FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS HOME CINEMA TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
CRÍTICA

Perfume - A História de um Assassino

(Perfume: The Story of a Murderer, 2006)
Por Ary Monteiro Jr. Avaliação:                   9.0
Perfume é um belo filme que desafia o espectador.

Esse novo filme do alemão Tom Tykwer (Corra, Lola, Corra), baseado num romance de Patrick Suskind, é uma fantasia sensual e desconcertante sobre obsessões, bem ao gosto do diretor que possui um apreço por histórias em que os personagens se envolvem em situações onde o acaso e a magia alteram seus destinos. O trailer ou o subtítulo podem levar a crer que esse é um thriller de época no estilo de Jack, O Estripador como Do Inferno (From Hell), mas Perfume: A História de um Assassino não é um filme comercial e deverá encontrar seu público mais entre fãs de cinema.

Jean-Baptiste Grenouille nasce em meio a um pútrido mercado de peixe na decadente Paris do século 18 e são os odores terríveis do local que o fazem chorar, acordando para a vida da maneira mais estranha possível, o que dá o tom do resto do filme. Ele possui um olfato apuradíssimo, algo que o afasta do resto da humanidade e que também o mantém vivo durante sua difícil e solitária existência, mas o diabo dá um dom e cobra um preço: Essa habilidade o leva ao seu primeiro crime. Ao ficar fascinado pelo cheiro de uma mulher ele acaba matando-a acidentalmente e a medida que o perfume dela se esvai com sua vida, ele encontra um objetivo que é descobrir como capturar a essência das coisas para sempre. É o ponto de partida de sua jornada, levado literalmente pelo nariz.

É um filme longo mas sempre surpreendente, dividido em diversos segmentos que contam com a participações especialíssimas de Dustin Hoffman, como o divertido mestre perfumeiro Baldini, mentor de Grenouille e Alan Rickman como o astuto Antoine Richis, que se torna seu principal rival. Aliás, o único momento em que o filme parece tomar um rumo mais clichê é durante a investigação que Richis inicia, mas a conclusão dela é totalmente imprevisível e surrealista, bem ao modo do início da trama. A escolha do desconhecido Ben Whishaw para o papel principal foi acertada, ele vai de insignificante e repulsivo como um inseto a fascinante, misterioso e inocente com apenas olhares e gestos, numa interpretação com poucas falas que, apesar dos atos imorais de assassinato que ele executa com frieza, o tornam um anti-herói cativante.

O livro de Suskind, considerado infilmável, já havia passado nas mãos de diretores do calibre de Stanley Kubrick e Martin Scorsese, mas acredito que Tykwer fez um excelente trabalho colocando todo o seu estilo a serviço da história, com montagem ágil e câmeras em super-close, ele consegue transmitir ao espectador o mundo de sensações vividas por Grenouille, além de manter intactas as metáforas e temas presentes.  Visualmente belíssimo, a primorosa direção de arte recria a imundície da Paris do século 18, em contraste com a bucólica região de Grasse, a Meca dos perfumes. Notável também a trilha sonora composta por Tykwer e mais dois músicos, complementando as cenas sem se tornar onipresente.

Após uma primeira metade que considerei quase perfeita, o filme dá uma queda na estada de Grenouille em Grasse, a execução de seu plano e sua relação com os patrões da fazenda é tratada com uma certa pressa, o que quebra o ritmo fluido do começo do filme. A atuação de Dustin Hoffman também é um tanto caricata, mas o que vai certamente dividir opiniões é o final, não vou me estender, apenas repito que achei inesperado mas dentro do tom do resto do filme, carregado de simbolismo e arrebatador como fechamento.

Ultimamente vários filmes tem tentado ser "contos de fadas para adultos" e esse sem dúvida é um deles, da narração de John Hurt ao realismo-mágico da história, é um trabalho difícil de categorizar e deverá ser largamente incompreendido por quem espera ver um filme de serial killer convencional. Perfume é tudo menos convencional, é cinema na melhor forma.

Por Ary Monteiro Jr., em 21/01/2007 Avaliação:                   9.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 8.0
• Daniel Dalpizzolo 5.0
• Régis Trigo 5.0
• Silvio Pilau 5.0
• Heitor Romero 2.0
•  Média 5.0
Notas - Usuários
7.3 (437 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões
Comente no Cineplayers (1)
Por Cristian Diego Oliveira Bruno, em 30/11/2013 | 17:56:40 h
Eu não lembro direito, mas acho que o final é bem diferente no livro.....
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Perfume - A História de um Assassino
(Perfume: The Story of a Murderer, 2006)
• Direção:
- Tom Tykwer
• Elenco Principal:
- Ben Whishaw
- Alan Rickman
- Rachel Hurd-Wood
• Sinopse: Jean-Baptiste Grenouille nasceu em circunstâncias não-dignas num mercado de peixe em Paris, em 1738. Ainda muito jovem, ele percebe que tem uma refinada percepção olfativa. Depois de sobreviver às péssimas condições de trabalho numa fábrica de couros...
 FILMES RELACIONADOS
• Corra, Lola, Corra
• Do Inferno
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO