FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
COMENTÁRIO

Wittgenstein

(Wittgenstein, 1993)
Por Falstaff Avaliação:                     10.0
Este comentário é recomendado pela equipe Cineplayers.

‘’O senhor poderia fazer a fineza de me dizer se sou ou não um completo idiota?’’•

Ludwig Wittgenstein ao seu professor Bertrand Russell em Cambrigde.


Biografias no cinema que retratam a vida de personalidades que viveram vidas extraordinárias não faltam: temos Joana d’Arc em Dreyer e Bresson, Casanova em Fellini, Gandhi em Attenborough, Jesus Cristo em Scorsese, Jim Morrison em Stone, coloque o teu nome favorito aqui, etc e etc. Há também retratos biográficos sobre personalidades menos conhecidas mas com vidas não menos interessantes: T.E. Lawrence, Joseph Carey Merrick, John Forbes Nash Jr., etc. O filósofo austríaco de origem judaica, autor do monólito lógico Tractatus Logicus-Philosophicus, com certeza está inserido entre os últimos.

A personificação na tela grande de uma figura notória causa tanto mais júbilo quanto menor o nosso material e dados visuais disponíveis a seu respeito, retorna-se, no papel e na intenção, ao campo do testemunho de amigos e conhecidos, às fotografias coloridas e às fotografias em preto-e-branco, aos daguerreótipos, pinturas a óleo, material escrito, retorna-se ao auto-retrato dúbio, aos documentos remotos, testemunhos antigos sobre obras perdidas, retorna-se à lenda e com a devida imaginação e liberdade artística ergue-se diante do público, que toma a experiência como um salto no tempo, a reinvenção fiel ou infiel do que se perdera do autêntico.

Com Wittgenstein Derek Jarman faz o difícil, e faz isso com destreza: coloca na tela não um homem que viveu uma vida extraordinária mas um que teve ideias extraordinárias. E é com ideias, ideias simples de mensagem e impacto instantâneos, não através de um virtuosismo dramatúrgico, arroubos visuais de uma bela Viena do final do século e passeios por Cambridge cheia de estudantes endomingados, que ele nos apresenta o jovem e o adulto filósofo. E mais do que isso: dificilmente acharíamos qualquer graça observando as fotos do macambúzio Wittgenstein ou lendo suas obras marrons e azuis, mas Jarman (Terry Eagleton e Ken Butler), sendo fiel à sua história (acredito que seja, o próprio episódio do rinoceronte é relatado por Russell em um texto que escreveu sobre o amigo), ainda assim consegue fazer-nos rir.

Loony Ludwig
Loony Ludwig
Loony Ludwig


Kafka (1991) foi uma tentativa anterior de levar para as telas uma outra personalidade arisca de corpo intelectual robusto e vida pacata, mas o resultado não deu certo. O filme dirigido pelo oscilante Steven Soderbergh transforma Kafka, interpretado pelo canastrão Jeremy Irons, numa espécie de herói por acidente perdido em um thriller debilmente kafkaesco. É um passatempo razoável, admito, mas sem personalidade e destinado ao esquecimento. Jarman procura representar Wittgenstein não só através dos atores, mas na própria abordagem excêntrica e teatral de sua vida, como o capítulo de um romance, escrito por um autor talentoso (algo que Derek Jarman também é), em que o seu estilo, jogo de palavras e forma são moldados de acordo com os humores do personagem sobre o qual se fala; e assim é Wittgenstein, daí os diálogos minimalistas e a condução fragmentada. Soderbergh tenta isso também, mas ao se apropriar somente da aura de mistério dos livros de Kafka e estilisticamente, acredito, do Processo (The Trial, 1962), consegue entregar-nos apenas um suspense bobinho, já Wittgenstein fica como um retrato único que dificilmente será superado.••

Derek Jarman morreria pouco tempo depois, no ano seguinte, por complicações relacionadas a Aids, e no entanto o seu testamento final não seria sobre um filósofo austríaco, o seu canto do cisne seria sobre si mesmo, o azul e final Blue (1993).


• Trecho de Vida e Obra de Investigações Filosóficas, Editora Nova Cultural Ltda, edição de 1999.

•• Menciono Kafka de forma um tanto arbitrária, confesso, compreendo que a intenção dos dois filmes é diferente. Este não é uma biografia propriamente dita, é mais um projeto que se apropria da figura do escritor e, de forma a elaborar um thriller, insere-o em um plano baseado em suas próprias obras: é essa sua característica, no entanto, que relaciono a Wittgenstein, característica essa que falta a muitas biografias no cinema: trabalha-se muito em cima da fidelidade dos dados históricos e de uma perfeição na caracterização e no mimetismo por parte do ator ou atriz e as biografias diferenciam-se umas das outras meramente pelo fato óbvio de representarem diferentes personalidades e não por possuírem personalidade. Não se entendendo mal o que quero dizer, em parte, isso é maravilhoso, como coloquei lá em cima, pela parte que apela à nossa fascinação curiosa, pela figura a que se dá vida, mas em relação às nossas mais exigentes exigências artísticas espera-se um ofício de artesão e não um trabalho de fábrica.

Por Falstaff, em 14/05/2018 Avaliação:                     10.0
Notas - Equipe
•  Média -
Notas - Usuários
7.6/10 (12 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Cineplayers não se responsabiliza pelo conteúdo deste comentário. Ajude-nos a manter a integridade do conteúdo. Se você tiver provas de cópia ou plágio do texto, entre em contato conosco, denunciando (passe o link do material original).
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE