Saltar para o conteúdo
8,4
Usuários
155 votos
?
Sua nota

Retrata o inferno dos tripulantes de um submarino alemão que, em 1942, sofreu durante a 'Batalha do Atlântico'. De modo realista conhecemos como um simples submarino lutava contra navios gigantescos dos Ingleses e todo o sofrimento de quando eram atacados. Produção alemã indicada a 6 Oscar.

Elenco

Jürgen Prochnow
Capitão Lt. Henrich
Herbert Grönemeyer
Lt. Werner
Klaus Wennemann
Der Leitende
Hubertus Bengsch
Primeiro Tenente
Martin Semmelrogge
Segundo Tenente
Bernd Tauber
Kriechbaum
Erwin Leder
Johann
Martin May
Ullman
Günter Lamprecht
Capitão do Weser
Otto Sander
Phillip Thomsen
Uwe Ochsenknecht
Chefe Bosun

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Um épico marinho que impressiona pela arquitetura visual e dramática, levando o espectador para dentro de uma rotina exaustiva, refletida também na sua extensa duração.

  • Um dos filmes mais influentes e importantes do gênero, com uma direção ousada e inspirada de Petersen, além de uma parte técnica minimalista ao extremo. A longa duração, no entanto, tira bastante ritmo da obra (a versão de cinema deve ser melhor).

  • Um dos filmes alemães mais cara da época, 6 indicações a Oscar, filme realístico e que contou c a ajuda de dois marujos do real U-96, os alemães visto como humanos numa guerra onde foram os vilões...

  • Um combate submarino tratado com realismo,a difícil situação de não ter escapatória embaixo d'agua. Um desfecho triste mas muito interessante. Um grande filme.

  • O ambiente fechado, sujo e aterrorizante; a câmera passeando por aqueles corredores estreitos e pela angústia de homens fadados a um destino desconcertante. Um belíssimo exemplar de cinema sensorial, ainda que um tanto longo.

  • Muito Bom

  • Muito bem dirigido e consegue causar certa tensão, criamos empatia de tal modo pelos personagens que mal percebemos que estamos torcendo por nazistas. A longa duração não se justifica pois alguns momentos no mesmo cenário acabam ficando repetitivos.

  • Em termos de Cinema percepção, poucas obras foram tão contundentes quanto Das Boot. Os horrores bélicos se fundem à loucura do isolamento e o resultado é um agonizante inferno aquático sem precedentes.

  • É muito bem criado. As cenas claustrofóbicas são as melhores.

  • Da trilha sonora adaptavel, dos corredores estreitos, da atmosfera claustrofóbica, da transgressão da sensação de confinamento, tem até na lentidão narrativa um elemento de cumplicidade. E o final não poderia ser diferente.

Comentários (0)

Faça login para comentar.