Saltar para o conteúdo
7,7
Cineplayers
15 votos
7,9
Usuários
759 votos
?
Sua nota
Direção
James Cameron
Roteiro:
James Cameron, Gale Anne Hurd
Gênero:
Romance, Ficção Científica, Ação
Origem:
Reino Unido, Estados Unidos
Duração:
108 minutos

Um ciborgue aparentemente indestrutível é enviado do futuro para matar Sarah Connor, que está para gerar um filho que poderá destruir o reinado das máquinas sobre os homens no século XXI.

Elenco

Bill Paxton
Líder Punk
Arnold Schwarzenegger
Exterminador
Earl Boen
Dr. Peter Silberman
Linda Hamilton
Sarah Connor
Michael Biehn
Kyle Reese
Paul Winfield
Tenente Ed Traxler
Lance Henriksen
Detetive Hal Vukovich
Bess Motta
Ginger Ventura
Brian Thompson
Punk
Dick Miller
Vendedor de armas
Marianne Muellerleile
Outra Sarah
Rick Rossovich
Matt Buchanan

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Uma perseguição alucinante que captura a atenção até o final e é o suficiente para levar o enredo adiante.

  • Uma combinação extremamente eficiente de ação, ficção científica, suspense e terror; sustentados por um James Cameron que entrega um engenhoso roteiro e uma direção absurdamente intensa e segura, resultando em um dos maiores clássicos modernos do cinema.

  • Um ótimo exemplo de como driblar problemas de orçamento e fazer um filmaço msm assim. Mesmo com efeitos hoje datados, é um sci-fi q mistura o lado mais cerebral com a ação desenfreada de forma marcante, além dos ótimos personagens

  • Um novo clássico do cinema que não cansamos de rever. É incrível a força do roteiro e o seu tom realista, já com bons efeitos especiais que depois vieram atingir excelência na sua continuação.

  • Um James Cameron contido, mas ainda inovador.

  • Um filme de robô, com sentimentos mais do que humanos, tensão afiada, elenco inspirado e ação de sobra. Um clássico dos anos 80, graças ao trabalho de seu diretor, que bem soube captar a aura dos tempos de discoteca e aliá-la uma ficção de primeira!

  • Um clássico com trio de protagonistas marcante, que prova que não é preciso orçamentos milionários para se fazer um filme, mas sim ter uma grande ideia e um bom roteiro em mãos. Pena que hoje os efeitos especiais estejam datados²

  • Tem como o principal ponto forte ser o marco inicial de tudo. Porém, mesmo tendo sua dose de adrenalina e interesse, é impossível ignorar que Cameron melhoraria muito cada aspecto técnico-catártico, sobretudo os efeitos especiais, para o segundo filme.

  • Talvez o maior filme B de todos. Em poucas cenas e raras explicações constrói um universo que permite desdobramentos e aonde era possível projetar dimensão maior à história.E tudo isso aconteceu depois. Nenhuma sequência parece além do necessário.É exat

  • Schwarzenegger imortaliza seu nome com um personagem ímpar, frio e eterno.

Comentários (0)

Faça login para comentar.