FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
ÚLTIMAS OPINIÕES

Abaixo estão as últimas 25 avaliações de filmes realizadas pelos editores Cineplayers.

27/04/2017 | 20:52 h
A Bailarina
(Ballerina, 2016)

"O arco da história é tão óbvio que quase envergonha, e os dois protagonistas e a antagonista são, no máximo, entediantes."

5.0
• Alexandre Koball
27/04/2017 | 13:41 h
Desencanto
(Brief Encounter, 1945)

"O romance mais agridoce já filmado? Possivelmente. Os closes, os planos detalhes, movimentos de câmera e olhares à serviço de uma narrativa que muito diz contando pouco, em uma abordagem sóbria e realista das relações adultas. Clássico absoluto."

9.0
• Bernardo D.I. Brum
27/04/2017 | 12:50 h
Cinzas que Queimam
(On Dangerous Ground, 1952)

"Ray nunca foi tão pessimista e tão redentor quanto em Cinzas que Queimam. Logo após as trevas absolutas de No Silêncio da Noite, aqui se tateia o escuro em busca de luz. Seus personagens, eternos párias, são a síntese do amargor e da paixão."

10.0
• Bernardo D.I. Brum
27/04/2017 | 11:55 h
Pacto de Sangue
(Double Indemnity, 1944)

"Em qualquer gênero onde se aventurou, Wilder desconstruiu o Sonho Americano com personagens tão vulneráveis quanto cínicos. Pacto de Sangue é uma das epítomes do filme noir, com o chiaroscuro revelando mais do que a sociedade gostaria de mostrar."

8.5
• Bernardo D.I. Brum
27/04/2017 | 10:02 h
Vermelho Russo
(Vermelho Russo, 2016)

6.5
• Pedro Tavares
26/04/2017 | 14:36 h
Despertar dos Mortos
(Dawn of the Dead, 1978)

"Ao mesmo tempo, é de roer as unhas, de mijar de rir, causa repulsa e faz refletir. O filme de horror social definitivo."

10.0
• Bernardo D.I. Brum
26/04/2017 | 14:23 h
A Palavra
(Ordet, 1955)

"Em seus plásticos planos sequência, Dreyer redime seus miseráveis indivíduos pela dor humana e pelo senso de comunidade. Aqui, o cristianismo institucional, que segrega as pessoas, é desarmado pela ideia de cristianismo, que os une como irmãos."

9.0
• Bernardo D.I. Brum
26/04/2017 | 14:01 h
Fragmentado
(Split, 2017)

"Com um formalismo sóbrio, Shyamalan constrói um trabalho minucioso ao arrancar o sobrenatural do convencional: notem as lentas transformações dentro dos longos planos, a gradação de cores, a música cada vez mais distorcida. Suspense com S maiúsculo."

8.5
• Bernardo D.I. Brum
26/04/2017 | 11:38 h
Fragmentado
(Split, 2017)

"É quase um retorno à forma magistral que Shyamalan já tinha certa vez. Ele está no domínio da imagens e conhece bem os seus personagens, além de ter ousadia para ir além, tudo com bom gosto. Até as atuações juvenis que começam mal funcionam mais tarde."

7.0
• Alexandre Koball
26/04/2017 | 08:02 h
O Beijo da Morte
(Kiss of Death, 1947)

"A risada psicopática de Widmark encarna o signo de um dos vilões mais subestimados e despercebidos do Cinema. A cena da cadeira de rodas vale por todo o filme como um atestado de genialidade."

8.5
• Felipe Leal
26/04/2017 | 07:59 h
Maresia
(Maresia, 2015)

"O jogo de duplicidade quase não se sustenta, mas rende um aprofundamento interessante nas discussões sobre o artista como autor e como gênio, ainda que decaia no endeusamento típico de Vicky Cristina Barcelona do artista como indivíduo mega-temperamental."

7.0
• Felipe Leal
26/04/2017 | 07:56 h
Sócios no Amor
(Design for Living, 1933)

"Miriam Hopkins admitindo aos dois cavalheiros que tinha tido relações sexuais com um num dia, com o outro no dia anterior, está entre as cenas mais descabidas para sua época. Divertidíssima comédia Lubitschiana da ''low life, tough talk'' americana."

8.5
• Felipe Leal
25/04/2017 | 22:45 h
Paterson
(Paterson, 2016)

"Jarmusch desenha um filme sensível sobre as pequenas belezas do cotidiano, a poesia que existe apenas pela emergência do momento, que nasce da necessidade do olhar além da superfície. Vai direto no coração e Driver está excelente. "

8.0
• Heitor Romero
25/04/2017 | 14:09 h
Minha Noite com Ela
(Ma nuit chez Maud, 1969)

"Menos é mais no cinema de Rohmer; damos adeus a qualquer elemento distrativo que poderia tirar atenção de sua história, de seu conflito, de suas palavras. Nunca o diálogo no cinema foi tão poderoso quanto nos filmes de Rohmer. Gene Hackman estava errado!"

8.0
• Bernardo D.I. Brum
25/04/2017 | 14:03 h
Lisa e o Diabo
(Lisa e Il Diavolo, 1973)

"Lisa e um dos maiores delírios estéticos já orquestrados. Bava no ápice de sua condução e mostrando que na época do boom do cinema fantástico italiano um de seus pioneiros ainda competia pelo trono. "

9.0
• Bernardo D.I. Brum
25/04/2017 | 13:53 h
Apocalypse Now
(Apocalypse Now, 1979)

"Coppola e Milius tiram a viagem de Conrad do Congo destruído pela Bélgica e a situam em um Vietnã arrasado pelos EUA. A descida ao inferno provocada pelas mãos da suposta "alta civilização" gerou o filme de guerra mais poderoso do cinema."

10.0
• Bernardo D.I. Brum
25/04/2017 | 07:49 h
O Que Está Por Vir
(L'avenir, 2016)

"Há várias perspectivas aqui (o que torna o filme muito rico), gostei muito da perspectiva do relacionamento maduro entre o casal de professores intelectuais e como a mulher reage diferentemente do homem, pelo menos nesse caso."

7.0
• Alexandre Koball
24/04/2017 | 20:57 h
Um Jantar Para Idiotas
(Dinner for Schmucks, 2010)

"A premissa poderia ser muito melhor trabalhada (quem sabe até flertando com o politicamente correto?), perdendo-se em um roteiro pouco inspirado, mas Paul Rudd e Steve Carell têm talento e carisma suficientes para sustentar o filme. Apenas médio."

5.5
• Silvio Pilau
24/04/2017 | 14:28 h
Tempos Modernos
(Modern Times, 1936)

"É menos uma história e mais uma série de percalços motivadas pelo mesmo tema: o indivíduo contra as intempéries - o trabalho que o desumaniza, a miséria que o torna invisível, o humor como forma de protesto e redenção. "

10.0
• Bernardo D.I. Brum
24/04/2017 | 14:12 h
Meu Amigo Totoro
(Tonari no Totoro, 1988)

"O realismo mágico de Miyazaki em um de seus ápices de desenvolvimento de personagem e simbolismo narrativo. Clássico absoluto da animação. "

8.5
• Bernardo D.I. Brum
24/04/2017 | 14:09 h
Sonhos
(Yume, 1990)

"Os sonhos mais plásticos já filmados."

9.0
• Bernardo D.I. Brum
24/04/2017 | 13:35 h
The Void
(The Void, 2016)

7.5
• Felipe Leal
24/04/2017 | 07:52 h
Sully - O Herói do Rio Hudson
(Sully, 2016)

"Eastwood acerta a mão ao optar por um enredo conciso, num tom didático-jornalístico-investigativo com foco no lado humano de um episódio fantástico na história da aviação civil. "

7.5
• Léo Félix
23/04/2017 | 13:58 h
O Quarto dos Esquecidos
(The Disappointments Room, 2016)

"Um bom clima não é suficiente para envolver o espectador durante todo um longa metragem. O argumento do filme é bem superior a sua fraca realização, e D.J. Caruso, assim, continua entregando filmes medíocres para o grande público."

4.0
• Alexandre Koball
23/04/2017 | 11:05 h
Todos Contra Léo
(Tout Contre Léo, 2002)

6.5
• Felipe Leal
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
• #002 De Volta Para o Futuro
• #001 Os Goonies
• #000 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
       
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017)

        
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE