FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS HOME CINEMA TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
CRÍTICA
Anjo Azul
(Blaue Engel, Der, 1930)
Por Roberto Ribeiro Avaliação:               7.0
Um clássico do cinema alemão que merece ser revisto. Retrata o momento do país antes do nazismo.

Alunos de ensino médio trocando figurinhas durante a aula. É com este cenário que começa a lenta, porém crescente, degradação da vida do professor de artes e ciência, Immanuel Rath (Jannings). Quando este descobre serem as figurinhas fotos de mulheres semi-nuas conseguidas na casa de espetáculos Anjo Azul, que seus alunos frequentam, Rath vai lá tirar satisfações com os garotos, e acaba conhecendo a cantora de cabaré Lola Lola (Dietrich).

A partir daí, o antes pacato e até certo ponto inocente professor Rath se apaixona por Lola Lola, a tal ponto em que pede a moça em casamento para proteger-se dos insultos de seus alunos, o que o leva a ser demitido. Somos então apresentados ao casal, cinco anos mais tarde, já num estado crítico do relacionamento. Sem trabalho e sem dinheiro, Rath acompanha a esposa nos espetáculos de vaudeville, vendendo fotos semi-nuas dela para a platéia (coisa que ele jurara jamais fazer), e trabalhando como palhaço-assistente do dono do espetáculo, o ilusionista Kiepert (Gerron). Com o espírito visivelmente morto e preso a uma vida longe do romancismo jovial de quando conheceu Lola Lola, Rath atinge o ápice da degradação quando se vê obrigado a se apresentar no Anjo Azul, em sua cidade natal. Em meio aos risos da platéia e uma suposta traição de Lola Lola, o professor surta e acaba por retornar à sua antiga sala de aula no meio da noite, numa busca infrutífera pela nostalgia de sua vida passada.

Mas o filme vai além de retratar Rath como um bobo solitário e Lola Lola como uma femme fatale. Ambos têm suas frustrações e orgulho; apesar disso, no momento em que Lola Lola canta no Anjo Azul, tendo o professor como convidado de honra, percebemos uma sincera afinidade entre os dois. Só que Rath a tinha como um objeto de contemplação idealizado, o que acaba dinamitando a relação quando sua vida de sonhos ao lado de Lola não é correspondida. Uma vida que era facilmente prevista como catástrofe na forma de um deprimente palhaço que perambulava pelos corredores do Anjo Azul, numa alegoria à triste e solitária vida dos espetáculos (mais tarde, o próprio Rath viria a personificar a figura deste palhaço).

Tecnicamente, o filme permanece até hoje surpreendente, com uma triste fotografia em chiaroscuro, e com uma ótima utilização do som, ainda mais por ter sido feito no começo do cinema falado. A atmosfera escura e mórbida que o filme apresenta reflete, curiosamente, um momento peculiar da história alemã: a administração Weimar, logo antes da ascensão do nazismo, quando as consequências da quebra na bolsa de valores de Nova York tiveram um impacto claustrofóbico no país, deixando seis milhões de desempregados e uma inflação de 32400% ao mês. A estória de Rath reflete bem o clima de desespero e frustração da época.

Por Roberto Ribeiro, em 13/04/2005 Avaliação:               7.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 8.0
• Régis Trigo 8.0
• Vlademir Lazo 8.5
•  Média 8.2
Notas - Usuários
8.3 (68 votos)
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Anjo Azul
(Blaue Engel, Der, 1930)
• Direção:
- Josef von Sternberg
• Elenco Principal:
- Marlene Dietrich
- Emil Jannings
- Kurt Gerron
• Sinopse: Alunos de ensino médio trocando figurinhas durante a aula. É com este cenário que começa a lenta, porém crescente, degradação da vida do professor de artes e ciência, Immanuel Rath (Jannings). Quando este descobre serem as figurinhas fotos de mulhere...
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO