FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
CRÍTICA

Tropykaos

(Tropykaos, 2013)
Por Pedro Tavares Avaliação:               7.5
A hora do vampiro.
imagem de Tropykaos
Eis um filme de reflexos constantes. Tropykaos encena, a cada sequência, a ideia de isolamento, de um microcosmo como comentário direto ao “mundo alheio”. É a analogia mais prática à vida de um artista no Brasil, principalmente aos que fogem dos padrões impostos pela indústria. Como um delírio – talvez não exista colocação melhor para essa escolha -, Guima, poeta assolado pela tempestade solar numa Salvador prestes a receber o carnaval, precisa de seu ar-condicionado para trabalhar.

Embora as abas deste tema sejam infinitas, principalmente as impossibilidades de realização e a tentativa em vão do diretor Daniel Lisboa de abraça-las a todo custo, Tropykaos é mais interessante quando constrói uma neurose descompromissada, apoiada no cotidiano da cidade e sua cultura incompatível ao gosto e à realidade de Guima. São nesses momentos que Lisboa remete a filmes-símbolos dessa discordância como SuperOutro de Edgard Navarro (que está presente no filme com três personagens hilários) e Depois de Horas de Martin Scorsese. 

À medida que esse contexto alucinado caminha para soluções assombrosas – muito utilizadas para justificar a realização possível no Brasil, como uma ilha de pedras e sem uma saída definida – Guima carrega uma melancolia, um lamento; desconta em escapismos e na autodestruição que Lisboa contrasta com a beleza da cidade. São monumentos a serviço do outro, do folclore e daqueles que compram camarotes e que estragam aparelhos de ar-condicionado. É desta revolta silenciosa e ao mesmo tempo impossível que o protagonista toma suas escolhas – encolher-se como um vampiro ao sol, saber da sua condição de antagonista em sua própria casa.

Como um crescente frenesi para lidar com o calor e o quadro de saúde de Guima, da luta contra a “ultra violência solar” e sua incompatibilidade aos padrões de uma cidade “solar” vem a solução: se influenciar pela urgência serve como a saída crítica mais palpável. É a forma de unificar tantos problemas a citar – em certos momentos Tropykaos parece mais um conjunto de alegorias que um discurso sobre o que exibe – e criar assim a noção de uma jornada. A noção de identidade do outro, sobretudo àqueles que não se adequam às regras básicas de sociabilidade e até mesmo artísticas – produzir com as amarras do governo é um ótimo exemplo.

É importante lembrar que Tropykaos é o registro de uma circunstância histórica acima de qualquer jogo delirante; mesmo que desequilibrado pela mesma urgência registrada (que o faz correr atrás de inúmeras justificativas). É do impossível que Lisboa tira sua melhor saída, uma contestação tão pertinente quanto infantil. É importante ser infantil neste momento, a não ser esquecida pelo seu lado inusitado e inconsequente. É da imprevisibilidade que o filme grita sua revolta e diagnostica o país do samba, suor e feridas.
Por Pedro Tavares, em 11/04/2018
Avaliação:               7.5
Notas - Equipe
• Pedro Tavares 7.5
•  Média 7.5
Notas - Usuários
6.5/10 (3 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
• #38 Era Uma Vez no Oeste
• #37 Jurassic Park e Jurassic World
• #36 O Bebê de Rosemary
• #35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
• #34 Han Solo: Uma História Star Wars
• #33 Deadpool 2
• #32 Um Corpo que Cai
• #31 Stephen King no Cinema
• #30 Vingadores: Guerra Infinita
• #29 A Franquia 007
• #28 Um Lugar Silencioso
• #27 2001: Uma Odisseia no Espaço
• #26 Jogador Nº1
• #25 Planeta dos Macacos
• #24 Quentin Tarantino
• #23 75 anos de David Cronenberg
• #22 Projeto Flórida
• #21 Trama Fantasma
• #20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
• #19 Oito e Meio de Fellini
• #18 A Forma da Água
• #17 The Post e os filmes de Jornalismo
• #16 Indicados ao Oscar 2018!
• #15 20 Anos de Titanic
• #14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
• #13 Melhores de 2017
• #12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
• #11 Especial Natalino
• #10 Assassinato no Expresso Oriente
• #9 Onde os Fracos Não Têm Vez
• #8 Liga da Justiça
• #7 Stranger Things
• #6 45 anos de O Poderoso Chefão
• #5 Branca de Neve e os Sete Anões
• #4 Halloween
• #3 Blade Runner / Blade Runner 2049
• #2 De Volta Para o Futuro
• #1 Os Goonies
• #0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Tropykaos
(Tropykaos, 2013)
• Direção:
- Daniel Lisboa
• Elenco Principal:
- Gabriel Pardal
- Edgard Navarro
- Dellani Lima
• Sinopse: Guima, um poeta em crise, sofre do que acredita ser a Ultra Violência Solar, doença que o torna hipersensível ao calor. Marginalizado, vive à mercê do crack em seu apartamento no subúrbio soteropolitano. Ao ver a situação tornar-se insuportável, part...
 FILMES RELACIONADOS
• Depois de Horas
• SuperOutro
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE