FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
CRÍTICA

Operação Overlord

(Overlord, 2018)
Por Bernardo D.I. Brum Avaliação:           5.0
Esquisitice convencional.
imagem de Operação Overlord
Em tese, Operação Overlord tinha tudo para figurar como um certo revival de um certo nicho cinematográfico esquecido: as produções cinquentistas de “ciência estranha” filmadas no auge da Era Atômica, com roteiros amalucado às voltas com experimentos proibidos e forças sobrenaturais. Mas a nova produção de J.J. Abrams acaba refletindo mais uma forma do “cinemão” absorver gênero fundamentalmente marginalizado ao longo das décadas.

A produção, orçada em $38 milhões de dólares conta a história de um grupo de paraquedistas que sobrevive a uma batalha aérea do Dia D e, com um contingente drasticamente reduzido a um pequeno grupo, são encarregados de destruir uma torre de comunicações em uma velha igreja da Normandia. A única ajuda que o Cabo Ford e os soldados Boyce, Tibbet e Chase recebem é da local Chloe, que aceita guiá-los após ter seu irmão sequestrado pelo vilanesco Oficial nazista Wafner.

A reviravolta no filme é introduzida a conta-corrente, após o bondoso soldado Boyce invadir a torre de rádio após separar-se do grupo e conseguir resgatar o colega Rosenfeld e levar consigo uma dose contendo um soro misterioso. Os soldados e a camponesa acabarão descobrindo que, injetado no corpo humano, o soro faz os mortos voltarem à vida como zumbis fanáticos e superpoderosos - e que esse tem sido o destino dos franceses sequestrados pelas tropas alemãs.

Por um lado, o roteiro de Mark L. Smith (O Regresso) e Billy Ray (Jogos Vorazes) sabe carregar na narrativa arquetípica do gênero, como na caracterização estereotípica do vilão Wafner - especialmente após injetar-se com uma superdose do soro e tornar-se um superzumbi monstruoso porém consciente; por outro, é uma narrativa levada à sério demais, sendo um drama de guerra contado pelo ponto de vista do inocente Boyce e como a guerra o obriga a agir; todo o lado absurdo e fantástico da trama demora quase uma hora para ser estabelecido de vez pelo roteiro. Quase uma antítese dos rápidos e efetivos filmes B.

O roteiro com sua incerteza de tom parece afetar também a direção de Julius Avery (Sangue Jovem), igualmente perdido entre o drama sombrio de guerra, o horror macabro e violento e a aventura heróica. O Cabo Ford talvez seja o caso mais emblemático desse problema, por vezes sendo um sujeito pragmático e dado a surtos de violência (chegando a torturar cruelmente Wafner lá pelas tantas) como também ser um herói honrado preocupado com o destino da humanidade (como no final). Qual a visão do filme, afinal? Difícil dizer.

A coisa toda complicar quando mortos-vivos aparecem na base nazista evidencia talvez o ponto mais fraco do filme: a falta de uma autoconsciência e de um senso paródico a ser assumido de vez. As antigas produções evidenciaram nossos medos destacando temas não de maneira didática ou com aspirações romanescas, mas fazendo com que isso fosse amparado pela ação/horror constante. Hoje em dia, com tal modalidade sendo chamada de “trash” por grande parte do público a tendência é muitas vezes boas ideias decantadas em um cadeirão de fórmulas prontas para serem repetidas.

Com um medo extremo de demonstrar heróis brutais, de introduzir o diferencial da obra desde antes, perdendo grande parte do tempo nas indas e vindas na casa de Chloe ao invés de ir logo ao ponto de interesse - o mistério nos subterrâneos da Igreja - Operação Overlord é o que se poderia esperar de um filme de zumbis produzido por J. J. Abrams e não por Roger Corman, o que evidencia que Abrams pode até tratar com alguma complexidade pop alguns universos - Lost, Star Trek, Star Wars e o universo Cloverfield

Mas não é o caso nesse tipo de produção mais rasteira (apesar do orçamento considerável), onde poucas e boas cenas de ação e horror são contadas nos dedos - ainda que com momentos brutais e tensos, a impressão é o filme “negou fogo”. Qualquer coisa menos frenético, carismático ou amalucado, Operação Overlord ultrapassou em quase nada o valor investido ($41 milhões nas bilheterias), e vendo o filme não é difícil entender a razão.
Por Bernardo D.I. Brum, em 25/03/2019
Avaliação:           5.0
Notas - Equipe
• Bernardo D.I. Brum 5.0
•  Média 5.0
Notas - Usuários
5.9/10 (29 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
#69 Indicados ao Oscar 2019
#68 Creed II
#67 Vidro
#66 Homem-Aranha no Aranhaverso
#65 WiFi Ralph e O Retorno de Mary Poppins
#64 Melhores Filmes de 2018
#63 Duro de Matar
#62 Roma
#61 O Senhor dos Anéis
#60 Scarface
#59 Infiltrado na Klan
#58 Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald
#57 O Legado de Stan Lee
#56 O Roteiro de Cinema
#55 Halloween (2018)
#54 O Primeiro Homem
#53 Nasce Uma Estrela
#52 Musicais no Século XXI
#51 70 anos de John Carpenter
#50 Breaking Bad - 10 Anos
#49 Neorrealismo Italiano
#48 O Exorcista
#47 Wall-E
#46 The Last of Us
#45 60 anos de Tim Burton
#44 Meu Amigo Totoro
#43 Missão: Impossível - Efeito Fallout
#42 Filmes da Sessão da Tarde
#41 Batman: O Cavaleiro das Trevas
#40 100 anos de Ingmar Bergman
#39 Os Incríveis 2
#38 Era Uma Vez no Oeste
#37 Jurassic Park e Jurassic World
#36 O Bebê de Rosemary
#35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
#34 Han Solo: Uma História Star Wars
#33 Deadpool 2
#32 Um Corpo que Cai
#31 Stephen King no Cinema
#30 Vingadores: Guerra Infinita
#29 A Franquia 007
#28 Um Lugar Silencioso
#27 2001: Uma Odisseia no Espaço
#26 Jogador Nº1
#25 Planeta dos Macacos
#24 Quentin Tarantino
#23 75 anos de David Cronenberg
#22 Projeto Flórida
#21 Trama Fantasma
#20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
#19 Oito e Meio de Fellini
#18 A Forma da Água
#17 The Post e os filmes de Jornalismo
#16 Indicados ao Oscar 2018!
#15 20 Anos de Titanic
#14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
#13 Melhores de 2017
#12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
#11 Especial Natalino
#10 Assassinato no Expresso Oriente
#9 Onde os Fracos Não Têm Vez
#8 Liga da Justiça
#7 Stranger Things
#6 45 anos de O Poderoso Chefão
#5 Branca de Neve e os Sete Anões
#4 Halloween
#3 Blade Runner / Blade Runner 2049
#2 De Volta Para o Futuro
#1 Os Goonies
#0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Operação Overlord
(Overlord, 2018)
• Direção:
- Julius Avery
• Elenco Principal:
- Jovan Adepo
- Mathilde Ollivier
- Wyatt Russell
• Sinopse: Um grupo de paraquedistas americanos está em uma missão atrás das linhas inimigas no Dia D. Eles acabam se deparando com inimigos inimagináveis.
 FILMES RELACIONADOS
• Jogos Vorazes
• O Regresso
• Sangue Jovem
• Star Trek
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2019) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2019)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE
Apoiadores
Promobit: O site para encontrar aquela promoção imperdível