FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS HOME CINEMA TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
CRÍTICA

MIB³ - Homens de Preto 3

(Men in Black III, 2012)
Por Marcelo Leme Avaliação:             6.5
Duas épocas, dois K’s e Will Smith.

O clima de novidade que MIB - Homens de Preto (Men in Black, 1997) despertou em 1997 graças a inventividade do roteiro contribuiu para que uma franquia de sucesso pudesse se instituir. 5 anos depois veio uma sequência ordinária, completamente inferior ao original. Após tanto tempo, eis que chega a esperada terceira parte, trazendo os mesmos protagonistas, com um acréscimo: tudo foi conduzido pelo diretor dos dois primeiros filmes, Barry Sonnenfeld. Se esse MIB³ - Homens de Preto 3 (Men in Black III, 2012) não carrega o ar de novo, ao menos desponta como uma revitalização, um retorno ao que se fez fechando de maneira satisfatória uma trilogia que custou a acontecer.

Coexistindo as escondidas na terra junto aos humanos, os alienígenas continuam dando trabalho aos agentes J (Will Smith) e K (Tommy Lee Jones), este último, próximo da aposentadoria. De imediato, piadas envolvendo a dupla permite uma sensação de nostalgia, um acesso rápido a essa relação tão conturbada quanto divertida. No entanto, a presença de Lee Jones dura pouco, uma vez que um poderoso alienígena, Boris, O Animal (Jermaine Clement, ótimo em cena), voltou para um acerto de contas com K e utilizará de viagem no tempo – irá precisamente até 1969 – para reverter o passado apagando completamente a existência do sisudo agente.

A premissa perpassa sobre esse universo temporal, algo que leva as melhores piadas do longa quando notamos as distintas tecnologias de época, com objetos maiores e pesados comparados aos minúsculos e portáteis de hoje em dia. Ainda soma-se a essa distinção a retratação da direção artística que concebe um passado mais colorido, quadrado, mas não menos interessante. Também não faltam referências a famosas personalidades suspeitando se tratar de aliens – Lady Gaga, Tim Burton, Mick Jagger são alguns –, investida alegórica relembrando graças presentes nos filmes anteriores. Uma cena envolvendo o cineasta e pintor Andy Warhol (vivido por Bill Hader) é inspiradíssima. Não se esquece o passado aqui — aliás, ele é importantíssimo, dialogando tanto com a obra de 97 como a de 2002, ligando as pontas que não tiveram explicação.

O roteiro fecha um ciclo através de 3 bons atos, depositando no terceiro uma comoção ainda não experienciada pela franquia. A realização remonta o que anteriormente não era claro, buscando até mesmo constatar os motivos para que K se tornasse uma figura tão amarga. Para isso, acompanhamos um verdadeiro mergulho no passado. J tem que saltar no tempo literalmente, e parar no final da década de 60 para contornar situações. O astro Will Smith tem a história para si, se mantém em frente à câmera em quase todo o filme com carisma e caretas, algo que em certo ponto incomoda pelas repetições. Mas este não é um dos seus melhores momentos na telona.
 
Contrastando ao poço de humor, a figura unidimensional de Tommy Lee Jones balanceava tanta comicidade através de sua seriedade imponente e respeitosa, algo que dura algum tempo neste MIB³ para logo ganhar a forma de um outro ator vivendo K com 29 anos, Josh Brolin, fazendo isso com notável eficiência. Carrancudo, porém mais cortês, o agente K sessentista gozava da juventude, dando-se ao luxo até de flertar com a colega de trabalho, a agente O (Alice Eve, enquanto jovem). Essa, no presente, vivida por Emma Thompson, evidencia um amor não acontecido, justificando o quanto o envelhecimento de K fora frustrado com relação ao desejo e pelas novas condições sujeitadas ao fim de sua defesa na terra em 69.
 
O ano reproduzido reconta a história, modelando o contexto adequando à narrativa. Têm-se a depreciação dos negros, mencionada num ato, tempos depois da morte de Martin Luther King, como também a chegada do homem à Lua. Tais ações marcantes da história humana contribuem para a lógica da obra de Sonnenfeld. A cena de abertura é ótima e surpreendente, com vínculos diretos ao pretérito. Jermaine Clement faz um ótimo vilão e rouba cenas, a maquiagem dá uma credibilidade assustadora lhe conferindo perigo. Outro que ganha o espectador é Michael Stuhlbarg que encarna o alienígena Griffin com sutileza, podendo prever o porvir.

Sem novidades, mas com empatia suficiente para agradar o espectador, MIB³ termina competente e lisonjeiro, sobretudo para seus fãs. É garantia de boas risadas e um complemento interessante ao que faltou nos anteriores em termos de trama, deixando uma sensação de dever cumprido com bom ritmo, carisma e alienígenas ainda mais grotescos.

Por Marcelo Leme, em 28/05/2012 Avaliação:             6.5
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 5.0
• Rodrigo Cunha 7.0
• Josiane Ka 4.0
• Silvio Pilau 5.5
• Marcelo Leme 6.5
•  Média 5.6
Notas - Usuários
6.7 (279 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (6)
Por Alexandre Marcello de Figueiredo, em 17/10/2012 | 19:53:44 h
Não sou fã de filmes com alienígenas. Esse tem algumas cenas engraçadas em meio ao besteirol costumeiro da trilogia. Vou torcer para que seja o último e por favor não me veiam com o quarto filme.
Por Rodrigo Torres de Souza, em 02/06/2012 | 08:55:37 h
A boca do TLJ tá caída!
Por Liliane Coelho, em 30/05/2012 | 13:49:55 h
Gostei muito, mesmo não sendo fã da franquia! Ri demais!

Mas, cá pra nós, o Tommy Lee Jones tá muuuuuuuito velho...
Por Vinícius Aranha, em 29/05/2012 | 23:32:35 h
Esqueci de procurar a Lady Gaga
Por Gustavo Coelho, em 29/05/2012 | 20:25:31 h
Não boto muita fé em MIB, mas quero ver pela referencia a Lady Gaga
Por Bruno Cavalcanti, em 29/05/2012 | 08:51:40 h
Muito boa a crítica,apesar que pelo que foi dito,6.5 pareceu pouco pro filme,mas é bom saber que esse filme ao menos cumpre a promessa de ser um terceiro episódio quase tão bacana quanto o primeiro, não vejo a hora de assistir
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 MIB³ - Homens de Preto 3
(Men in Black III, 2012)
• Direção:
- Barry Sonnenfeld
• Elenco Principal:
- Will Smith
- Tommy Lee Jones
- Alice Eve
• Sinopse: Yaz (Jemaine Clement) decide voltar no tempo para matar Kay (Tommy Lee Jones) e desencadeia uma série de acontecimentos que pode levar ao fim do mundo. Jay (Will Smith) precisa, então, ir atrás de Yaz para salvar seu companheiro e o destino da humani...
 FILMES RELACIONADOS
• MIB - Homens de Preto
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO