FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
OPINIÕES
Três Anúncios Para um Crime
(Three Billboards Outside Ebbing, Missouri, 2017)

7.7
(298 votos)


Editores (9)

11/01/2018
"Todas as personagens principais cometem erros crassos enquanto buscam alívio e redenção. Não há mocinhos ou bandidos, acho que esse é o principal ponto forte do bom roteiro."

Alexandre Koball

8.0

19/02/2018
"O núcleo do Harrelson é forte, rende boas cenas e consequências que potencializam o drama todo - é bem interessante a maneira como suas cartas alteram o destino da cidade. O restante se equilibra entre o curioso, o bizarro e o profundo mau gosto."

Daniel Dalpizzolo

5.5

19/02/2018
"Com uma narrativa hábil e difícil, que equilibra drama complexo com humor desconfortável, McDonagh cria personagens repletos de falhas para questionar a maneira como lidamos com o ódio e a intolerância. Um filme inteligente e denso, repleto de camadas."

Silvio Pilau

8.0

17/02/2018
"A grande sacada é a ideia de não apontar vilões e sim tratar as nuances que existem nessas pessoas criadas por essa cultura e ambiente de ódio e preconceito que ainda prevalece sobre a deep America. Uma pena o roteiro cheio de atalhos e soluções fáceis."

Heitor Romero

5.0

19/02/2018
"Gosto muito da ideia simples e inventiva. Uma comunidade se mobiliza por uma provocação e isso os opõe, rendendo situações quase mirabolantes. O diretor tem veia cômica, mas não a naturalidade dos Coen em trabalhar com ela. "

Marcelo Leme

6.5

17/02/2018
"Tenta ser pesado, mas não tem peso algum; tenta ser esperto, mas é explicativo no limite da pregação; inclui mil e uma reviravoltas, mas nunca sai da monotonia. Um desfile de cacos autorais, situações mal desenvolvidas e coadjuvantes unidimensionais."

Bernardo D.I. Brum

4.5

30/01/2018
"Grandes ressalvas quanto ao tom do filme, perdido entre certa idiossincracia coeniana e a leveza infantil, mas é um filme repleto de bons momentos e, acima de tudo, uma grande história, com personagens complexos que se transformam ao longo das duas horas."

Guilherme Bakunin

7.0

10/02/2018
"O tom é auto-indulgente (o humor negro se interfere de forma nada orgânica nas cenas), o desenvolvimento dos personagens é banal ( Rockwell sabotado) e McDonagh se excede na busca pelo alcance dramático do conjunto com muitas cenas de mau gosto."

Rafael W. Oliveira

3.0

04/03/2018
"Um roteiro criativo que dosa muito bem a seriedade e a tensão de sua premissa original com um humor ácido e ágil, repleto de grandes diálogos, com atuações magistrais de Frances McDormand, Sam Rockwell e Woody Harrelson."

Léo Félix

8.0
Usuários (47)

26/06/2018
"Temos um excelente plano sequência. Temos um monte de personagens caricatos, incluindo a protagonista que não sai do seu macacão nem para um jantar romântico (mesmo que seja de "faz de conta") e temos mais coisas que não gostei e fiquei sem espaço aqui."

Alejandro Javier

5.5

23/05/2018
"Fantástico, certamente merecia também o oscar de melhor filme. Mcdormand impecável em cena, mas Rockwell e seu desvirtuado personagem protagonizam as melhores cenas do ano. O final ambíguo deixa a desejar, mas não impacta a obra como um todo."

Luiz Fernando Perugia

9.0

26/04/2018
"Tiro o chapéu para as performances de McDormand e Rockwell, mas não as vejo nem de longe merecedoras da estatueta."

Julliano Guerrero

6.0

25/04/2018
"Obra que mal aproveita o material que tem em mãos, transitando seu tom entre o cômico e o trágico numa ode ao pior que se poderiam fazer com o ótimo roteiro."

Gabriel Fagundes

4.0

13/03/2018
"O roteiro é interessante e muito problemático ao mesmo tempo.Com situações(drama pesado e humor negro)que não funcionam.Ainda assim,é um bom filme.Mildred Hayes é o terror."

Araquem da Rocha

7.0

03/03/2018
"Partindo do absurdo, McDonagh usa de suas quebras de expectativa e humor negro para mostrar as diferenças e os embates morais daqueles personagens, já incluídos num ambiente de fortes tensões, mesmo que acabe caindo em esterótipos ou mudanças repentinas."

Bruno Kühl

7.0

02/03/2018
"O primeiro real acerto de McDonagh traz um punhado de cenas memoráveis em um drama no qual o humor negro se infiltra de modo inesperado. Dormand agarra um dos papéis de sua vida e tem como parceiro um Rockwell novamente inspirado."

Patrick Corrêa

9.0

01/03/2018
"Há quem aponte mil e um defeitos, mas isso parece coisa de crítico amador tentando ser um crítico exigente. A trama é muito boa, com desenlaces mirabolantes e inesperados, sem falar na habilidade que o diretor teve de construir cada personagem."

RONIEL GOSLLOSVOSCKHY

9.5

01/03/2018
"num flashback desnecessário, a mãe "deseja" que a filha fosse estuprada, o que exemplifica bem o mau gosto e o excesso de exposição que impedem o filme de se tornar o que realmente pretendia, se salva por alguns bons momentos."

Pedro

5.0

28/02/2018
"Roteiro que foge do comum. Atuações fortes e um tema pesado. Um final a lá irmãos Cohen. 2 hs de um bom filme."

Cassio Lopes

8.0

28/02/2018
"Faltou a coragem (ou a genialidade?) de um Friedkin, PTA ou Coen para se assumir enquanto nonsense e politicamente incorreto legítimos, mas há imenso poder na maioria de suas passagens a despeito da frouxidão e da incoesão que incomodou tantos."

Diego Henrique Silveira Damaso

7.5

26/02/2018
"O roteiro conecta um jogo de personagens amorais e densos, construindo diversas camadas para cada um, e abusando da ironia e de reviravoltas. As atuações carregadas de agressividade aumentam o fôlego do filme. Destaque para a iluminação e a trilha sonora."

Bill Coln

8.0

25/02/2018
"Três Anúncios lembra muito um filme dos irmãos Coen pelo humor ácido, mesmo em situações graves, e por ter McDormand, a musa dos Coen, como protagonista. A atriz, aliás, tem aqui nova chance de levar o Oscar, 21 anos depois de Fargo."

Edward Jagger DeLarge

10.0

23/02/2018
"Filme carregado de ódio e sofrimento, que traz nas interpretações dignas de Oscar de McDormand e Rockell seu maior exito. Há algumas conveniências e final que pode decepcionar. Ainda sim cheio de grande diálogos."

Marques Chery M.K

8.5

22/02/2018
"Caricatural e apelativo, perdido entre a crítica séria e o deboche hipócrita, com personagens que, quando não são unilaterais e descartáveis, vão de A para B como se tivessem um interruptor nas costas. A derrapada que fez a carreira de Mcdonagh."

Guilherme Algon

5.0

13/04/2018
"O elenco carrega o filme de roteiro as vezes preguiçoso mas nunca desinteressante."

Rodrigo Miranda de Andrade

8.0

26/02/2018
"O tom alto-indulgente prejudica toda a experiência. A busca por redenção dos personagens é tema recorrente em Hollywood, mas aqui poderia ser um pouco menos inverossímil. E o personagem do anão é o exemplo clássico de "não tem por quê". Frustrante."

Vinícius De Vita

4.5

18/02/2018
"O tom teatralizado não tira o brilho da obra: como encarar o ódio, o sentimento de impunidade, de injustiça, a angústia. Personagens multidimensionais. Excelente."

Alan Nina

8.5

16/02/2018
"Começa com uma premissa interessantíssima, mas depois derrapa em tudo que faz. Se apresenta como explosivo em sua dramaticidade, que acaba prejudicando a narrativa e os personagens. David O. Russell fazendo escola"

Paulo Matheus

5.0

15/02/2018
"O roteiro tem algumas tomadas de cisão que não gostei muito, mas é um filmaço. A direção é ótima, tecnicamente é muito bom e o trio McDormand, Rockwell e Harrelson está impecável. Ótimo filme dos melhores do Oscar desse ano."

Thiago Cavalcante Hércules

8.5

20/03/2018
"Vale muito mais pelas atuações do trio Harrelson, Rockwell e McDormand. As aparições da namorada burra, Penelope, são desnecessárias, sem graça e destoam demais do humor negro que existe no filme."

Seja Lá Quem Tiver Sido

7.5

14/02/2018
"O ódio como combustível para continuar e seguir em frente. Com seu humor negro já tradicional, McDonagh cria personagens complexos em busca de paz e redenção e no final das contas, deixa uma pitada de esperança no que resta de humanidade nos personagens."

Bruno Ricardo de Souza Dias

8.0

13/02/2018
"O filme é uma piada do início ao fim. E uma piada bem ruim, diga-se de passagem."

Pedro Degobbi

3.0

11/02/2018
"Emocionante, com atuações comoventes, roteiro muito bem elaborado, difícil Frances McDormand não ganhar o oscar de melhor atriz, difícil apontar outra atuação tão impecável de Sam Rockwell!"

Marcelo Brendon Melo Rodrigues

8.5

09/02/2018
"o filme vive de uma aurea sem novidades, parece que tudo o que tem nele já foi visto, só que não haviam três anúncios. Isso não exclui os seus bons momentos, mas que no final, tornam o todo bem irregular"

Igor Guimarães

6.0

05/02/2018
"Aula de humor negro. McDormand e Rockwell estão um absurdo."

Matheus Castelo Branco

8.5

12/02/2018
"Tem muito a dizer sobre o ódio e a toxicidade da natureza humana, e conta com um humor negro afiadíssimo. Algumas (poucas) cenas soam deslocadas, mas ainda assim é um filmão - com destaque para os ótimos trabalhos da McDormand e do Rockwell"

Felipe Galeno

8.5

28/01/2018
"A proposta é interessante, mas McDonagh deveria continuar fazendo os filmes de humor negro ácido que o levaram ao reconhecimento. Usa de uma boa discussão - racismo, homofobia, violência doméstica - para entregar um filme frágil e pouco convincente."

Pedro Ruback

6.0

26/01/2018
"VIBRANTE! Eu demorei alguns minutos, mas aceitei o desfecho! Aceito que o desenvolvimento sobre uma América onde ninguém se entende seja mais importante que um desfecho nítido. Direção nota 10."

Anderson Plácido de Brito

8.5

25/01/2018
"Peca pelo maniqueísmo maçante na primeira metade. Mas o ato final compensa."

André Oliveira de Araujo Ferreira

8.0

24/01/2018
"Excelente história, muito bem contada, envolve facilmente mas não dá início de começo que será tão complexa. O grande destaque são os personagens, nada categorizados e na verdade bastante humanos - e errantes até demais. Ficamos sem a justa vingança."

Adriano Augusto dos Santos

8.5

23/01/2018
"Roteiro sai do clichê dos romances policiais: não foca em: Investigações, Descobertas, Possíveis Motivações do Assassino. Expõe com maestria a mudança de perspectiva dos personagens e as consequências de seus atos. Excelente elenco."

Moreno Moreira

8.0

21/07/2018
"Não é muito mais que um wannabe dos Coens com algumas boas ideias dispersas num todo mal organizado, que tem dificuldade em firmar o tom, cambaleando entre o trágico e o cômico, sem o equilíbrio dos irmãos diretores."

Júnior Souza

5.5

17/02/2018
"McDonagh volta aos bons tempos de In Bruges para tratar novamente de temas como culpa, violência e busca por redenção, equilibrando com talento drama e bom humor. Dentro de um elenco homogeneamente inspirado, destaque para a excelente McDormand. Filmaço!"

Diego de Mendonça Costa

8.0

12/01/2018
"McDonagh reduz no humor (embora esteja ali) e entrega boa parte da condução aos atores. O resultado é um suspense competente que não se entrega ao moralismo tentador. McDormand e Rockwell gigantes em tela."

João Vitor G. Barbosa

7.0

12/03/2018
"Raiva, culpa e violência. Martin McDonagh elabora seu filme em comunhão com essas três constantes da vida. Mas precisamente sob o olhar de uma mulher que, em busca de justiça, é capaz de ser tudo isso ao mesmo tempo. Certamente um dos melhores de 2018."

Zacha Andreas Lima

8.0

10/01/2018
"É um drama contundente com aquela cara de cinema americano, imbuído de um espírito nacionalista às avessas e com um ranço de ódio que insiste em existir na sociedade americana. Mas nem tudo funciona, como os escapes humorísticos e a trilha sonora ruim."

Eliezer Lugarini

7.0

08/01/2018
"Frances McDormand , Woody Harrelson e Sam Rockwell com suas atuações já valeriam o filme. Porém este vai mais longe ao apresentar um roteiro deliciosamente irônico e um final pra lá de poético!"

Lucas Reis

9.0

08/01/2018
"Algumas passagens de humor explorando o lado passivo-agressivo dos personagens soam fora de contexto, mas nas cartas inspiradas e no desfecho pouco usual, o filme conquista."

Pedro Luis Santos Miranda

7.5

07/01/2018
"É espetacular até o final do 2º ato: é poderoso, instigante e tem grandes atuações. A jornada de ódio é bem desenvolvida, e uma série de eventos inevitáveis chocam. O problema está no roteiro que abusa de conveniências (inúteis) e num final destoante."

Kennedy

8.0

07/01/2018
"Ótimo filme que poderia ser mais. O desfecho é um pouco covarde, cria toda uma expectativa pra no fim deixar apenas para a imaginação do espectador. O elenco está impecável e Sam Rockwell rouba a cena, magnifica atuação!"

Henrique André Santana

8.0

23/02/2018
"Muito bom"

Lucas Moreira

8.5

05/01/2018
"Lindo, simples, e irônico pra caralho."

Alexandre N. Magno

10.0

24/02/2018
"Um desses que, por mais formulado que seja pra safra de Oscar, tudo é tão delicioso de se assistir (as sacadas visuais, por exemplo) que o mergulho nesse mundo tipicamente estadunidense beira o irresistível, e tem McDormand sendo McDormand! Isso!"

Douglas Rodrigues de Oliveira

6.0

31/12/2017
"Um lindo trabalho de evolução de personagens, ancorado por um elenco nada menos que excepcional. Rockwell, Harrelson, Dinklage e (principalmente) Frances são a alma (ironicamente) de um filme sem esperanças."

Renan Paiva

10.0

30/12/2017
"Com um roteiro poderosíssimo, 3B é um longa lotado de personagens dúbios, situações complexas e momentos assombrosamente hilários, nesse festival de humor negro recheado de atuações antológicas. McDormand e sua caça a um estuprador já é clássico."

Gustavo Hackaq

9.0

21/10/2017
"Um dos melhores roteiros do ano, com uma trama de temas fortes, que caminha entre drama e comédia enquanto constrói personagens sólidos e robustos. E sem se tornar repetitivo ou previsível. Frances McDormand e Sam Rockwell sensacionais."

Gabriel Frati

8.5
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
• #45 60 anos de Tim Burton
• #44 Meu Amigo Totoro
• #43 Missão: Impossível - Efeito Fallout
• #42 Filmes da Sessão da Tarde
• #41 Batman: O Cavaleiro das Trevas
• #40 100 anos de Ingmar Bergman
• #39 Os Incríveis 2
• #38 Era Uma Vez no Oeste
• #37 Jurassic Park e Jurassic World
• #36 O Bebê de Rosemary
• #35 A Noite dos Mortos-Vivos e Despertar dos Mortos
• #34 Han Solo: Uma História Star Wars
• #33 Deadpool 2
• #32 Um Corpo que Cai
• #31 Stephen King no Cinema
• #30 Vingadores: Guerra Infinita
• #29 A Franquia 007
• #28 Um Lugar Silencioso
• #27 2001: Uma Odisseia no Espaço
• #26 Jogador Nº1
• #25 Planeta dos Macacos
• #24 Quentin Tarantino
• #23 75 anos de David Cronenberg
• #22 Projeto Flórida
• #21 Trama Fantasma
• #20 Três Anúncios Para um Crime e Lady Bird
• #19 Oito e Meio de Fellini
• #18 A Forma da Água
• #17 The Post e os filmes de Jornalismo
• #16 Indicados ao Oscar 2018!
• #15 20 Anos de Titanic
• #14 Nostalgia Cinéfila - Especial 15 Anos!
• #13 Melhores de 2017
• #12 Star Wars: Episódio VIII - Os Últimos Jedi
• #11 Especial Natalino
• #10 Assassinato no Expresso Oriente
• #9 Onde os Fracos Não Têm Vez
• #8 Liga da Justiça
• #7 Stranger Things
• #6 45 anos de O Poderoso Chefão
• #5 Branca de Neve e os Sete Anões
• #4 Halloween
• #3 Blade Runner / Blade Runner 2049
• #2 De Volta Para o Futuro
• #1 Os Goonies
• #0 O Piloto
 LEIA TAMBÉM
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2018)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE