Saltar para o conteúdo
Drama

Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo

(Foxcatcher, 2014)
7,6
Cineplayers
9 votos
7,3
Usuários
288 votos
?
Sua nota
Direção
Bennett Miller
Roteiro:
E. Max Frye (roteiro), Dan Futterman (roteiro)
Gênero:
Drama
Origem:
Estados Unidos
Estreia:
22/01/2015
Duração:
130 minutos
Prêmios:
72° Globo de Ouro - 2015, 67° Festival de Cannes - 2014, 87° Oscar - 2015

A história real dos irmãos e lutadores Mark (Channing Tatum) e Dave Schultz (Mark Ruffalo) e o relacionamento complicado com o excêntrico John Eleuthère Du Pont (Steve Carell), milionário que constrói um centro de treinamento em luta-livre e passa a patrocinar os irmãos Schultz.

Elenco

Channing Tatum
Mark Schultz
Steve Carell
John E. du Pont
Mark Ruffalo
David Schultz
Anthony Michael Hall
Jack
Sienna Miller
Nancy Schultz
Vanessa Redgrave
Jean du Pont
Guy Boyd
Henry Beck
Brett Rice
Fred Cole
Dan Anders
General
Francis J. Murphy III
Wayne Kendall
Jane Mowder
Rosie
Daniel Hilt
Roberto Garcia
Roger Callard
Piloto de helicóptero
Stephanie Garvin
Convidada de gala
Alan Oppenheimer
Narrador (Dinastia du Pont)

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Uma desconstrução intensa do exasperado patriotismo estadunidense, é verdade - mas o grande triunfo de Foxcatcher reside na excelência de Miller como diretor e na sutileza com a qual se fala sobre fracasso e solidão. A composição de Carell é brilhante.

  • Um interessante drama de Miller que repete o tom de distanciamento e frieza de Moneyball. O que basicamente sustenta o filme são as interpretações e a dinâmica entre o trio protagonista.

  • Um drama e clima com teor psicológico denso.Ritmo frio e lento ,mas o filme é bom e prende a atenção.Mas o grande destaque são as atuações fenomenais dos atores.Até Channing Tatum está incrivelmente bem.

  • U.S.A., U.S.A., U.S.A....

  • Três homens e suas dificuldades com a verbalização. Miller dirige de forma contida o que, até agora, é seu melhor filme e com elenco mais poderoso.

  • Todo o silêncio, os extremos do corpo e mente e a complexidade das relações humanas são ainda mais reforçados com a direção precisa de Miller, que conduz um filme atmosférico, pesado, de várias camadas e de personagens tão humanos quanto imprevisíveis.

  • Tatum e Ruffalo e principalmente Carell destrói na atuação, mas Miller peca na direção e o roteiro não é bom também.

  • Steve Carell em um dos seus melhores momentos na carreira. Porém, Miller constrói uma atmosfera muito fria para um filme sobre o tema, algo que o diretor já havia feito com qualidade anteriormente. Uma pena, pois fica devendo.

  • Possui uma atmosfera instigante, mas ao mesmo tempo distante e que coloca os personagens fora do alcance, no fim acaba se tornando negativamente frio, por mais que a desconstrução da America seja num todo, eficiente.

  • pessimo desfecho...so entende quem conhece a historia original

Comentários (0)

Faça login para comentar.