FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
COMENTÁRIO

Travelling Salesman

(Travelling Salesman, 2012)
Por Falstaff Avaliação:                   9.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

Travelling Salesman é uma daquelas ficções científicas ‘’cabeça’’ como Primer (2004) e Coherence (2013), indignas de um título nacional, que se mantém à margem do cinema mainstream onde correm os filmes dirigidos por Christopher Nolan e Alfonso Cuarón. Compreensível pois devido ao baixo orçamento não oferecem nenhum espetáculo visual de super efeitos especiais e um elenco de estrelas, e mais compreensível ainda porque compensam a carência orçamentária elevando as mirabolantes anedotas sci-fi acima das convenções e dos formatos mastigáveis do thriller e do pulp, com as suas sequências de ação embebidas de sentimentalismo, realçando a força de roteiros originais com diálogos bem escritos que desenrolam-se em torno de mcguffins sofisticados: a viagem temporal em Primer, o multiverso em Coherence e a solução de um notório problema matemático em Travelling Salesman.

‘’A extraordinária aplicação da matemática nos permitiu (... ) o bom, o ruim, e tudo o mais.’’ O excelente roteiro de Timothy e Andrew Lanzone aborda questões éticas sobre o papel da ciência, responsabilidade criativa, criptografia, privacidade e poder•. Quatro matemáticos discutem a respeito das futuras, inimagináveis mas sem dúvida grandiosas consequências que o seu trabalho poderá acarretar quando ele passar para as mãos incógnitas e políticas do governo.

O enfrentamento intelectual entre diferentes personalidades dentro de um ambiente fechado é comparável a O que Você Faria? (El método, 2005) e Exam (2009), mas diferente destes, que também são ótimos, Travelling... não é muito didático e o leigo matemático (em um sentido mais histórico do que técnico) tem de correr para acompanhar os diálogos sobre fatores não-determinísticos, Oppenheimer e Los Alamos e isto pode torná-lo repulsivo para alguns e bastante atraente para outros, atraente mesmo para quem, como eu, não estiver nenhum pouco familiarizado com os temas abordados.

Os diálogos e a montagem de filmes pequenos e espertos como este são suas grandes forças. Os diálogos são intrigantes e inteligentes e a montagem cria uma sensação de ameaça constante que permeia a narrativa (No caso de Travelling... flashbacks e flashforwards breves mal contextualizados) e sua união, somada ao seu tema insondável fora da própria ficção, como as equações do Professor Lindt em Cortina Rasgada, gera um thriller de impacto máximo. Em outras palavras, não é necessário entendê-los na sua totalidade, ainda que isso ajude, para apreciá-los.

A força de um blockbuster de ficção científica como Interestelar (Interestellar, 2014), por exemplo, está concentrada no objetivo a ser conquistado pelos seus heróis e heroínas: a salvação da humanidade, a reconciliação familiar e o magnetismo do amor; as batalhas e as intempéries enfrentadas, assim como os flertes científicos, são apenas roupagens e meios de cobrir e explorar temas mais ‘’universais’’. Em um filme como Travelling... as roupagens e os meios são os próprios personagens que são meramente ferramentas para a construção de uma situação hipotética cujo tema é, ao contrário, específico. O que importa é a situação criada e como seus elementos reagem a ela, não sua solução, nem sua origem; a câmera funciona como uma lupa displicente e curiosa posicionada sobre um ponto específico em uma linha do tempo onde o exterior do ponto ampliado pela lente tem pouca importância; ou seja, construções psicológicas profundas e satisfações mais elaboradas quanto ao enredo não tem espaço nessas estórias breves, episódicas, e neste filme, em especial, o foco é na ação, ação no sentido narrativo, na palavra, na réplica e na tréplica, seu conteúdo é trabalhado na superfície, sim, superficial, mas tão-somente por ser subserviente ao próprio dinamismo narrativo que explora as consequências de um problema ainda insolúvel fora do seu espaço ficcional, nem tanto sobre tecnicalidades matemáticas e questões deveras distantes do homem comum mas

Quem guardará os guardiões?

Essa é a questão, mais do que P versus NP ou o problema do caixeiro-viajante, sugerido pelo título.

O filme conduzido por Timothy Lanzone é basicamente movido a diálogos entre matemáticos e um oficial do governo e pode facilmente ser rejeitado e rotulado com o epíteto favorito de nossos tempos: ‘’pseudo-intelectual’’; quando o verdadeiramente intelectual, seja lá o que isso for!, soa como um conceito que pertence ao campo da fantasia e do mito. E, quem sabe — mais do que o apreço pela arte, a curiosidade, o estudo, o tédio e o escapismo — o fator que nos leva a apreciá-lo, como bicho-científico que somos, seja simplesmente a sensação antiga, por ele evocada, de prazer e fascínio voyeurístico que sentimos ao observar como um grupo de seres comuns interage em um ambiente ou situação que lhes é alheia para encontrar a solução de um problema. E se essa química instável, que é o homem e a mulher, for representada e trabalhada de forma convincente, i.e., humana, enriquecendo o cenário hipotético e improvável onde se encontram, como aqui, tanto melhor o resultado.


• Interessante essa discussão fictícia a respeito de poder e privacidade nacional e internacional ter ocorrido um ano antes do caso Snowden estourar na imprensa e no mundo.

Por Falstaff, em 10/05/2018 Avaliação:                   9.0
Notas - Equipe
•  Média -
Notas - Usuários
aguardando 3 votos
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
• #41 Batman: O Cavaleiro das Trevas
• #40 100 anos de Ingmar Bergman
• #39 Os Incríveis 2
• #38 Era Uma Vez no Oeste
• #37 Jurassic Park e Jurassic World
• #36 O Bebê de Rosemary
• #35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
• #34 Han Solo: Uma História Star Wars
• #33 Deadpool 2
• #32 Um Corpo que Cai
• #31 Stephen King no Cinema
• #30 Vingadores: Guerra Infinita
• #29 A Franquia 007
• #28 Um Lugar Silencioso
• #27 2001: Uma Odisseia no Espaço
• #26 Jogador Nº1
• #25 Planeta dos Macacos
• #24 Quentin Tarantino
• #23 75 anos de David Cronenberg
• #22 Projeto Flórida
• #21 Trama Fantasma
• #20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
• #19 Oito e Meio de Fellini
• #18 A Forma da Água
• #17 The Post e os filmes de Jornalismo
• #16 Indicados ao Oscar 2018!
• #15 20 Anos de Titanic
• #14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
• #13 Melhores de 2017
• #12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
• #11 Especial Natalino
• #10 Assassinato no Expresso Oriente
• #9 Onde os Fracos Não Têm Vez
• #8 Liga da Justiça
• #7 Stranger Things
• #6 45 anos de O Poderoso Chefão
• #5 Branca de Neve e os Sete Anões
• #4 Halloween
• #3 Blade Runner / Blade Runner 2049
• #2 De Volta Para o Futuro
• #1 Os Goonies
• #0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Travelling Salesman
(Travelling Salesman, 2012)
 MAIS COMENTÁRIOS
• Extraordinário (2017), por Bersilionin Gonçalves Costa Junior
• Jurassic World: Reino Ameaçado (2018), por Sergio Gregorio Araujo Silva
• Kingsman: O Círculo Dourado (2017), por Bersilionin Gonçalves Costa Junior
• O Grande Truque (2006), por Bersilionin Gonçalves Costa Junior
• O Pianista (2002), por Vânia Diass
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE