FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS HOME CINEMA TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
CRÍTICA

O Núcleo - Missão ao Centro da Terra

(Core, The, 2002)
Por Alexandre Koball Avaliação:   1.0
Mesmo que não queira ser levado à sério, O Núcleo ainda é uma atrocidade.

Excetuando-se as bizarrices que Xuxa insiste em chamar de “filmes”, este O Núcleo – Missão ao Centro da Terra é o pior filme lançado nos cinemas desde o início do novo milênio. Muitos críticos dizem que você deve ir para se divertir, ignorando as tosqueiras que aparecem durante toda a projeção, mas posso dizer que não consegui fazer isso, pois mesmo as “tosqueiras” de O Núcleo são tão ruins que nem merecem ser chamadas assim. Ofende!

Mas para chegar à conclusão que este é o pior filme em anos, decidi me fazer um desafio: citar 20 boas (ou nem tanto) razões que tornam esse filme horrível. Se eu conseguir, está comprovado; senão eu estou errado. É bom lembrar que essa lista é mais compreensível para quem já souber do que estou falando, ou seja, tiver visto o filme.

1) O filme inserido no contexto atual: fim do mundo e queda de ônibus espacial? É por isso que fracassou nas bilheterias. Esses assuntos são reais demais (mesmo fim do mundo, com um grande exagero, claro) para termos que assistir isso nos cinemas.

2) Hilary Swank: ganhou o Oscar e veio parar em um filme “B” de ficção científica, em um papel que a Tiazinha conseguiria interpretar. Aproveitar mal o elenco faz o gênero do filme. A moça interpreta a comandante do ônibus espacial, que salvou sua tripulação de uma tragédia, e agora lidera a equipe que vai ao núcleo da Terra para “consertá-lo”, tentando evitar o fim do mundo.

3) Romance: sim, a personagem de Swank (Major Rebecca Childs) inicia um romance com o mocinho, o Dr. e Prof. Josh Keyes, durante a missão. Quão previsível seria isso? E mesmo na tensão de salvar o mundo? Tá bom...

4) Situações extremas: bem, esse é um dos objetivos do filme, exagerar, forçar a realidade, para tentar entreter. A destruição de São Franciso e de Roma são exemplos disso. Cenas bacanas, com certeza, mas também extremamente ridículas e caras-de-pau. Imagino um executivo do estúdio para o outro: “Seria legal destruirmos um marco famoso de cada cidade... Que tal a Golden Gate e o Coliseu?”, enquanto o outro, preocupado, indaga: “Teríamos aí as cenas dos trailers, mas quanto vai custar?”. “Creio que não mais do que 20 milhões”. “Ok, pode liberar o dinheiro...”.

5) O Núcleo é uma cópia descarada e mal realizada de Armageddon, filme lançado em 1998. Possui cenas idênticas, e situações deveras parecidas. Tirar no palitinho para ver quem vai ser o herói? Bruce Willis já fez isso antes, e foi muito mais emocionante e divertido. O cara do computador dar mais tempo para a missão, enganando o exército na sua cara? Isso também já foi feito antes, sinto muito. Há outros exemplos, compare e descubra.

6) Como conseguir convencer a imprensa e o público de que estava “tudo bem”, simplesmente hackeando toda a Internet no mundo todo? É uma abstração muito grande, que só engana quem tiver muita boa vontade de acreditar que isso seria possível.

7) Essa talvez seja a mais óbvia, mas também conta: as interpretações são horríveis, horríveis. Aaron Eckhart, Stanley Tucci, Delroy Lindo... É um bom time de atores – não tão conhecidos – para interpretar papéis do estilo. Mas nem eles salvam. O roteiro não permite criar belas interpretações. É tudo tão risível...

8) Efeitos especiais no final do filme: tudo bem que o orçamento não é gigantesco, e o filme estava indo regularmente bem nesse quesito até chegar no núcleo. Mas a partir dali tudo descambou de vez. As cenas em CG são extremamente mal-feitas, e você não tem nenhuma noção de espaço, nem do que está acontecendo direito fora da nave que os levou ao núcleo.

9) Tentativa de surpreender: quando nossos heróis estão quase chegando ao seu objetivo final, surge um contratempo, e alguns membros da missão se mostram quem realmente são, e sabemos o porquê do núcleo ter tido problemas. Por que diabos esse suspense foi necessário? Não que realmente interessasse, mas essa tentativa de criar uma reviravolta em um momento extremamente importuno é irritante.

10) O hacker: interpretado por DJ Qualls (de Caindo na Estrada e Novo no Pedaço), faz uma figura extremamente irritante (outra). Considerado o melhor hacker do mundo, é arrogante e chato ao extremo. No final, além de ser hacker, ele dá lições de Geologia aos chefões do exército, e consegue, sozinho, achar a lógica para descobrir a localização dos nossos heróis sobreviventes (adivinhem quais?), depois de completada a missão e se perderem no oceano, sem poderem voltar à superfície.

11) Frases filosóficas (estão mais para fisiológicas): se querem avacalhar, que façam isso de vez. Por que tentar criar seriedade quando a premissa do filme já é ridícula? Se o filme fosse todo auto-cômico, teria sido muito melhor. Por exemplo: quando um dos tripulantes da missão se sente pressionado, o outro tenta acalmá-lo, com a seguinte pérola: “... mas eu não estou aqui para salvar seis bilhões de pessoas, e sim apenas três: minha mulher e duas filhinhas”. Uau, Shakespeare estaria invejando isso se estivesse vivo...

