FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS HOME CINEMA TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
CRÍTICA

Família Rodante

(Família Rodante, 2004)
Por Demetrius Caesar Avaliação:                 8.0
Belo e prático filme argentino, de fazer inveja ao cinema brasileiro.

No dia do aniversário da avó, parentada reunida, a matriarca comete um erro: conclama toda a família que mora em Buenos Aires a ir ao casamento da neta em Currientes, o estado (província) vizinho ao Brasil, um dos mais pobres do país e a mais de mil quilômetros de distância. Se por si o empreendimento já seria arriscado, imagine todos os parentes juntos num caminhão velho com um trailer acoplado, reunindo cunhados, irmãos, primos, cachorros e a falta de dinheiro num mesmo espaço, em condições infames e por dias a fio. 

O pesadelo que se tem a seguir é Família Rodante, segundo excelente filme do argentino Pablo Trapero lançado no Brasil que, como sua brilhante estréia, O Outro Lado da Lei, escreveu e dirigiu mais um bom exemplar da “buena onda”.

Como parece ser de praxe, o resultado é de matar de inveja os brasileiros, pois o cinema argentino caminha muito na frente do tupiniquim. Trapero, nesse filme simples e eficiente, consegue mostrar de maneira implacável a alma latino-americana em pouco mais de hora e meia de duração usando um roteiro enxuto e com poucos recursos. O talento, no entanto, lhe sobra.

Estão lá a falsa sensação de que a família está unida, as implicâncias entre os membros, a atração que o cunhado sente pela irmã da mulher, a arrogância do motorista machista (que estava com a carteira vencida), o caminhão que quebra, a falta de postos de gasolina decentes, a pobreza do entorno, a sexualidade dos adolescentes explodindo (o rapaz acaba ficando com a prima e mais que ficando com a amiga dela) e um longo etc.

O que permeia todo o filme é uma sufocante sensação do dever de manter a família unida (que faz todos abrirem mão de suas individualidades para se submeter àquilo) e a sempre ridícula e forçada sensação de alegria que é necessário estar permanentemente no ar. Trapero irá com sua câmera mostrar o quão artificiais são essas convenções, assim como sua colega de movimento Lucrecia Martel fez tão bem no duo existencial formado por O Pântano e A Menina Santa.

Mas Trapero não opera no mesmo diapasão filosófico de Martel. É mais prático. Mostra os corpos roliços e escancarados, suores, dos familiares como metáfora de sua disformidade. Estradas esburacadas e enlameadas são o ambiente ideal para o desenvolvimento da história porque não haveria melhor cenário para aqueles pequenos dramas tão mesquinhos e amiúdes.

Família Rodante é o terceiro filme de Trapero depois do impactante El Bonaerense, que investigou a gênese da corrupção da polícia de Buenos Aires e a conseqüente explosão da violência na metrópole (infelizmente não foi lançado no Brasil sua estréia, Mundo Grua). Em O Outro Lado da Lei seguíamos a trajetória de um ex-agricultor desempregado forçado pela crise econômica a ser policial na cidade grande. Ao se deparar com as generosas ofertas do tráfico de drogas e a falta de estrutura do estado em organizar um polícia decente (estamos falando da Argentina...), lentamente o honesto e incorruptível caipira se transforma em mais um cínico.

Em Família Rodante, o tema poderia ser considerado “menos nobre”, pois se restringe a uma família de classe média baixa numa viagem a la Pequena Miss Sunshine (o filme argentino é anterior e os filmes, apesar da semelhante, pouco têm em comum). Mas no final a sensação é a mesma: uma sociedade corrupta gera seres não imunes a ela. E Pablo Trapero mostra-se como um de seus melhores e mais incisivos cronistas.

Por Demetrius Caesar, em 13/05/2007 Avaliação:                 8.0
Notas - Equipe
• Régis Trigo 6.0
• Demetrius Caesar 8.0
•  Média 7.0
Notas - Usuários
7.2 (13 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Família Rodante
(Família Rodante, 2004)
• Direção:
- Pablo Trapero
• Elenco Principal:
- Liliana Capurro
- Graciana Chironi
- Ruth Dobel
• Sinopse: No dia do aniversário da avó, a matriarca comete um erro: conclama toda a família que mora em Buenos Aires a ir ao casamento da neta em Currientes, o estado vizinho ao Brasil, um dos mais pobres do país e a mais de mil quilômetros de distância. Todos...
 FILMES RELACIONADOS
• A Menina Santa
• O Pântano
• Pequena Miss Sunshine
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO