FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS HOME CINEMA TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
CRÍTICA

Vivendo no Abandono

(Living in Oblivion, 1995)
Por Rodrigo Cunha Avaliação:               7.0
Uma divertida sátira aos meios de gravação de um filme, que deve ser visto principalmente por estudantes da área.

Em meio à tantas idéias clichês que rolam em Hollywood nos últimos anos surge Vivendo no Abandono, que foge um pouco dessa crise do principal meio cinematográfico mundial. Contando a história de um grupo de filmagem ‘tentando’ rodar seu filme, quando uma série de problemas parecem não querer que isso aconteça, o filme consegue ser agradável e intuitivo ao mesmo tempo.

Uma sátira muito inteligente do que ocorre em estúdios de verdade, onde muitas vezes diretores precisam mudar, de última hora, detalhes de suas cenas. Mostra problemas com foco, com microfones em cena, com falta de paciência de atores, como é importante o trabalho em equipe e muito mais. Para quem curte e pretende estudar cinema é indispensável, para já entender o que rola por trás das lentes.

Está tudo lá: o diretor, o diretor de fotografia, a produtora, os atores, os equipamentos, o roteiro, tudo. Se quiser ver, de modo prático, como tudo funciona, esse filme é o exemplo perfeito. Inclusive um protótipo, provavelmente uma bem estruturada crítica, dos atores hollywoodianos, apresentando-os como se fossem babacas e metidos a sabichões.

Uma coisa legal é que, durante todo o tempo que está rodando, o filme apresenta o cinema como se fosse um sonho que podemos dar asas, chega a ser estimulante. Quem tem seus projetos, seus sonhos, ficará de olhos cheios, com certeza, além de rir um bocado.

A fotografia e a direção de arte se destacam, mas não mais que os atores. Esses interpretam cenas normais, mas quando estão interpretando uma gravação é que vemos o brilho que o diretor conseguiu extrair de seus atores. Interpretar uma interpretação é algo realmente complicado, mas eles tiraram de letra, o filme flui muito bem por causa disso, além do roteiro leve e descontraído. Algumas cenas rodam em preto e branco e outras em cor, para diferenciar o que está sendo “filme” e o que está sendo estúdios.

Um filme perfeito para quem estuda cinema ou tem curiosidade para saber como tudo funciona por trás daquele filme que tanto gosta. Esquecendo essa área específica, vale para todos os que querem algo simples e direto: diversão. Vivendo no Abandono cai mais para a comédia, mas quem quiser ter uma experiência mais séria sobre o assunto é só tentar A Noite Americana, que é muito mais sensível que esse.

Por Rodrigo Cunha, em 30/01/2003 Avaliação:               7.0
Notas - Equipe
• Alexandre Koball 8.0
• Rodrigo Cunha 7.0
• Régis Trigo 7.0
•  Média 7.3
Notas - Usuários
7.8 (10 votos)
Minha nota:
0.5 1.0 1.5 2.0 2.5 3.0 3.5 4.0 4.5 5.0 5.5 6.0 6.5 7.0 7.5 8.0 8.5 9.0 9.5 10.0
    --
• Todas as opiniões 
Comente no Cineplayers (0)
Não há opiniões dos usuários.
Comente no Facebook
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 
 LEIA TAMBÉM
 FICHA DO FILME

 Vivendo no Abandono
(Living in Oblivion, 1995)
• Direção:
- Tom DiCillo
• Elenco Principal:
- Steve Buscemi
- Catherine Keener
- Dermot Mulroney
• Sinopse: Diretor e seu amalucado grupo de atores e técnicos tentam a missão impossível de realizar filme independente com baixo orçamento. O set é um manicômio amaldiçoado por todo tipo de acasos, desde ataques de atores neuróticos, até explosões de equipamen...
 FILMES RELACIONADOS
• A Noite Americana
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2014) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
MAPA DO SITE
ANUNCIE CONOSCO