FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
CRÍTICA

Do Começo ao Fim

(Do Começo ao Fim, 2009)
Por Emilio Franco Jr. Avaliação:       3.0
Uma hora e meia e nada para ser contado.

A expectativa criada em torno de Do Começo ao Fim, novo filme de Aluizio Abranches (de Um Copo de Cólera), é compreensível pelo seu tema extremamente polêmico – homossexualidade e incesto de uma vez só – e pelo belíssimo vídeo de divulgação disponibilizado no You Tube, no qual a trama promete tocar fundo em conceitos tabus para muitas pessoas, ainda mais em uma sociedade tão heterogênea como a brasileira. O problema é que nada do que é visto no vídeo promocional condiz com a realidade final da obra.

Artificialidade é a palavra que melhor define o longa-metragem em todo seu início. A narração feita pelo personagem Thomás é de doer o ouvido pela falta de naturalidade em sua leitura. O menino Gabriel Kaufmann, que interpreta Thomás quando criança, é infeliz em sua composição amadora de personagem, com pausas que evidenciam a decoreba do texto – além do tom de voz bastante irritante. O diretor mostrou fragilidade para conduzir o trabalho dos atores e a displicência com o trabalho primário de Kaufmann torna o fraco texto ainda mais fraco e a história, desse modo, não emplaca.

Logo na primeira sequência, Abranches opta pela câmera lenta que, pela falta de razão para seu uso – além da posterior banalização do recurso – não acrescenta nada ao filme e, o que é pior, o torna apelativo em busca de emoções que o público não pode compartilhar com a trama. A primeira cena dos irmãos já adultos tentou transmitir sensualidade, novamente pela escolha estética da câmera lenta, mas essa opção apenas explorou de forma grosseira o físico de dois modelos que interpretam personagens sem conteúdo e sem profundidade alguma.

Conteúdo é algo praticamente inexistente em Do Começo ao Fim. A história dos irmãos que desde cedo desenvolvem um carinho profundo um pelo outro e que, com o tempo, relacionam-se amorosamente, poderia ser rico ao mostrar preconceitos, ao propor discussões sobre sexo, prazer, felicidade e uma lista infinita de temas concretos e abstratos. Dessa forma, poderia contribuir para o avanço da sociedade no que diz respeito a seus conceitos, mas nada disso é visto. A história é completamente vazia de significado.

Quase não existem outros personagens além dos meninos e da família, que pela naturalidade com que encara a situação desde o início retira qualquer tipo de possibilidade de crença na história e anula qualquer espécie de conflito, o que seria fundamental para retratar a realidade de uma sociedade permeada por tabus. Quando existe a inserção de algum tipo de conflito para funcionar como ápice dramático da narrativa, a sequência – a de um possível envolvimento extra-relação de um personagem – mostra-se ineficaz.

No fim das contas, os 90 minutos de filme servem, num primeiro momento, como um desfile vazio de carinho entre irmãos e, posteriormente, como retrato do envolvimento de duas pessoas do mesmo sexo. O problema é que o próprio longa foge da discussão que, em teoria, deveria propor. Não há polêmica, pois o assunto incesto – condenado por grande parte das culturas – é simplesmente deixado em segundo plano pelo roteiro.

Quando crianças, os irmãos não experimentam nenhuma descoberta, não exploram sexualmente os corpos, nem em momento algum mostram atração física recíproca, apenas trocam carinhos exacerbados, o que desperta a atenção – mas quase nenhuma preocupação – por parte de sua mãe e de seus respectivos pais (eles são filhos de casamentos diferentes). Os meninos não passam por crises que seriam naturais e não se sentem diferentes, pressionados ou coagidos por ninguém – como infelizmente seria normal –, e também não encontram desafios para superar a fim de ficarem juntos. A vida social, além do relacionamento deles, praticamente inexiste durante todo o tempo.

Já adultos, não faz mais diferença nenhuma o fato de eles serem da mesma família, banalizando o tema do filme a uma relação homossexual comum e que, pelo caminhar da trama, nada propõe de novo à temática.

O pouco que se salva em Do Começo ao Fim é a atuação correta de Júlia Lemmertz, responsável pelos momentos em que há alguma esperança de que a história se desenvolva com naturalidade. De resto, há um roteiro fraco, opções narrativas e estéticas equivocadas e ainda uma trilha sonora melodramática absolutamente descolada da história. O que fica claro para quem assiste é que o filme é vazio e artificial do começo ao fim.

Por Emilio Franco Jr., em 11/11/2009
Avaliação:       3.0
Notas - Equipe
• Marcelo Leme 4.0
•  Média 4.0
Notas - Usuários
4.9/10 (104 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
#55 Halloween (2018)
#54 O Primeiro Homem
#53 Nasce Uma Estrela
#52 Musicais no Século XXI
#51 70 anos de John Carpenter
#50 Breaking Bad - 10 Anos
#49 Neorrealismo Italiano
#48 O Exorcista
#47 Wall-E
#46 The Last of Us
#45 60 anos de Tim Burton
#44 Meu Amigo Totoro
#43 Missão: Impossível - Efeito Fallout
#42 Filmes da Sessão da Tarde
#41 Batman: O Cavaleiro das Trevas
#40 100 anos de Ingmar Bergman
#39 Os Incríveis 2
#38 Era Uma Vez no Oeste
#37 Jurassic Park e Jurassic World
#36 O Bebê de Rosemary
#35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
#34 Han Solo: Uma História Star Wars
#33 Deadpool 2
#32 Um Corpo que Cai
#31 Stephen King no Cinema
#30 Vingadores: Guerra Infinita
#29 A Franquia 007
#28 Um Lugar Silencioso
#27 2001: Uma Odisseia no Espaço
#26 Jogador Nº1
#25 Planeta dos Macacos
#24 Quentin Tarantino
#23 75 anos de David Cronenberg
#22 Projeto Flórida
#21 Trama Fantasma
#20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
#19 Oito e Meio de Fellini
#18 A Forma da Água
#17 The Post e os filmes de Jornalismo
#16 Indicados ao Oscar 2018!
#15 20 Anos de Titanic
#14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
#13 Melhores de 2017
#12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
#11 Especial Natalino
#10 Assassinato no Expresso Oriente
#9 Onde os Fracos Não Têm Vez
#8 Liga da Justiça
#7 Stranger Things
#6 45 anos de O Poderoso Chefão
#5 Branca de Neve e os Sete Anões
#4 Halloween
#3 Blade Runner / Blade Runner 2049
#2 De Volta Para o Futuro
#1 Os Goonies
#0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Do Começo ao Fim
(Do Começo ao Fim, 2009)
• Direção:
- Aluizio Abranches
• Elenco Principal:
- Júlia Lemmertz
- Fábio Assunção
- Jean Pierre Noher
• Sinopse: A médica Julieta é mãe de Francisco, fruto de seu relacionamento com o argentino Pedro. Depois da separação, ela conhece o arquiteto Alexandre, com quem tem outro filho, Thomás. Como cria os meninos juntos, Julieta é a primeira a perceber que no cari...
 FILMES RELACIONADOS
• Um Copo de Cólera
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE