Saltar para o conteúdo
7,3
Cineplayers
13 votos
7,3
Usuários
500 votos
?
Sua nota
Direção
Alexander Payne
Roteiro:
Alexander Payne (roteiro), Nat Faxon (roteiro), Jim Rash (roteiro), Kaui Hart Hemmings (romance)
Gênero:
Drama, Comédia
Origem:
Estados Unidos
Estreia:
27/01/2012
Duração:
115 minutos
Prêmios:
69° Globo de Ouro - 2012, 84° Oscar - 2012

Um rico proprietário de terras no Havaí, parte, com suas filhas, em busca do amante da mulher, depois que descobre do caso quando ela está hospitalizada e com poucas semanas de vida. A ideia é unir a família novamente, assim que encontrar o homem e esclarecer o que aconteceu.

Elenco

George Clooney
Matt King
Shailene Woodley
Alexandra King
Amara Miller
Scottie King
Nick Krause
Sid
Patricia Hastie
Elizabeth King
Matthew Lillard
Brian Speer
Judy Greer
Julie Speer
Beau Bridges
Primo Hugh
Robert Forster
Scott Thorson
Mary Birdsong
Kai Mitchell
Michael Ontkean
Primo Milo
Rob Huebel
Mark Mitchell

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Uma pena que o filme se renda a um certo tipo de terapia de educação sentimental, tão em voga no cinema indie atual, que se por um lado nos empatiza e conforta, por outro frustra pelo excesso de polidez.

  • Um pai recebe a responsabilidade de lidar com as filhas e familiares sem a imagem da mãe, e também descobre a traição da mesma. Ótima atuação de Clooney e de Woodley. Toques de humor e drama sem forçar. Sem contar o visual e o som do Havaí bem agradáveis.

  • Um filme muito sensível e sutil. Contém cenas muito corajosas e inusitadas (a cena da discussão com a esposa em coma) que trazem ao filme um tom diferenciado e peculiar! Clooney está muito bem no papel, e a fotografia do filme é deslumbrante!

  • Um filme correto. O melhor dilema que poderia dar um ar interessante a trama é o que se refere a esposa. Destaque para a jovem Whooley e para a direção, só.

  • um bom filme, mas se delonga demasiadamente no drama, poderia ser encurtado a duração do filme, mesmo achando isso proposital ao autoconhecimento do principal.

  • Tudo é muito normal, a inverossimilhança ajuda os personagem parecerem bocós, e o nível emocional é bem fraco. Pra piorar, o roteiro é o mais superestimado da temporada, como inúmeras situações comuns dirigidas também de forma comum. Bastante esquecível.

  • Típica crônica familiar assinada com personalidade branda e pequenos momentos emocionantes. Clooney está ótimo, mas não extraordinário.

  • Tem suas atuações tocantes e até momentos inspirados, mas trata-se de uma obra que não é memorável e até fica a sombra dos outros trabalhos de Payne.

  • Técnica: 9.0 Arte: 8.5 Ciência: 8.5 Nota: 8.66

  • Scottie devia ser mais explorada e Clooney está pro gasto.. filme bem condescendente à realidade e profundo na emoção.

Comentários (0)

Faça login para comentar.