claro que o sustento daquele lugar vem do trabalho masculino no mar, conclui-se que o filme abordará uma sociedade tradicional, onde as mulheres estarão aguardando em casa seus maridos após o cansativo dia de trabalho. A impressão é breve. Primeiramente Barbara Stanwick adentra num bar e após uma bebida demostra surpreendente indiferença a uma simpática aproximação de um conhecido, revelando logo marcas que a vivência lhe deixou. Em seguida, surge uma moça e um rapaz, fica claro que formam um casal, com o detalhe que ela é Marilyn Monroe, após uma caminhada e uma pequena discussão ela grita com personalidade que não quer ser beijada. Estamos diante de uma obra que busca a tensão entre os sexos a fim de iguala-los.

Diante dessa temática promovida, ela encontra seu ponto de partida nas relações amorosas e as experiências que elas nos trazem e a maneira como interferem na natureza de cada um a ponto de lhe tornar não mais mutável e isso reflete no paralelo que a todo o momento existe entre os personagens, de um lado aqueles que já viveram a decepção amorosa e hoje tornaram-se amargurados e nem sempre exalam o que têm realmente por dentro, como mecanismo de defesa e do outro lado aqueles que estão vislumbrados pelo amor e pela possibilidade de ser amado.

Com uma fluidez narrativa típica de Lang, o cruzamento de personagens proporciona a alternância de temas em discussão. A tensão sexual evidente cede espaço, quando o olhar torna-se mais intimista, a um jogo de sentimentos dissolvidos, porém que buscam se expressar a todo instante, revelando o interesse do filme em lhe dar com a força interior de cada um em contrapartida aos golpes que vida lhes dá, é ai que vemos a autodestruição de homens e mulheres diante do amor, que o filme trata de colocar como o mais terno e traiçoeiro dos sentimentos.

Lang encontra o porém no desfecho imposto. Em diversas ocasiões ele já esbarrara em términos indesejados, mas mesmo dessa forma driblou sempre que pode e concedeu finais ambíguos e cínicos ainda assim. Mas não foi sempre que isso se deu, Clash by Night possuiu seu desfecho acovardado, querendo ou não seu diretor. Mesmo criando mais um intenso e profundo estudo de personagens complexos e suas transformações morais e psicológicas, o final está lá, e ele contradiz toda coragem do filme diante a época em opinar sobre sexualidade, individualidade e casamento, quando no fim do emaranhado sentimental, as personagens de Monroe e Stanwick são testadas e acabam por fim retornando em núcleo familiar no qual já se encontravam, sendo lançadas a inércia arruinante, mesmo que o diretor tente driblar a situação através de sua direção precisa.

Por Ravel Macedo, em 25/11/2017 Avaliação:               7.0
Notas - Equipe
• Silvio Pilau 7.5
• Heitor Romero 7.0
• Bernardo D.I. Brum 8.0
•  Média 7.5
Notas - Usuários
7.6/10 (21 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE