FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
CRÍTICA

Prometheus

(Prometheus, 2012)
Por Rodrigo Cunha Avaliação:                 8.0
Mexeram com quem estava quieto.

Muito se falou sobre este Prometheus (idem, 2012) quando ele foi anunciado, o famoso ‘prequel’ de Alien – O Oitavo Passageiro (Alien, 1979). A desconfiança era grande, afinal, o retrospecto recente de Ridley Scott não é dos melhores: se O Gângster (American Gangster, 2007) apresenta-se como um grande filme, Robin Hood (idem, 2010), Um Bom Ano (A Good Year, 2006) e Cruzada (Kingdom of Heaven, 2005) não são títulos lá muito animadores. Porém, conforme os trailers e novas informações foram sendo divulgados, criou-se uma certa esperança de se ter o retorno daquele cineasta que um dia entregou filmes como o próprio Alien e Blade Runner - O Caçador de Andróides (Blade Runner, 1982). Bom, certamente Prometheus está longe de ser um desses trabalhos mais conceituados de Scott, mas também não pode ser visto com um olhar indiferente.

A boa verdade é que de prequel de Alien essa fita nada tem. Sim, há uma ponte com o original, assim como é o mesmo universo. Também é o retorno de Scott para a ficção científica voltada para a ação, com uma fotografia perfeita que conecta genialmente os filmes ao recriar aqui a mesma ambientação alcançada lá no final dos anos 70. Mas só. O tipo de abordagem é diferente, os objetivos são diferentes. Não estamos enclausurados em uma nave em busca de sobrevivência, mas sim em um planeta distante da Terra em busca de respostas sobre a existência humana. Depois de indícios de que o homem pode ter vindo de uma raça alienígena, uma expedição embarca na nave Prometheus e segue pistas até um planeta distante, onde descobrem perigos que não colocam apenas suas vidas em risco, mas também de toda a humanidade.

Lógico que Scott não é Kubrick e muito menos Tarkovsky, mas as inspirações tanto em 2001: Uma Odisséia no Espaço (2001: A Space Odyssey, 1968) quanto em Solaris (Solyaris, 1972) são óbvias. Prometheus é muito mais filosófico em seu discurso do que Alien, e isso cria um clima mais épico, principalmente pelas imagens distantes; planos gerais que mostram naves imensas, que perto de planetas ficam minúsculas, assim como montanhas, chuvas e demais ambientações magníficas. Visualmente, Prometheus é riquíssimo e proporciona uma experiência como poucos filmes do gênero conseguem hoje, ainda mais se visto em alta definição.

A ambientação é forte e, mesmo que o público comum não perceba, é levado a reconhecer esse ambiente. Deixando os efeitos especiais impecáveis apenas para quando são necessários, há muitos cenários sendo feitos em estúdio de maneira convincente, à moda antiga, resgatando um tipo de ficção que não se faz mais, suja, explícita, escura, caótica, sem frescuras. O sentimento é de que estamos vendo um trabalho dos anos 80 feito nos dias de hoje, com direito a luz contra a lente e tudo, tanto por seu desenvolvimento paciente quanto por suas decisões e personagens. Por falar neles, algumas ações da equipe podem ser vistas como ingênuas ou estúpidas para o naipe de seus currículos, porém, o lado humano e sua reação ao inesperado são conhecidos não de hoje. Então, quando um personagem tenta interagir com um ser de porte ameaçador, sabemos que muita gente faria o mesmo, ou pela curiosidade, ou pelo medo.

Apesar de contar com um vasto elenco, há dois nomes que devem ser destacados dos demais. Michael Fassbender é David, o robô apresentado no começo do filme que auxilia a equipe com informações e tudo o que for necessário. Apesar de estar sempre com um discurso amigável, suas intenções nunca ficam claras e ele é, de longe, o personagem mais complexo e interessante de Prometheus. Sua inspiração em Hal 9001 de 2001 é clara e pertinente. Já Elizabeth Shaw (Noomi Rapace) é a nova Ripley e sofre com a sombra da heroína do filme original. Porém, Noomi se sai maravilhosamente bem e convence não apenas como intelectual, mas quando precisa lutar por sua vida – Scott sempre se deu bem com personagens femininas fortes. A cena da operação é uma das mais tensas do filme e certamente fará algumas caras virarem quando estiver em tela.

Encerrando sem fechar tudo o que abriu para discussão (o que era esperado, afinal, um dos roteiristas é ninguém menos que Damon Lindelof, de Lost), Prometheus é uma viagem sensacional que se prende um pouco demais na parte filosófica e que provavelmente decepcionará quem esperar um discurso um pouco mais profundo. Porém, quando o filme esquece disso, volta a ser aquilo que faz de melhor e que todos esperavam dele: entretenimento eficiente, abastecido por uma produção impecável e personagens com força para marcar história. Potencial tem, basta lembrar que Prometheus é Prometheus, e não Alien, como alguns assim esperam.

Por Rodrigo Cunha, em 12/06/2012 Avaliação:                 8.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 8.0
• Rodrigo Cunha 8.0
• Silvio Pilau 7.0
• Heitor Romero 7.5
• Marcelo Leme 7.0
• Bernardo D.I. Brum 5.5
•  Média 7.2
Notas - Usuários
6.9 (488 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (22)
Por Luiz Phillipe Lameirão Côrtes, em 08/08/2014 | 00:56:29 h
Achei fraco. Bem fraco.
Por Wellington Marques, em 27/11/2013 | 09:27:57 h
Pra que levantar questões existenciais (e não responder) para no fim explicar (de forma nada convincente) o surgimento de uma criatura nada complexa (criatura assassina sem cultura ou sentimentos)?
Por Yuri Mariano, em 10/10/2013 | 12:26:28 h
Esperava mais, apesar de tudo foi um bom filme!
Por Alexandre Marcello de Figueiredo, em 08/10/2012 | 19:20:45 h
Só gostei dos efeitos especiais e só. Esperava mais do filme.
Por Danilo Rodrigues Santos, em 23/06/2012 | 00:05:02 h
Uma parte do retrocesso tecnológico de Star Wars foi explicado,principalmente na cena em que Darth Sidious ordena que todas as unidades dróides sejam desativadas(deixando apenas humanos para cumprir a maioria das funções).
Por Ícaro Santana, em 22/06/2012 | 01:17:05 h
Cunha, eles não estão em um planeta, estão em uma das (?) luas de Saturno (?)
Por Rafael W. Oliveira, em 16/06/2012 | 22:26:48 h
Excelente filme, o melhor do Scott desde O Gângster.
Por Daniel Oliveira, em 15/06/2012 | 22:21:33 h
Esse é o problema da maioria dos prequels de ficção científica Yves, a tecnologia parece sempre muito mais avançada que a da obra original. O mesmo aconteceu com a saga Star Wars. Isso sempre me incomoda bastante, mas não estraga a experiência.
Por Yves Lacoste, em 15/06/2012 | 20:34:51 h
Um tombo do filme que me falaram: o uso de uma tecnologia superior ao que foi mostrado nas produções que contam situações posteriores, esta aqui sendo Alien né!!!!
Por Liliane Coelho, em 14/06/2012 | 21:06:30 h
Bom filme, apesar de não gostar muito do gênero.

No entanto, alguém que entendeu a cena inicial do filme pode me explicar? Fiquei boiando (o alien que toma a substância negra)... No spoilers, mas quem puder me explicar ficaria feliz em receber uma mensagem na minha caixinha.
Por Vinícius Aranha, em 14/06/2012 | 18:11:50 h
Pelo jeito Prometheus não é nada daquele '2001 com anabolizantes' (palavras de Ridley Scott) e tensão insuportável do filme de 79 (impressão que o trailer passou). Bom, agora já sei o que esperar... Aliás, ótima crítica, Cunha.
Por Rodrigo Torres de Souza, em 14/06/2012 | 17:34:43 h
Apesar de compreender a ressalva do Rodrigo, eu vejo, sim, Carlos, uma forte ligação entre o robô de Fassbender e o de Ian Holm. São muito evidentes, aliás, e funcionam bem como uma rima entre dois filmes de histórias diferentes, mas pertencentes ao mesmo universo. Quando vir o filme, você vai reconhecer as semelhanças, facilmente.
Por Murilo Monteiro, em 14/06/2012 | 17:16:02 h
Michael Fassbender está excelente mesmo.
Por Gustavo Santos de Araújo, em 13/06/2012 | 17:58:44 h
Michael Fassbender está excelente!Filme soberbo
Por Yves Lacoste, em 12/06/2012 | 20:31:34 h
Pelo que vejo a produção é boa mesmo!!! E eu que num tava nem muita aí pra ele desde as primeiras imagens divulgadas!!!
Por Rodrigo Cunha, em 12/06/2012 | 17:37:31 h
Não é questão de remeter, Carlos, os robôs eram comuns naquela época. :)
Por Marcos Vinícius Veloso Monteiro, em 12/06/2012 | 17:09:44 h
Sexta-feira estarei no cinema. Ansiosíssimo!!
Por Rodrigo Giulianno, em 12/06/2012 | 10:58:22 h
Com Scott ( um ex diretor em atividade)só acredito vendo!
Por Bruno Kühl, em 12/06/2012 | 10:42:58 h
Legal Cunha.
Por Rodrigo Cunha, em 12/06/2012 | 07:24:04 h
Ops, a NAVE se chama Prometheus, não o planeta. Vou corrigir, valeu, passou despercebido. :)
Por Daniel Oliveira Neves, em 12/06/2012 | 07:05:41 h
"...uma expedição segue pistas até o planeta Prometheus..." o planeta se chama Prometheus?
Por Thiago de Andrade, em 12/06/2012 | 06:25:25 h
Ótima crítica, Cunha. Foi animador ler que o filme não tem nenhuma ligação direta com Alien. Se assim o fosse, acho que tanto Alien quanto Prometheus poderiam cair no meu conceito.

Agora estou ainda mais ansioso para assistir ao filme
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Prometheus
(Prometheus, 2012)
• Direção:
- Ridley Scott
• Elenco Principal:
- Noomi Rapace
- Michael Fassbender
- Charlize Theron
• Sinopse: Em 2089, um grupo de exploradores descobrem o que pode ser a origem da humanidade na Terra. Eles então fazem uma jornada aos confins do universo, testando seus limites físicos e mentais e que o farão encarar uma batalha em nome do futuro da raça huma...
 FILMES RELACIONADOS
• 2001: Uma Odisséia no Espaço
• Blade Runner - O Caçador de Andróides
• Cruzada
• O Gângster
• Robin Hood
• Solaris
• Um Bom Ano
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO