Saltar para o conteúdo
5,9
Cineplayers
11 votos
7,1
Usuários
478 votos
?
Sua nota
Direção
Morten Tyldum
Roteiro:
Andrew Hodges (livro), Graham Moore (roteiro)
Gênero:
Suspense, Drama, Biografia
Origem:
Estados Unidos, Reino Unido
Estreia:
05/02/2015
Duração:
113 minutos
Prêmios:
72° Globo de Ouro - 2015, 87° Oscar - 2015

Filmes Relacionados

Cinebiografia do matemático inglês Alan Turing responsável por decifrar o “código impossível” dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Elenco

Benedict Cumberbatch
Alan Turing
Keira Knightley
Joan Clarke
Matthew Goode
Hugh Alexander
Mark Strong
Stewart Menzies
Charles Dance
Comandante Denniston
Allen Leech
John Cairncross
Tuppence Middleton
Helen
Rory Kinnear
Nock
James Northcote
Jack Good
Tom Goodman-Hill
Sargento Staehl
Steven Waddington
Superintendente Smith
Ilan Goodman
Keith Furman
Jack Tarlton
Charles Richards
Alex Lawther
Alan Turing (criança)
Jack Bannon
Christopher Morcom
Matthew Beard
Peter Hilton
Charlie Manton
Aluno da Sherbone
Victoria Wicks
Mãe de Joan
Andrew Havill
Professor
Will Bowden
Policial militar

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Um filme que mais se preocupou com o Oscar do que qualquer coisa e com isso, vimos muita coisa feita a toque de caixa e a questão técnica e humana nunca são abordadas com a profundidade devida. Algumas frases de efeito, todo um aparato técnico e só.

  • Um filme que cumpre o que promete. Não chega a ser excepcional, mas também não é uma perda de tempo. Com atuações dentro da média e algumas surpresas aqui e ali, é um filme agradável que está longe de ser cansativo ou desmotivante.

  • Um filme muito bom que nos faz refletir sobre questões infinitas.

  • Típico enlatado de Oscar com o nome "Weinstein" nas costas. Não é de todo ruim, e Cumberbatch está realmente muto bem, mas é óbvio que não merecia toda essa atenção. E a indicação da Keira Knightley deve ser piada de mau gosto.

  • Seja seu visual ou o jeito como as situações se desenrolam, tudo aqui vem com aquela sensação de déjà vu. Mas Cumberbatch e seu Turing (uma atuação repleta de nuances), e a temática e ambientação me agradaram. Filme envolvente, dentro de suas limitações.

  • Segue todos os clichês do subgênero (história não linear, frases de efeito, alívios cômicos etc) e Alan Turing é criado como uma espécie de Sheldon Cooper em modo dramático. Uma personalidade tão importante merecia um tratamento mais respeitoso.

  • Se você se esforçar mentalmente um pouquinho, é possível ver Morten Tyldum, atrás das câmeras, deixando sua "cadeirinha de diretor" e se prostrando perante a Deusa-Academia, implorando por Oscars. Tomara que não leve. Nenhum.

  • Se propõe a mostrar a decifração: falha, numa verborragia insuportável e difícil de acompanhar. Flerta com discussão acerca de inteligência artificial: tímido demais. Só acerta na vida pessoal de Turing. Extremamente falho enfadonho de acompanhar.

  • Que belo filme, uma biografia grandiosamente heroica e triste, emocionante e ao mesmo tempo revoltante, a intolerância é realmente um veneno fatal...

  • Óbvio e clichê demais. Mas tecnicamente é um filme bem feito e agradável de se assistir ainda que seu personagem principal e próprio ator não seja a figura mais carismática do mundo.

Comentários (0)

Faça login para comentar.