FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
OPINIÕES
A Morte de Luís XIV
(La mort de Louis XIV, 2016)

7.0
(21 votos)


Editores (3)

24/12/2017
"O fim inexorável, a impossibilidade de salvação em uma época de pouco conhecimento científico, a sorte, a superstição. Diálogos lentos, o tempo que não passa, as falsas esperanças. A vida, a morte."

Alexandre Koball

8.0

18/04/2017
"Compasso da morte. A atmosfera letárgica, a imobilidade, a carne apodrecendo, o tic-tac do relógio. Nos últimos momentos da vida do Rei Sol, Serra nos coloca a acompanhar a dor do enferno e a angústia dos que esperam, com dor e certo humor."

Daniel Dalpizzolo

7.5

14/12/2017
"Fiquei me perguntando como Serra filmaria a morte do Sol, o desaparecimento de um astro, a perda de sua luminosidade até o ponto em que resta apenas um amarelo desbotado antes da escuridão. Não acho que seria muito diferente deste filme."

Cesar Castanha

10.0
Usuários (4)

02/12/2017
"Luís XIV encarando a câmera sem algum receio por quase três minutos, ao so da ópera e do angustiante tic-tac resumem esse cuidadoso trabalho cênico de Serra. Leaud dando aula em poucas palavras."

Ravel Macedo

9.0

04/01/2018
"Filme de closes e de espaços apertados, em que cada mínimo movimento do rosto de Léaud importa. E mesmo com tanto enclausuramento, Albert Serra consegue encaixar humor."

Renato Abbt Keppe

7.5

04/12/2017
"Utilizando-se de uma ótica diferente de cinebiografias usuais, LMLXIV é um lento, claustrofóbico e silencioso retrato que excede expectativas, afinal, o desfecho do longa está em seu título, sendo um filme belo sobre a preparação da morte, não o ato em si"

Gustavo Hackaq

8.0

07/02/2017
"A palpabilidade da morte e a degradação do ícone e do próprio corpo, ressaltadas pelo silencioso aspecto fúnebre da narrativa e a claustrofobia das imagens vampirescas pintadas por Serra, partindo de Rembrandt. Jean-Pierre Léaud sagrado!"

Mateus Barros

9.0
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE