FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
CRÍTICA

Vingança a Sangue Frio

(Cold Pursuit, 2019)
Por Francisco Carbone Avaliação:           5.0
Releitura sem tração.
imagem de Vingança a Sangue Frio
Há 5 anos atrás, o diretor norueguês Hans Peter Molland apresentou seu longa O Cidadão do Ano, que teve uma carreira larga pelo mundo, para um filme dessa nacionalidade. Com passagem em festivais importantes e pelo circuito, o filme é um thriller com toques de humor cáustico repleto de violência e que conseguia facilmente ser visto como a matéria-prima de um remake americano, estrelado exatamente pela pessoa que acaba ocupando o cargo de fato; sai Stellan Skarsgard, entra Liam Neeson. O diretor continua o mesmo, no entanto. No comando da versão americana de seu produto, Molland encara o desafio de apresentar a novas plateias seu projeto, sabendo que com a visibilidade, seu roteiro tão interessante teria chance de reverberar mais. A forma como ele escolhe para situar seu "novo" filme é o grande desafio.

A trama é rigorosamente a mesma: um cidadão exemplar de uma pequena comunidade que sobrevive embaixo de inverno constante é condecorado com um título honorário pelos seus préstimos locais. O que ele faz? Dirige o limpador de neve das estradas. Em determinada noite, seu filho entra em confronto com o grupo de traficantes locais a quem deve e é assassinado. Com o casamento destruído e devastado pela dor, esse homem resolve não apenas matar um por um da organização, como criar uma teia de destruição em massa que coloque seus membros uns contra os outros. Aos poucos, o filme nos apresenta a todos os vértices dessa trama, seus conflitos particulares e seus desdobramentos mediante o efeito dominó criado pela trilha de mortos que se acumula. Essa sinopse poderia ser utilizada para qualquer das duas versões, tendo em vista que a adaptação do material praticamente intocou o roteiro.

A partir do momento que o material original foi transposto quase 'ipsis literis' em seu argumento e desenvolvimento, o trabalho de Molland enquanto realizador fica ainda mais arriscado; como organizar novo material imagético que você já tratou anteriormente? A saída dele não poderia ser mais preguiçosa, resumindo seu trabalho a limpeza de todos os excessos gráficos, ou seja, retirando da obra tudo o que originalmente era um diferencial. Então todas as sequências arriscadas do ponto de vista estético são amenizadas, resultando num produto frio como o ambiente retratado. Se no original a temperatura era equiparada tendo em vista a constante tensão que eventualmente se rompia em violência, a economia de textura imposta aqui é um impeditivo narrativo, que cria diferencial justamente no que sua matriz tinha de mais sedutor.

No elenco, não há um destaque na linha de frente, embora seu elenco seja composto por Neeson e Laura Dern, entre outros. Mas perdido como uma espécie de participação especial do filme se encontra uma figura que salva o projeto do lugar de repetição. No início dos anos 90, o então astro Steven Seagal estrelou uma sucessão de filmes de relativo/grande sucesso nos cinemas, e em um deles o vilão foi imortalizado. O título era Fúria Mortal, dirigido por John Flynn (de A Outra Face da Violência) e que contava com o antagonismo do arrebatador William Forsythe, que seguiu marcado por essa figura anos afora. Pois ele é recuperado no filme com um personagem envolvido em todo o imbróglio criminal, mas que guarda profunda humanidade, ideal para a figura ameaçadora de Forsythe quebrar um possível estereótipo e conferir credibilidade e empatia. 

Tirando esse ponto quase exclusivo, o filme se sobressai apenas para quem não conhece o título original, que pode embarcar na repetição de tiques e brincadeiras da produção. Mesmo para quem é espectador exclusivo da produção americana, fica a sensação de que o potencial completo do seu universo não é explorado, quase empalidado por suas escolhas seguras. A quem procura novo exemplar do cinema que Neeson tem entregue a bordo do comando do esteta Jaume Collet-Serra, também vai se decepcionar tendo em vista que Molland não se esforça nem um pouco para entregar de maior polimento. É um produto de consumo ligeiro, sem capricho de embalagem, apenas um criminal que não alcança os lugares que poderia, e que mais uma vez coloca contra a parede a necessidade de remakes onde nenhuma revitalização seja feita. 
Por Francisco Carbone, em 13/03/2019
Avaliação:           5.0
Notas - Equipe
• Francisco Carbone 5.0
•  Média 5.0
Notas - Usuários
6.6/10 (5 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
#69 Indicados ao Oscar 2019
#68 Creed II
#67 Vidro
#66 Homem-Aranha no Aranhaverso
#65 WiFi Ralph e O Retorno de Mary Poppins
#64 Melhores Filmes de 2018
#63 Duro de Matar
#62 Roma
#61 O Senhor dos Anéis
#60 Scarface
#59 Infiltrado na Klan
#58 Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald
#57 O Legado de Stan Lee
#56 O Roteiro de Cinema
#55 Halloween (2018)
#54 O Primeiro Homem
#53 Nasce Uma Estrela
#52 Musicais no Século XXI
#51 70 anos de John Carpenter
#50 Breaking Bad - 10 Anos
#49 Neorrealismo Italiano
#48 O Exorcista
#47 Wall-E
#46 The Last of Us
#45 60 anos de Tim Burton
#44 Meu Amigo Totoro
#43 Missão: Impossível - Efeito Fallout
#42 Filmes da Sessão da Tarde
#41 Batman: O Cavaleiro das Trevas
#40 100 anos de Ingmar Bergman
#39 Os Incríveis 2
#38 Era Uma Vez no Oeste
#37 Jurassic Park e Jurassic World
#36 O Bebê de Rosemary
#35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
#34 Han Solo: Uma História Star Wars
#33 Deadpool 2
#32 Um Corpo que Cai
#31 Stephen King no Cinema
#30 Vingadores: Guerra Infinita
#29 A Franquia 007
#28 Um Lugar Silencioso
#27 2001: Uma Odisseia no Espaço
#26 Jogador Nº1
#25 Planeta dos Macacos
#24 Quentin Tarantino
#23 75 anos de David Cronenberg
#22 Projeto Flórida
#21 Trama Fantasma
#20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
#19 Oito e Meio de Fellini
#18 A Forma da Água
#17 The Post e os filmes de Jornalismo
#16 Indicados ao Oscar 2018!
#15 20 Anos de Titanic
#14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
#13 Melhores de 2017
#12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
#11 Especial Natalino
#10 Assassinato no Expresso Oriente
#9 Onde os Fracos Não Têm Vez
#8 Liga da Justiça
#7 Stranger Things
#6 45 anos de O Poderoso Chefão
#5 Branca de Neve e os Sete Anões
#4 Halloween
#3 Blade Runner / Blade Runner 2049
#2 De Volta Para o Futuro
#1 Os Goonies
#0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Vingança a Sangue Frio
(Cold Pursuit, 2019)
• Direção:
- Hans Petter Moland
• Elenco Principal:
- Emmy Rossum
- Liam Neeson
- Julia Jones
• Sinopse: Um motorista de snowplow busca vingança contra os traficantes de drogas que ele acha que mataram seu filho.
 FILMES RELACIONADOS
• A Outra Face da Violência
• Fúria Mortal
• O Cidadão do Ano
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2019) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2019)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE
Apoiadores
Promobit: O site para encontrar aquela promoção imperdível