Saltar para o conteúdo
6,0
Cineplayers
3 votos
7,1
Usuários
69 votos
?
Sua nota
Direção
J. Lee Thompson
Roteiro:
Carl Foreman, Alistair MacLean (romance)
Gênero:
Drama, Ação, Guerra
Origem:
Estados Unidos, Iugoslávia
Duração:
158 minutos
Prêmios:
19° Globo de Ouro - 1962, 34° Oscar - 1962

Na Segunda Guerra, um grupo de soldados do exército britânico recebe uma perigosa missão: desarmar dois canhões alemães na ilha grega de Navarone, para possibilitar a fuga de suas tropas de lá. O caminho até os canhões é intrincado e cheio de perigos, e somente combinando as características de cada um dos soldados do grupo eles terão chance. Indicado ao Oscar de Melhor Filme e vencedor do Oscar de Efeitos Especiais.

Elenco

David Niven
Miller
Gregory Peck
Mallory
Richard Harris (I)
Barnsby
Anthony Quinn
Andrea
Anthony Quayle
Franklin
Irene Papas
Maria
Stanley Baker
Brown
James Darren
Pappadimos
Gia Scala
Anna
James Robertson Justice
Jensen
Walter Gotell
Muesel
Bryan Forbes
Cohn
Percy Herbert
Grogan
Victor Buono
Clérigo grego
Carl Duering
Operador de radar alemão
Tutte Lemkow
Nicolai
Allan Cuthbertson
Padeiro
Norman Wooland
Capitão do grupo

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Tecnicamente, continua bastante digno até hoje (efeitos, fotografia, as longas e tensas sequências de ação sem uma única fala, bons atores), mas os personagens carecem de desenvolvimento e várias situações beiram o absurdo.

  • Só não é memorável por conta de problemas (sérios!) de continuidade e algumas opções duvidosas do diretor. Quem sabe se tivesse caído em mãos mais experientes...

  • Premissa muito semelhante com a de 'A Ponte do Rio Kwai' - não é atoa que temos o mesmo roteirista. Possui cenas tecnicamente muito boas, e os diálogos mais fortes ficam por conta do grande Gregory Peck, principalmente, que nos entrega uma bela atuação.

  • Missão de guerra sem frescuras,com soldados prontos pra sua tarefa e com as consequências que se seguem. Mas aonde fica a consciência ? Traição só tem um lado ? Não é sabotado pela moralidade e a discute e trata tão bem que a eleva.Doces tempos.

Comentários (0)

Faça login para comentar.