FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
CRÍTICA

Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio

(The Fast and the Furious: Tokyo Drift, 2006)
Por Alexandre Koball Avaliação:         4.0
Melhor que o segundo da série, mas ainda totalmente dispensável.

Após a vergonhosa seqüência de Velozes e Furiosos ter dado as caras, era-se de se esperar que a série não visse dias melhores e mesmo não fosse mais para os cinemas. Poderia, no máximo, ter uma dessas continuações diretas para vídeo, para atender à demanda dos adoradores de filmes automotivos (e há milhares deles somente no Brasil). Mas o tal ditado popular não existe sem motivos: quanto mais se reza, mais assombração aparece. E um novo Velozes e Furiosos apareceu. Desconectando-se quase que completamente dos enredos dos dois filmes originais, exceto pela última e adorável cena (vejam o filme), Desafio em Tóquio é um filme ainda mais adolescente e liberto de realismos.

O mundo é paralelo ao nosso, onde riquinhos podem gastar milhares de dólares (ou milhões de ienes, se preferirem) em carros de ponta e seus acessórios luxuosos, mas totalmente inúteis e desinteressantes para quem não gosta de carros em especial. Há mulheres lindas por todos os cantos nas competições, e as máquinas sempre estão brilhantes – mesmo as amassadas. Nesse universo paralelo, nosso protagonista, Sean – um adolescente rebelde que teve que ir morar com o pai no Japão após estragar mais um carro – acaba conseguindo um passaporte de entrada na turma facilmente. Os motivos não se sabe, afinal a primeira coisa que ele resolve fazer é desafiar um sobrinho da máfia local e destruir o carro do amigo dele.

Roteiro inconsistente à parte, vale destacar que Lucas Black, o ator que interpreta Sean, é a cara de Paul Walker, e isso deve ter valido bastante na sua escolha para o papel principal. Lucas já possuía alguns trabalhos interessantes, como Soldado Anônimo e Loucos no Alabama, e quando recebeu o desafio de liderar um filme sozinho não fez feio. Ok, as suas falas são pífias e o roteiro é medíocre (ver próximo parágrafo), mas ele não ficou devendo, em nada, a Walker, por exemplo. Obviamente não é em um filme assim que se medem as capacidades artísticas de um ator, então pode ter certeza que os adolescentes (que formam o público-alvo do filme) vão vibrar com seu caráter pseudo-rebelde e corajoso. As moças então, nem se fala.

O roteirista Chris Morgan (de Celular) abandonou completamente o background policial dos filmes anteriores e colocou apenas conteúdo suficiente para minimamente justificar os pegas em quatro rodas. Creio que tenha sido a decisão acertada, já que o roteiro policial de + Velozes + Furiosos foi esdrúxulo, e com a saída do elenco principal seria simplesmente [mais] desinteressante acompanhar outra aventura com tiras disfarçados e bandidos retardados. Não há o que se destacar no roteiro, até a desculpa para Sean ir parar em Tóquio é totalmente risível, quanto mais os motivos que levam os jovens a brigarem irresponsavelmente pelas ruas.

Este terceiro Velozes e Furiosos não fez tanto sucesso quanto os anteriores, mas a surpresinha que ficou para a cena final vai agradar aos fãs da série. Por ser mais leve e abandonar a tentativa de se levar a sério, além de continuar trazendo belas máquinas e competições razoavelmente divertidas, o filme não é um fiasco enorme. Ainda bastante inferior ao episódio original com Vin Diesel, Velozes e Furiosos continua sendo a única série recente de filmes sobre carros  que vale a pena assistir. Não é necessariamente um elogio, apenas uma afirmação sincera de quem está cansado de olhar para as prateleiras das locadoras e ler títulos com palavras como “velocidade” e “rodas” no meio deles.

Por Alexandre Koball, em 20/12/2006
Avaliação:         4.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 4.0
• Rodrigo Cunha 0.0
• Josiane Ka 3.0
• Silvio Pilau 6.0
• Heitor Romero 2.0
• Rafael W. Oliveira 6.0
•  Média (Bottom Editores #59) 3.5
Notas - Usuários
4.5/10 (427 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
#61 O Senhor dos Anéis
#60 Scarface
#59 Infiltrado na Klan
#58 Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald
#57 O Legado de Stan Lee
#56 O Roteiro de Cinema
#55 Halloween (2018)
#54 O Primeiro Homem
#53 Nasce Uma Estrela
#52 Musicais no Século XXI
#51 70 anos de John Carpenter
#50 Breaking Bad - 10 Anos
#49 Neorrealismo Italiano
#48 O Exorcista
#47 Wall-E
#46 The Last of Us
#45 60 anos de Tim Burton
#44 Meu Amigo Totoro
#43 Missão: Impossível - Efeito Fallout
#42 Filmes da Sessão da Tarde
#41 Batman: O Cavaleiro das Trevas
#40 100 anos de Ingmar Bergman
#39 Os Incríveis 2
#38 Era Uma Vez no Oeste
#37 Jurassic Park e Jurassic World
#36 O Bebê de Rosemary
#35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
#34 Han Solo: Uma História Star Wars
#33 Deadpool 2
#32 Um Corpo que Cai
#31 Stephen King no Cinema
#30 Vingadores: Guerra Infinita
#29 A Franquia 007
#28 Um Lugar Silencioso
#27 2001: Uma Odisseia no Espaço
#26 Jogador Nº1
#25 Planeta dos Macacos
#24 Quentin Tarantino
#23 75 anos de David Cronenberg
#22 Projeto Flórida
#21 Trama Fantasma
#20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
#19 Oito e Meio de Fellini
#18 A Forma da Água
#17 The Post e os filmes de Jornalismo
#16 Indicados ao Oscar 2018!
#15 20 Anos de Titanic
#14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
#13 Melhores de 2017
#12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
#11 Especial Natalino
#10 Assassinato no Expresso Oriente
#9 Onde os Fracos Não Têm Vez
#8 Liga da Justiça
#7 Stranger Things
#6 45 anos de O Poderoso Chefão
#5 Branca de Neve e os Sete Anões
#4 Halloween
#3 Blade Runner / Blade Runner 2049
#2 De Volta Para o Futuro
#1 Os Goonies
#0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio
(The Fast and the Furious: Tokyo Drift, 2006)
• Direção:
- Justin Lin
• Elenco Principal:
- Lucas Black
- Zachery Ty Bryan
- Shad Moss
• Sinopse: Shaun Boswell (Lucas Black) é um jovem que vai morar no Japão para evitar as confusões em que se envolvia. Só que lá ele começa a participar de corridas ilegais e acaba envolvido com a Yakuza.
 FILMES RELACIONADOS
• + Velozes + Furiosos
• Soldado Anônimo
• Velozes e Furiosos
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2019) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2019)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE