FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
OPINIÕES
Me Chame Pelo Seu Nome
(Call Me by Your Name, 2017)

7.7
(215 votos)


Editores (9)

21/02/2018
"Tem uma sensibilidade que o engrandece (embora esporadicamente seja expositivo demais), e seu charme é a simplicidade daquele afeto que, por algumas semanas, é o mundo dos dois."

Alexandre Koball

7.0

21/01/2018
"Três canções de Sufjan Stevens, dois protagonistas muito bem delineados e algumas cenas verdadeiramente espirituosas e delicadas. Tem seus poréns e algumas coisas indiscutíveis ali no meio, mas no geral Guadagnino conduz bem os trunfos que tem em mãos. "

Daniel Dalpizzolo

7.5

29/01/2018
"Sensível e bonito, funciona muito bem enquanto retrata a aproximação entre os dois. Infelizmente, as situações se tornam comuns e arrastadas assim que o romance se consome, mas o filme cresce mais uma vez no final. Acima da média, mas não memorável."

Silvio Pilau

7.5

10/01/2018
"De uma delicadeza tremenda e uma habilidade notável de ir se infiltrando aos poucos no universo de cada um daqueles dois personagens, até criar um senso de intimidade tão grande que fica impossível não se envolver. Timothée Chalamet é um monstro em cena. "

Heitor Romero

9.0

28/01/2018
"Se dá bem enquanto aproveita da tensão mal resolvida em sua primeira metade; quando descamba para o romance, cai em todas as armadilhas que poderia ter evitado. Uma versão coxinha dos filmes de Eric Rohmer que caminha para virar o Moonlight de 2018."

Bernardo D.I. Brum

6.0

28/01/2018
"Um filme belíssimo, retratando uma paixão orgânica e inevitável. O monólogo do pai, no final, é um momento grandioso, inesquecível."

Guilherme Bakunin

8.0

29/01/2018
"Apesar de algumas grosserias por parte do roteiro Ivory, há muito o que se louvar na transmutação sexual e sua representação de amadurecimento para Elio e Oliver, aqui representados por uma ambientação delicada e cuidadosa. Mais atenção para Timothee."

Rafael W. Oliveira

8.0

16/01/2018
"Guadagnino conduz com sensibilidade uma bela e humana história de amor de verão, permeada de lindas imagens e com excelentes atuações de Chalamét e Hammer."

Léo Félix

7.0

04/11/2017
"PROPRIAMENTE um filme de personagens, tão sublime, tão inexistente, tão sedutor na fusão do apolíneo + dionisíaco, e ainda com uma mise-en-scène tão apurada, que chega a ser um dos espécimes que nos fazem acreditar ser possível realizar bom cinema hoje."

Felipe Leal

8.5
Usuários (38)

05/06/2018
"É um roteiro muito bem escrito por um James Ivory já treinado nessa mesma estória."

Chcot Daeiou

8.0

08/05/2018
"Filminho, bom...mas filminho."

Alejandro Javier

7.0

12/04/2018
"Não é ruim,mas desinteressante e não vai a lugar nenhum.Timothée Chalamet é um ator promissor."

Araquem da Rocha

6.0

08/04/2018
"Fora o Timothee, q é ótimo,Esse filme mais parece aqueles romances açucarados de banca de jornal, tipo Sabrina, ou outras tolices do gênero.Enquanto isso, o melhor filme GLS de 2017(e um dos melhores no geral),GOD'S OWN COUNTRY, passou batido...Vá enteder"

Danilo Santos

3.0

02/03/2018
"As boas notícias: talvez a melhor é que de novo podemos ver a luz da Itália no cinema, coisa rara hoje em dia. Mas não é de segunda ordem esse fenômeno recente que é o fato de relações afetivas entre pessoas do mesmo sexo terem começado a ser bem filmadas"

Edward Jagger DeLarge

5.0

01/03/2018
"Um filme que, embora desapressado, consegue render mais do que se pode esperar. Um pacote de sentimentos muito bem representados."

RONIEL GOSLLOSVOSCKHY

9.0

28/02/2018
"Bonito, languido e contemplativo. Confesso que não cativou como deveria e o ritmo lento não contribui para um filme longo. Não é de todo ruim, mas nem por isso é toda essa obra-prima. Acima da média."

RAPHAEL ANTONIO MORAIS RUELA

7.0

28/02/2018
"bonito e fofo"

Alexandre N. Magno

7.5

26/02/2018
"Sem pressa e com lindas imagens, conta sobre um verão que marca duas vidas e faz refletir sobre escolhas, obstáculos e sentimentos."

Patrick Corrêa

8.0

25/02/2018
"Obra de arte que chama, né?"

Victor Tanaka

9.0

21/02/2018
"As construções do amor."

Júlio César Filho

8.5

20/02/2018
"Vai nos conquistando naquele jogo de sedução até que finalmente nos arrebata com a entrega, e Guadagnino conduz corpos e sentimentos como poucos, fazendo da história do casal algo tão natural quanto extraordinário, como são várias das histórias de amor."

Bruno Kühl

8.0

16/02/2018
"A descoberta do amor tratada de forma calma, sem urgências e orgânica. Arrastado por alguns momentos, mas beneficiado pela verdade de suas boas intenções narrativas."

Pedro Luis Santos Miranda

8.0

12/02/2018
"Primeira parte se desdenha muito bem. Do miolo pra frente o filme se entrega um pouco ao pieguismo. Mesmo assim, vale a visita."

Carlos RB Barros

7.5

10/02/2018
"Fotografia mal trabalhada, péssimo desenvolvimento do relacionamento e dos personagens, um mix de situações aleatórias que não levam a lugar algum, e várias cenas que são bem vergonhas compõem esta decepção que, carece de sensibilidade, força e emoção."

Bill Coln

3.0

07/02/2018
"Poderia ser mais um simples amor de verão, mas é uma jornada de descobrimentos e anseios carnais que conta com uma Itália acolhedora, boa trilha e o diálogo final de pai e filho que impressiona. Chalamet está assombroso, sua atuação é a surpresa do ano."

Bruno Ricardo de Souza Dias

7.5

02/02/2018
"Encantador do começo ao fim. Um retrato que consegue ser ao mesmo tempo ser sensível e arrebatador. Visualmente deslumbrante. Atuações impecáveis. Diálogos marcantes. Certamente um dos melhores filmes dos últimos anos"

Leonardo C

10.0

31/01/2018
"Na maior parte das vezes a narrativa não consegue empolgar. O responsável por isso é o roteiro cheio de barrigas. A força do filme está nos minutos finais, os quais conseguem resumir bem o que não fez tão bem durante o restante da narrativa."

Kennedy

7.5

30/01/2018
"É um pouco longo demais, em alguns momentos é bem cansativo. Mas tem um Chalamet excelente, assim como Hammer e Sthuhlbarg rouba a cena no final. A fotografia é linda, além de um ótimo roteiro e boa direção. O ritmo podia ser melhor, mas é um ótimo filme."

Thiago Cavalcante Hércules

8.0

30/01/2018
"Invocando uma sensação nostálgica, apaixonada e melancólica, Me Chame Pelo Seu Nome foi tudo que Moonlight não conseguiu ser quando o assunto é sexualidade."

João Vitor G. Barbosa

8.0

30/01/2018
"A sensação que dá é que o diretor tem tudo pré-programado, cria condições na própria contextualização dos personagens para evitar o caótico apostando tudo no desenvolvimento dos personagens."

Pedro Ruback

7.0

29/01/2018
"Simples e belo. De uma ambientação estupenda capaz de levar para dentro do filme. Destaque para a conversa de pai e filho."

Paulo Matheus

7.5

29/01/2018
"Os protagonistas são bem delineados quanto as suas paixões, desejos e pensamentos. O que torna a experiência de vivenciar sua história conjunta um belo momento de intensidade e aprendizado da vida. O final pode ser amargo, mas a emoção do caminho é única."