12) Com tantos lugares para acontecerem catástrofes no mundo, por que logo em cima da Golden Gate e do Coliseu? Opsss... quase me esqueci. Se não fosse assim, eles não teriam um trailer atrativo. Essa nem deveria contar.

13) Como está na moda ser anti-americano, lá vai: por que são sempre os norte-americanos que descobrem esse tipo de coisa, como o núcleo da Terra ter parado, ocasionando o futuro fim da humanidade? E por que sempre eles são os primeiros a quererem salvar o mundo? O resto do mundo deve ser muito estúpido, realmente.

14) 135 minutos: é a duração total do filme. Se fosse para divertir, teria 90 minutos no máximo. É tempo demais na cadeira para tão pouco conteúdo. Cortar 40 minutos de O Núcleo seria trabalho para um estudante do ensino médio brasileiro, de tão fácil que seria. Opa, não posso exagerar, do jeito que o ensino médio está, é melhor passarmos essa responsabilidade para os adultos.

15) A falta de modéstia dos heróis: talvez o que mais me irritou foi o fato de que eles quiseram contar para o mundo todo que salvaram o mundo. Primeiro, gastam bilhões para esconder do mundo a operação secreta de salvamento; depois, não conseguem evitar que um pirralho divulgue para o mundo todo todos os feitos que nossos heróis sobreviventes realizaram, salvando o planeta. Modéstia pouca é bobagem. “Vejam-nos: nós salvamos o mundo! Aplaudam-nos!”

16) Uau, ainda faltam cinco motivos e só agora está começando a apertar. Deixa eu espremer aqui... Ughhhh, só mais um pouquinho... Ah, sim! O cara da obra. Quando o ônibus espacial é obrigado a pousar num canal dentro da cidade, ele vai parar a apenas meio metro de um operário, que está trabalhando com uma serra, que o impossibilitou de ouvir o ônibus se aproximando (e nenhum de seus colegas de trabalho se preocupou com isso). Quando nota finalmente algo estranho, ele se vira e solta um dos monossílabos mais sem graça de toda a história do cinema, para indicar surpresa. Você acaba não rindo da situação, mas sim da ridicularidade do cara.

17) O som/trilha sonora: é tão sem graça que nem é possível lembrar dela alguns minutos após o filme ter acabado. Esse gênero (blockbuster de ficção científica e ação) exige uma trilha forte, poderosa, para tornar tudo mais intenso, vibrante, memorável. O Núcleo possui uma trilha sonora fraca, e mesmo os efeitos sonoros são apenas regulares para o gênero.

18) Além de ter sido lançado em um período infeliz (motivo 1), a distribuidora, pelo menos aqui no Brasil, errou em não ter esperado para lançar O Núcleo lado-a-lado com a terceira parte da trilogia Xuxa e os Duendes. Isso geraria uma repercussão tremenda e finalmente veríamos nosso cinema alcançando números astronômicos de faturamento. Imagine um pacote 2 em 1: Xuxa e os Duendes 3 seguido pela exibição de O Núcleo, tudo com um só ingresso. Matrix: Reloaded que se cuide, que não vai sobrar público para ele.

19) Hilary Swank: de novo ela! Além de estar no lugar errado (ou no filme errado), é uma vergonha que a equipe de produção nem tenha dado a ela a chance de ficar sem roupa. Sim, poderia ser apelativo, mas como já foi comentado antes, se é para apelar, que apelem de vez e com tudo. E faria bem para a atriz se livrar do estigma de não ter sensualidade, depois de aparecer quase todo o tempo como um garoto em Meninos Não Choram. Uma vergonha, sr. diretor Jon Amiel.

20) E finalmente... Opa! Acabou! Não consigo imaginar mais nenhum motivo porque esse filme poderia ser considerado o pior do novo milênio. Então...

...eu estava errado. O título permanece com a pérola “2000.1 - Um Maluco Perdido no Espaço”. Maldito Leslie Nielsen. Se você tiver a oportunidade, corra atrás, pois já está disponível nas locadoras. Que pena, O Núcleo é apenas o segundo pior filme dos anos 2000.

Por Alexandre Koball, em 26/07/2003 Avaliação:   1.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 1.0
• Daniel Dalpizzolo 2.0
• Régis Trigo 4.0
• Silvio Pilau 2.0
•  Média 2.3
Notas - Usuários
3.9 (151 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (1)
Por Cristian Diego Oliveira Bruno, em 30/11/2013 | 16:41:59 h
Há, há! Parabéns Koball!!!
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Núcleo - Missão ao Centro da Terra, O
(Core, The, 2002)
• Direção:
- Jon Amiel
• Elenco Principal:
- Aaron Eckhart
- Hilary Swank
- Delroy Lindo
• Sinopse: A Terra é novamente ameaçada quando seu núcleo entrar em colapso. Para salvá-la, um grupo de cientistas e escavadores decide ir até o centro do planeta para acabar com o perigo.
 FILMES RELACIONADOS
• Armageddon
• Caindo na Estrada
• Meninos Não Choram
• Xuxa e os Duendes
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO