Saltar para o conteúdo
Aventura Comédia Fantasia

Alice Através do Espelho

(Alice Through the Looking Glass, 2016)
6,2
Usuários
77 votos
?
Sua nota
Direção
James Bobin
Roteiro:
Linda Woolverton (roteiro), Lewis Carroll (livros)
Gênero:
Aventura, Comédia, Fantasia
Origem:
Estados Unidos, Reino Unido
Estreia:
26/05/2016
Duração:
108 minutos

Filmes Relacionados

Alice está comandando o Maravilha, navio herdado do pai. Mas sua mãe perde a casa da família e a embarcação é colocada como garantia. Desesperada Alice, sai correndo e entra em um misterioso espelho, voltando ao País das Maravilhas. Lá descobre que o Chapeleiro está muito doente e rapidamente decide entrar numa jornada para salvá-lo. Sequência de Alice no País das Maravilhas, sucesso de 2010 adaptado dos livros de Lewis Carroll.

Elenco

Mia Wasikowska
Alice Kingsleigh
Johnny Depp
Chapeleiro Louco
Helena Bonham Carter
Rainha Vermelha
Anne Hathaway
Rainha Branca
Sacha Baron Cohen
Tempo
Michael Sheen
Coelho Branco (voz)
Stephen Fry
Gato de Cheshire (voz)
Paul Whitehouse
Lebre de Março (voz)
Barbara Windsor
Ratazana (voz)
Timothy Spall
Bayard (voz)
Matt Lucas
Tweedledee / Tweedledum
Alan Rickman
Lagarta Azul (voz)
Matt Vogel
Wilkins (voz)
Lindsay Duncan
Helen Kingsleigh
Rhys Ifans
Zanik Cartola
Leo Bill
Hamish Ascot
Geraldine James
Lady Ascott
Ed Speleers
James Harcourt
Meera Syal
Nobody (voz)
Richard Armitage
Rei Oleron

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Razoavel

  • O visual é bonito,e para por aí.

  • Muito superior ao primeiro, mas ainda passa longe de ser um bom filme. A estética é bonita no geral, sendo o maior ponto forte. As atuações são caricatas, mas aceitáveis num filme do gênero, menos Anne Hathaway, que está péssima!

  • muito bom filme

  • Mais fraco que o anterior, segue legal mas a história é bem pobre. Problema repentino do Chapeleiro, algumas situações não muito interessantes. Há vários personagens, mas poucos aparecem pra valer. Baron Cohen e as piadas sobre o tempo é a boa novidade.

  • É melhor que o pavoroso filme anterior, principalmente pelo visual superior e por um ritmo mais rápido, apesar da trama ser tão ruim quanto. Helena Bonham Carter segue roubando as cenas, e é triste ouvir as últimas falas de Alan Rickman, ainda que breves

  • Com um roteiro menos mastigado, ATTLG brinca de forma engenhosa com o conceito de tempo, usando um pontapé quase como MacGuffin para explorar os dilemas familiares dos personagens e nossa relação com o passado, injetando novamente veia feminista.

  • Carrega o tom fabulesco e colorido do Burton até bem. Helena Bonham Carter de novo salvando o filme. Nao é uma maravilha (quase mesmo nível do Tim Burton) e muito menos a porcaria que disseram por aí. Ah e Johnny Depp passa menos vergonha.

  • Bem melhor que o anterior, com um roteiro mais mastigado, com sacadas didáticas sobre o tempo e a mensagem positiva da Disney. Pra quem foi ver com baixa expectativa, deu pra sair com um leve riso de canto. Mas ainda é pouco pra riqueza de tal universo.

  • Até que tem seu charme pelo visual. HIstória fraquinha da silva mas entretém e por isso até posso chamá-lo de aceitável apesar de alguns buracos bastante óbvios no roteiro.

Comentários (0)

Faça login para comentar.