Saltar para o conteúdo
9,2
Média
2136 votos
?
Sua nota
Direção
Roteiro:
Francis Ford Coppola (roteiro), Mario Puzo (romance e roteiro)
Gênero:
,
Origem:
Estreia:
31/12/1969
Duração:
175 minutos
Prêmios:
45° Oscar - 1973, 30° Globo de Ouro - 1973

Em 1945, Don Corleone (Marlon Brando) é o chefe de uma mafiosa família italiana de Nova York. Ele costuma apadrinhar várias pessoas, realizando importantes favores para elas, em troca de favores futuros. Com a chegada das drogas, as famílias começam uma disputa pelo promissor mercado. Quando Corleone se recusa a facilitar a entrada dos narcóticos na cidade, não oferecendo ajuda política e policial, sua família começa a sofrer atentados para que mudem de posição. É nessa complicada época que Michael (Al Pacino), um herói de guerra nunca envolvido nos negócios da família, vê a necessidade de proteger o seu pai e tudo o que ele construiu ao longo dos anos.

Elenco

Marlon Brando
Don Vito Corleone
Al Pacino
Michael Corleone
James Caan
Santino 'Sonny' Corleone
Richard S. Castellano
Pete Clemenza
Robert Duvall
Tom Hagen
Sterling Hayden
Capitão Mark McCluskey
John Marley
Jack Woltz
Richard Conte
Don Barzini
Al Lettieri
Virgil Sollozzo
Diane Keaton
Kay Adams
Abe Vigoda
Salvatore Tessio
Talia Shire
Connie Corleone Rizi
John Cazale
Fredo Corleone
Al Martino
Johnny Fontane
Lenny Montana
Luca Brasi
Gianni Russo
Carlo Rizzi
Simonetta Stefanelli
Apollonia
Alex Rocco
Moe Greene
Richard Bright
Al Neri
Sofia Coppola
Michael Francis Rizzi (bebê no batismo)

Notas e Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

Comentários (3)

Herbert Engels | sexta-feira, 04 de Dezembro de 2020 - 03:24

Uma pena que não se fazem mais filmes como esse (o último que me lembro foi O Irlandês -que por sua vez é um ode numa carta de despedida ao cinema como conhecemos-).
Há um nível de "textura" nas imagens que quase dar pra tocar. Tantas sequências. E por fim, Copolla não deveria mais nada a ninguém depois desse filme, mas ele ainda nos presenteou com a parte 2 e Apocalypse Now.

MOACIR FERNANDES DA ROCHA | domingo, 06 de Dezembro de 2020 - 14:55

O cara é acostumado assistir seção da tarde, novelas da globosta, e vem aqui entra, pesquisa o filme pra avaliar e chamar de chato?! Kkkk, é demais.... Menos de 0,0001% da população brasileira ou mundial é capaz ou tem direito de avaliar um filme deste, que está acima de qualquer crítica... Num dá pra dar uma nota, enfim...Uma das obras primas definitivas do cinema!

Faça login para comentar.