FILMES CRÍTICAS NOTÍCIAS PERFIS TRILHAS TOPS PREMIAÇÕES ARTIGOS COMENTÁRIOS FÓRUNS   SÉRIES PUBLICIDADE
CENTRAL DE USUÁRIOS   |    CADASTRE-SE   |   ENTRAR
   
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS
TOPS
PREMIAÇÕES
ARTIGOS
COMENTÁRIOS
FÓRUNS

SÉRIES
CADASTRE-SE   |   ENTRAR
PERFIL
foto de Anthony Minghella

Anthony Minghella

• Idade: 54 anos
• Nascimento: 06/01/1954
• Falecimento: 18/03/2008
• País de nascimento: Reino Unido
• Local de nascimento: Ryde, Ilha de Wight

Segundo críticos ingleses, sua carreira no cinema, de filmes excessivamente românticos, não faz jus ao seu talento como dramaturgo e encenador de teatro

Anthony Minghella ficou conhecido do grande público internacional depois que venceu o Oscar de melhor diretor por O Paciente Inglês (1997). A grande parte dos críticos ingleses diz, no entanto, que seus adocicados filmes hollywoodianos estão longe de representar a grande arte desse dramaturgo e elogiado encenador do teatro, onde foi mais admirado e exerceu a maior parte da carreira.

Filho de um casal dono de uma sorveteria na Ilha de Wight (o pai tinha origem italiana e a mãe, escocesa), na costa britânica, Minghella morreu em decorrência um caso raro de câncer, nas amídalas. Ele sofreu uma hemorragia cerebral após uma cirurgia para conter o avanço da doença. Tinha 54 anos.

Minghella trabalhava então na escritura e na encenação, para o Metropolitan Opera, de uma nova peça do compositor Osvaldo Golijov, prevista para estrear apenas em 2011 – ele vinha de uma controversa uma versão de Madame Butterfly, sua primeira ópera. Seu trabalho mais recente foi um piloto de série de The No. 1 Ladies Detective Agency, uma adaptação, que tanto gostava de fazer, do livro de Alexander McCall, filmado em Botswana, no sul da África.

Seu primeiro filme foi Um Romance do Outro Mundo (Truly Madly Deeply, 1990) – considerado o Ghost - Do Outro Lado da Vida inglês – para a televisão, mesmo ano em que se juntou ao diretor Sydney Pollack para fundarem a Mirage, uma empresa independente que trabalhou em estreito apoio de distribuição e produção com a então Miramax dos irmãos Weinstein. Minghella também foi diretor do British Film Institute.

Nascido em 6 de Janeiro de 1954, usou o tema da imigração e da aceitação do estrangeiro como seus principais temas. Pianista de formação, foi baterista de duas bandas pop, Earthlight e Dancer. Era casado com a coreógrafa Carolyn Choa e tinha uma filha, Hannah. Faz parte da geração de diretores de teatro ingleses que, produzidos por Scott Rudin, chegaram à tela grande – Sam Mendes, Nicholas Hytner e Trevor Nunn são alguns deles.

Apaixonado por futebol (era torcedor do Portsmouth), nunca completou o doutorado que começou a fazer na Universidade de Hull sobre Samuel Beckett. Começou a carreira como roteirista e editor do seriado de bonecos Grange Hill, Inspector Morse e The Storyteller: Greek Myths. Em 1984, venceu o London Theatre Critics pela peça Made in Bangkok, dentre as inúmeras que escreveu.

Em 1993, fez Um Amor de Verdade (Mr. Wonderful), o único que não escreveu o roteiro, um equívoco com Matt Dillon, Mary-Louise Parker e William Hurt. Levou um ano e meio (18 meses) para escrever O Paciente Inglês – só terminou depois que se isolou da família e dos amigos por quase um ano. Filmado na Tunísia e na Itália, a adaptação de obra homônima do escritor canadense Michael Ondaatje (vencedora do Pullitzer) ficou pronta depois de dois longos e extenuantes anos de filmagens, que podem ser percebidos pela inconstância da narrativa do filme.

The English Patient, o filme, venceu 9 Oscar, tendo cometido a proeza de ter recebido 12 indicações sem que ninguém o tivesse visto – foi exibido apenas uma semana num único cinema em Los Angeles, apenas para se tornar elegível.

Minghella faria melhor no filme seguinte, na verdade filmado antes, em 1999, O Talentoso Mr. Ripley, que ficou quatro anos esperando para ser lançado pelo estúdio, que não acreditava no sucesso da fita, um complexo thriller psicológico. Cold Mountain, baseado num xaroposo best-seller de Charles Frazier sobre um amor impossível durante a Guerra Civil Americana, foi filmado na Romênia com um inglês (Jude Law) no papel do herói.

De volta à Inglaterra natal, fez seu primeiro fracasso total de crítica e público, Invasão de Domicílio (Breaking and Entering, 2006), seu primeiro roteiro original. Em 2005, fez um documentário favorável ao ex-primeiro ministro trabalhista britânico Tony Blair, então em baixa por conta da invasão do Iraque que tanto apoiou, que lhe gerou muitas críticas.

Por Demetrius Caesar, em 19/03/2008

Filmografia
Direção (6)
• Invasão de Domicílio (2006)
• Cold Mountain (2003)
• Talentoso Ripley, O (1999)
• Paciente Inglês, O (1996)
• Amor de Verdade, Um (1993)
• Romance de Outro Mundo, Um (1990)
Roteiro (7)
• Nova York, Eu te Amo (2009)
• Nine (2009) ... roteiro
• Invasão de Domicílio (2006)
• Cold Mountain (2003) ... roteiro
• Talentoso Ripley, O (1999) ... roteiro
• Paciente Inglês, O (1996) ... roteiro
• Romance de Outro Mundo, Um (1990)
Fórum
Não há tópicos em aberto. Seja o primeiro a criar!
Todas as informações aqui contidas são propriedades de seus respectivos produtores. Sugestões? Reclamações? Elogios? Faça valer sua opinião, escreva-nos!
 CINEPLAYERS CAST
CP Cast
• #002 De Volta Para o Futuro
• #001 Os Goonies
• #000 O Piloto
 LEIA TAMBÉM

 ALGUNS TRABALHOS

 Talentoso Ripley, O
(Talented Mr. Ripley, The, 1999)

 Paciente Inglês, O
(English Patient, The, 1996)
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017) - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

CENTRAL DE USUÁRIOS
FILMES
CRÍTICAS
NOTÍCIAS
PERFIS
TRILHAS SONORAS
HOME CINEMA
TOPS
COMENTÁRIOS
ARTIGOS
PREMIAÇÕES
JOGOS
FÓRUNS
PAPÉIS DE PAREDE
MAIS ASSISTIDOS
EQUIPE
NOSSA HISTÓRIA
CONTATO
PERGUNTAS FREQUENTES
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
ESPECIAL A NOVA HOLLYWOOD
ESPECIAL WES CRAVEN
CHAT
MAPA DO SITE
API CINEPLAYERS
ANUNCIE CONOSCO
         
CINEPLAYERS LTDA. (2003 - 2017)

           
 USUÁRIOS
 + ASSISTIDOS
 EQUIPE
 HISTÓRIA
CONTATO
FAQ
PROMOÇÕES
ESTATÍSTICAS
WES CRAVEN
MAPA DO SITE
API
ANUNCIE