Saltar para o conteúdo

Artigos

7+: Cinema Marginal

As recentes morte do cineasta Carlos Reichenbach e estreia de Febre do Rato, de Cláudio Assis, trazem à tona um gênero transgressor que, décadas após o período repressivo que propiciou sua origem, permanece discriminado - em grande parte - pelo genial nome que o designa: Cinema Marginal.

 

7. Matou a Família e foi ao Cinema (1968), de Júlio Bressane

 

 

6. O Profeta da Fome (1970), de Maurice Capovila

 

 

5. A Mulher de Todos (1969), de Rogério Sganzerla

 

 

4. Meteorango Kid (1969), de André Luiz Oliveira

 

 

3. A Margem (1967), de Ozualdo Ribeiro Candeias

 

 

2. Bang Bang (1971), de Andrea Tonacci

 

 

1. O Bandido da Luz Vermelha (1968), de Rogério Sganzerla

Comentários (21)

J Correa | sábado, 30 de Junho de 2012 - 05:06

Garganta Profunda 😏

J Correa | sábado, 30 de Junho de 2012 - 05:07

Bang Bang está na lista, to quase lá.

Rodrigo Torres | sábado, 30 de Junho de 2012 - 06:49

Boa, J Correa!

Ps.: Só agora percebi quão foda é o teu avatar! 😲

Angelão | sábado, 30 de Junho de 2012 - 09:24

"Boa, J Correa!

Ps.: Só agora percebi quão foda é o teu avatar!" (2)

Faça login para comentar.