Saltar para o conteúdo
6,5
Cineplayers
9 votos
7,0
Usuários
183 votos
?
Sua nota
Direção
Fede Alvarez
Roteiro:
Fede Alvarez, Rodo Sayagues
Gênero:
Suspense, Terror
Origem:
Estados Unidos
Estreia:
08/09/2016
Duração:
88 minutos

Grupo de amigos invade casa de um homem abastado e cego, achando ser muito fácil cometer o roubo. Estavam enganados: na escuridão, terão que lutar por suas vidas.

Elenco

Stephen Lang
O Homem Cego
Jane Levy
Rocky
Dylan Minnette
Alex
Daniel Zovatto
Money
Jane May Graves
Rebecca
Sergej Onopko
Trevor
Katia Bokor
Ginger

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Uso do recurso técnico excelente, tem uns planos muito bem pensados e introduzidos na proposta da cegueira, mas como filme de terror deixa a desejar, se tornando mais do mesmo, com resoluções clichês e previsíveis.

  • Uma boa premissa e uma boa execução - algo raro no cinema comercial norte-americano de horror. Um Panic Room às avessas. Terror gerado pela bem definida noção de espaço e de seus limites, numa luta pela sobrevivência contra duas feras. Tem dedo do Raimi.

  • Um dos filmes mais tensos que eu já vi. É um filme que prende do início ao fim, mesmo com algumas previsibilidades. Mas também tem umas reviravoltas muito interessantes. Impossível em alguns momentos não lembrar de O Quarto do Pânico. Filmaço.

  • Um desses thrillers em que a execução é o seu forte, com ótima sonoplastia, exploração da casa, um bom ritmo e tensão nervosíssima, muito graças à direção de Alvarez, que ainda tem seus exageros e forçadinhas, mas deixa sempre a adrenalina correndo.

  • Um bom suspense/terror,mas não chega a empolgar.

  • Resoluções inteligentes e rápidas que se sairiam melhor ao trabalhar como um todo.

  • Ótimo exercício de gênero, utilizando-se de todos os elementos da sétima arte com harmonia para entreter com uma trama simples, mas de boas ideias, surpresas e técnicas.

  • O último ato é demasiadamente arrastado, com tantas reviravoltas que cansam, porém jamais retirando o brilho desse delicioso exercício de gênero, usando a linguagem cinematográfica em prol do roteiro e seu vilão cego, que rende momentos icônicos.

  • O filme oferece um excelente material de dois atos, mas se perde completamente no terceiro ato valendo-se de soluções previsíveis e mais finais do que necessitava. Desperdício de um belo material muito bem executado áudio e visualmente.

  • Novamente um bom exercício de gênero, se sustenta como suspense/terror. Mas seus personagens tomam decisões burras, tem furos de roteiro, tem conveniencias demais. Nada de novo, porém vale pela tensão.

Comentários (0)

Faça login para comentar.