Zacha Andreas Lima

8.0

27/01/2018
"Um deles parece uma criança que morre de desejos por uma mocinha do bairro... o outro é impaciente e beira a arrogância... é pra torcer por esse casal? Não tem nada de interessante na técnica, com exceção do mocinho que arrasa na expressão corporal."

Anderson Plácido de Brito

5.0

26/01/2018
"Até é bem-feito e tem um ponto bem colocado, pois não faz um discurso social, ficando sempre nos personagens sem inventar problemas. Mas é muito desinteressante, o par é meio morto - esses moleques atuais matam cenas, falta vida e intensidade."

Adriano Augusto dos Santos

6.5

23/01/2018
"Obra sensitiva que alia muito bem a expressividade introspectiva de suas personagens com trilha, câmera e paisagens. Do riso ao choro, do marasmo a excitação, um sonho intenso sem rumo."

Guilherme Algon

7.5

21/01/2018
"O corpo estranho que invade o verão, tensiona, desconcerta, chacoalha a paisagem afetiva, vulnera e, acima de tudo, deixa marcas. Transforma e molda. Sobre paixões que, mesmo marcadas pelo fatalismo desde o nascedouro, merecem ser vividas."

Felipe Lima

8.5

21/01/2018
"Conduzido de forma sensível e paciente por Guadagnino, é uma história honesta sobre a descoborta do amor. Uma pena que o filme se acomode nesse plano e não entregue uma experiência tão única. O primeiro ato poderia ter sido enxugado."

Gabriel Caldeira

7.0

01/02/2018
"Um 'grower'. Guadagnino constrói com cuidado e esmero seus personagens e as situações, aliando a poesia das belas imagens e passagens com a força de cenas mais explícitas - como o diálogo pai/filho. CMBYN transborda emoções e Chalamet detona."

Gabriel Frati

8.5

22/01/2018
"Sensível retrato de momentos cruciais na descoberta da sexualidade de um jovem. Para ser perfeito faltou um pouco de emoção no roteiro, o tédio inicial do protagonista transcende a tela. Só o final é arrebatador."

Rodrigo Miranda de Andrade

7.0

27/02/2018
"Filme que palpita a cada olhar cruzado, a cada palavra trocada e a cada contato dos corpos a fim de decifrar os benditos mistérios do amor, sempre da forma mais singela e espontânea - como se apaixonar."

Júnior Souza

8.5

06/01/2018
"Possui honestidade sim, mas é um retrato convencional de uma simples história de descoberta do amor, realizada tantas e tantas vezes na história do cinema. O diálogo entre pai e filho é bem intencionado e foge dos lugares comuns."

Eliezer Lugarini

6.0

25/12/2017
" Michael Stuhlbarg destroça o seu coração em menos de 5 minutos. E o que dizer da Trilha Sonora..."

Lucas Reis

9.0

24/12/2017
"Guadagnino conduz com sensibilidade uma história extremamente humana, sendo auxiliado por um trabalho não menos brilhante de Deshors (fotografia) e Mukdeeprom (direção de arte). Soma-se aos vários acertos da obra a bela atuação de Chalamet. Filmaço!"

Diego de Mendonça Costa

8.5

23/12/2017
"Muito Bom"

Lucas Moreira

8.0

29/01/2018
"Com uma representação correta do amor gay e bem atuado por Chalamet, a obra não consegue ter a delicadeza de Carol, a importância de Moonlight ou a devastação de Azul, tendo momentos incríveis diluídos em meio à letargia da montagem e do extenso roteiro."

Gustavo Hackaq

7.0

22/11/2017
"O diálogo entre filho e pai no final fala à vida. Um filme puramente sobre amor e identidade, uma das experiências cinematográficas (se não "a") mais sublimes que já tive."

Matheus Castelo Branco

10.0

02/12/2017
"Trabalho de direção detalhista e um elenco inspirado. Só a cena do diálogo final entre pai e filho já justifica a nota."

Renan Paiva

8.0
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE