FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
CRÍTICA

Girimunho

(Girimunho, 2011)
Por Emilio Franco Jr. Avaliação:             6.5
Entre o natural e o sobrenatural.

Clarissa Campolina e Helvécio Marins Jr. estreiam na direção de longas-metragens abraçando um tipo de cinema autoral cada vez mais frequente, só que ao mesmo tempo sempre difícil. Isso tanto para arrebatar grandes públicos, em função da forma racional e sensorial, como para alcançar resultados totalmente eficazes. O voo alçado pela dupla aqui é eficiente como experimentação de linguagem, mas limitado como experiência dos sentidos.

No interior de Minas Gerais, Bastú vive a rotina de um lugar onde o tempo, no significado de progresso, ainda não deu as caras. Tudo é arcaico e quase vazio. A partir desse entendimento, Girimunho falará, basicamente – mas não só – do tempo, seus efeitos e a percepção sobre ele. Até por isso, a escolha é por uma narrativa ora lenta - às vezes em excesso - ora cadenciada. Mas é por discutir essa questão que cabe ao espectador, e sua interação com as imagens, perceber o próprio andamento da história e a possibilidade dela ser maçante ou prazerosa. O meio termo, entretanto, também surge como opção válida.

Assim, Clarissa e Helvécio tentam embarcar no estilo de cinema sensorial dividido entre Apichatpong Weerasethakul e Terrence Malick. Se há o flerte com o sobrenatural do primeiro, há toda exploração de imagens e grandes paisagens do segundo, enquanto os personagens refletem, para si, em forma de oração, confissão ou poesia, seus próprios sentimentos íntimos. Bastú logo se depara com a morte do marido, Feliciano. Mas, dentro de sua imaginação ou de sua sensibilidade para o sobrenatural, continua a sentir e ouvir – talvez ver – Feliciano durante os dias que sucedem a morte dele. Ela escuta barulhos comuns à época em que o marido estava vivo, como o mexer de ferramentas e utensílios. A simples presença dos pertences e objetos dele pela casa são, para ela, motivo para senti-lo presente. Por isso, mais tarde, faz as malas rumo à água.

O luto é velado e disfarçado, e o tempo, que parece ser aliado apenas de Bastú, se encarregará de curar as feridas. Isso porque Bastú se impõe a proibição do chorar - algo que diz ter feito apenas uma vez na vida. Esse impedimento foi aprendido com o marido, muito mais afeito as gotas da cachaça do que das lágrimas. As netas da personagem são importantes figuras para desvendar justamente o caráter mítico de Bastú, a senhora que detém a sabedoria sobre o tempo. Assim sendo, também sobre a vida.

Se para ela tudo parece sob controle mesmo quando está sem chão, uma das netas é capaz de entrar em desespero ao saber que a outra ficará dois anos fora. Esse período, para elas, é uma eternidade. Se para nós, vendo aquele contexto de poucos atrativos e vazio total de perspectiva, esse tempo parece extenso, só a Bastú e a sua áurea poderia ser algo poético. Em seus versos esporádicos, discorre sobre o tema, até culminar na reflexão sobre vida, morte e sentir-se vivo. Exatamente o ponto de partida e outro tema latente em Girimunho.

Para retratar tudo isso, a linguagem empregada pelos diretores fica no limite entre o ficcional e o documentário. Mas muito mais do que a linguagem semi-documental percebida por tantos, o longa se aproxima de verdade do tom naturalista, buscando pouco manipular o tempo e retratando a realidade nua e crua. Grandes paisagens, folhas e objetos captados sem pressa por uma câmara que insiste em registrá-los mesmo sem ação, além de enquadramentos fora de campo. Este detalhe, somado aos planos amplos de mar, céu e elementos da natureza reforçam a impressão de flerte com o além.

A fotografia também é reforço da estética naturalista, com a ausência de iluminação externa em quadros feitos com pouca ou nenhuma luz artificial, tanto de dia quanto à noite, mesmo que apenas um poste seja capaz de tornar a cena visível. Os cenários bastam como fonte de claridade e a escuridão, obviamente, é arma importante para a fantasia sobre vida, morte e tempo. Na poesia das imagens, entretanto, ainda se mantém distante da gama de significados do cinema que tomei como exemplo no início, o de Malick, muito mais belo e reflexivo em suas opções estéticas ao tocar o racional e o emocional simultaneamente. Já Girimunho fica restrito à racionalidade, em um filme mais seco e duro, com a percepção de seus temas centrais limitada justamente por isso. Ressalva-se, entretanto, sua funcionalidade.

Por Emilio Franco Jr., em 05/05/2012 Avaliação:             6.5
Notas - Equipe
• Daniel Dalpizzolo 8.0
•  Média 8.0
Notas - Usuários
6.8 (12 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (2)
Por Daniel Mendes , em 06/05/2012 | 17:38:50 h
Me avisaram desse filme há pouco tempo. Para quem é de Belo Horizonte, ele está em cartaz no Usiminas Belas Artes
Por Rodrigo Torres de Souza, em 05/05/2012 | 15:03:45 h
Rá, percebeu as mesmas referências que eu!

Filme difícil de se criticar, gostei de sua percepção, Emilio. Ótima crítica, parabéns!
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Girimunho
(Girimunho, 2011)
• Direção:
- Clarissa Campolina
- Helvécio Marins Jr.
• Elenco Principal:
- Maria da Conceição
- Luciene Soares da Silva
- Wanderson Soares da Silva
• Sinopse: A trama gira em torno da vida de dona Bastu que, após a morte de seu marido, o ferreiro Feliciano, tenta perceber nos pequenos sinais do dia a dia e em suas lembranças os elementos que irão ajudá-la nesta passagem. Aproximando de seus sentimentos, de...
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO