FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
CRÍTICA

Nossa Casa

(Watashitachi no ie, 2017)
Por Francisco Carbone Avaliação:                 8.0
Desconstrução de gêneros e de expectativas.
imagem de Nossa Casa
Um dos primeiros filmes vistos no Olhar passado foi também um oriental, Um Sonho Tranquilo. Ao ler a sinopse e perceber que tinha como repetir a experiência anterior, nem pensei muito. Mas Nossa Casa é um mergulho radicalmente oposto... mas que como o melhor cinema, acaba beliscando uma certa ambiência aqui e ali. A diretora Yui Kiyohara prepara uma outra espécie de imersão, em outro escopo e contexto, mas seus propósitos acabam passando também por um cinema intimista, humsno e momentâneo de alguma forma. Com apenas 26 anos e no seu primeiro longa, a realizadora propõe reflexão a partir de um encontro de cinemas diversos, fazendo brotar o seu.

De narrativa bifurcada, acompanhamos a princípio mãe e filha em relação prestes a ebulir, em desconforto causado por um novo relacionamento materno. Em seguida entra em cena uma mulher aparentemente desmemoriada que encontra uma jovem numa barca, acolhendo-a em casa. A casa. Ambas as histórias se passam na mesma casa, onde móveis estão ligeiramente diferentes, uma cortina perdeu as contas e ganhou tecido. Detalhes que fazem o olhar procurar detalhes cênicos e encontrar já nessa decisão uma parte considerável da narrativa, que advém inclusive do título do longa.

Tudo tratado de maneira coloquial, em processos de mergulho suave e sem sobressaltos climáticos, a potência dessa escolha traduz o narrativo e nos faz passear pelo filme com um olhar quase arqueológico, buscando em cada possível detalhe uma sintonia que conecte as duas leituras para além do espaço físico habitado. Ou melhor, coabitado. Seriam uma versão evoluída de relações, um deslocamento temporal ou um amálgama de universo paralelo onde as realidades coexistem e não se fundem? Yui escolhe abrir o debate e deixar as impressões do lado de cá, de onde o fluxo de pensamento possa criar essas dobras e camadas possíveis.

A partir de determinado momento, a busca imagética e sonora passa a insistir com igual suavidade rumo a um crescente estado de suspensão de gênero, como se a estranheza já estabelecida provocasse a entrada do fantástico propriamente dito. Essa busca pode até chegar a uma catarse em determinada construção de clímax, mas a cineasta trabalha de maneira tão sutil que é provável que grande parte dos espectadores se sinta arremessada rumo a um furacão catártico inesperado, quando na verdade há uma conexão gradual que leva o longa de um lugar do melodrama até o suspense, em alguma instância.

Filmado com uma formalidade inesperada para o que o filme se torna e/ou propõe, talvez seja essa uma das chaves que tornam Nossa Casa tão intenso e inesperado. A gargalhada coletiva ao fim da sessão deu a certeza do desconforto que Yui causou, talvez premeditado. Tem uma digital forte nesse longa e quando nos damos conta que é o primeiro filme de uma jovem recém formada, esse espanto se transforma em um tipo de prazer. Uma provocação com o estabelecido e com expectativas geradas que alimentam o cinema e nossa própria experiência como ser pensante do mesmo cinema.

Filme visto no Olhar de Cinema de Curitiba
Por Francisco Carbone, em 10/06/2018
Avaliação:                 8.0
Notas - Equipe
• Francisco Carbone 8.0
•  Média 8.0
Notas - Usuários
aguardando 3 votos
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
• #35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
• #34 Han Solo: Uma História Star Wars
• #33 Deadpool 2
• #32 Um Corpo que Cai
• #31 Stephen King no Cinema
• #30 Vingadores: Guerra Infinita
• #29 A Franquia 007
• #28 Um Lugar Silencioso
• #27 2001: Uma Odisseia no Espaço
• #26 Jogador Nº1
• #25 Planeta dos Macacos
• #24 Quentin Tarantino
• #23 75 anos de David Cronenberg
• #22 Projeto Flórida
• #21 Trama Fantasma
• #20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
• #19 Oito e Meio de Fellini
• #18 A Forma da Água
• #17 The Post e os filmes de Jornalismo
• #16 Indicados ao Oscar 2018!
• #15 20 Anos de Titanic
• #14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
• #13 Melhores de 2017
• #12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
• #11 Especial Natalino
• #10 Assassinato no Expresso Oriente
• #9 Onde os Fracos Não Têm Vez
• #8 Liga da Justiça
• #7 Stranger Things
• #6 45 anos de O Poderoso Chefão
• #5 Branca de Neve e os Sete Anões
• #4 Halloween
• #3 Blade Runner / Blade Runner 2049
• #2 De Volta Para o Futuro
• #1 Os Goonies
• #0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Nossa Casa
(Watashitachi no ie, 2017)
• Direção:
- Yui Kiyohara
• Elenco Principal:
- Nodoka Kawanishi
- Yukiko Yasuno
- Mei Fujiwara
• Sinopse: Duas histórias se entrelaçam. De um lado, a relação fragmentada de uma mãe com a filha de 14 anos. Do outro, os laços de uma mulher e uma senhora idosa encontrada sem memória em um barco à noite.
 FILMES RELACIONADOS
• Um Sonho Tranquilo
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE