Saltar para o conteúdo
Fantasia Aventura Ação

Batman vs Superman: A Origem da Justiça

(Batman v Superman: Dawn of Justice, 2016)
5,3
Cineplayers
11 votos
6,2
Usuários
366 votos
?
Sua nota
Direção
Zack Snyder
Roteiro:
David S. Goyer (roteiro), Chris Terrio (roteiro), Zack Snyder (história), Jerry Siegel (criador superman), Joe Shuster (criador superman), Bob Kane (criador batman)
Gênero:
Fantasia, Aventura, Ação
Origem:
Estados Unidos
Estreia:
24/03/2016
Duração:
151 minutos

Filmes Relacionados

Temendo as ações e o poder sobrenatural do Homem de Aço, Batman parte para cima do Superman. Ao mesmo tempo, o mundo reflete sobre o tipo de herói que necessita para manter a segurança. Durante esse tempo, Lex Luthor ressurge com uma nova ameaça para a humanidade - Doomsday.

Elenco

Ben Affleck
Bruce Wayne / Batman
Henry Cavill
Clark Kent / Superman
Amy Adams
Lois Lane
Gal Gadot
Diana Prince / Mulher Maravilha
Jesse Eisenberg
Lex Luthor
Jeremy Irons
Alfred Pennyworth
Holly Hunter
Senadora June Finch
Diane Lane
Martha Kent
Laurence Fishburne
Perry White
Callan Mulvey
Anatoli Knyazev
Scoot McNairy
Wallace Keefe
Tao Okamoto
Mercy Graves
Harry Lennix
Calvin Swanwick
Michael Cassidy
Jimmy Olsen
Sammi Rotibi
General Amajagh
Brandon Spink
Bruce Wayne - criança
Lauren Cohan
Martha Wayne
Kevin Costner
Jonathan Kent
Jason Momoa
Aquaman / Arthur Curry
Ezra Miller
The Flash

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Sem um foco específico e com um terceiro ato besta, BvS se firma apenas como mais uma bagunça do megalomaníaco mundo dos super-heróis, por mais que seja possível notar um esforço em trazer alguma densidade, embora tudo se resuma a tentativas tolas.

  • Há bons momentos e ideias (embora mal desenvolvidas), mas no geral é um filme narrativamente caótico, com fatos aleatórios e sem motivação, falta de foco e um terceiro ato incompreensível (com o tradicional excesso de efeitos especiais). Fraco, bem fraco.

  • É preciso paciência para cavar no tanto de bobagem que Zack Snyder comete para encontrar um filme agradável. Ele está em Ben Affleck, em Amy Adams, no perfeito encontro da Trindade, mas ele definitivamente passa longe do seu mentor. Ainda assim, diverte.

  • Conseguiram diminuir a obra de Nolan, ao diminuir Batman a um coadjuvante banal e desinteressante.

  • Ainda mais errático que o antecessor, extenso, sombrio e inócuo ao nível do insuportável — até em seus "grandes momentos". Que feito! Triste desperdício.

  • A primeira 1h30 é só lenga-lenga preparando o terreno pro aguardado embate entre os protagonistas (que ocorre sem motivações lá muito plausíveis). As cenas de ação salvam o filme, mas falta empatia aos personagens, além de um roteiro mais objetivo.

  • A descaracterização dos personagens a favor de um roteiro que não consegue entreter tanto assim e toma uma diversidade de fáceis resoluções não agrada nem os fãs, que não veem fidelidade, e nem os casuais, já que as lutas são fracas e muito pirotécnicas.

Comentários (0)

Faça login para comentar.