Saltar para o conteúdo
7,0
Cineplayers
5 votos
7,8
Usuários
68 votos
?
Sua nota
Direção
Sam Peckinpah
Roteiro:
Jim Thompson (romance), Walter Hill (roteiro)
Gênero:
Suspense, Policial, Drama, Ação
Origem:
Estados Unidos
Duração:
122 minutos
Prêmios:
30° Globo de Ouro - 1973

Doc McCoy sai da prisão com a ajuda de um político corrupto, sendo tratado um roubo a um banco, que beneficiaria ambos. Mas a ambição fala mais alto, então Doc e sua mulher Carol terão que lutar pelo que é seu.

Elenco

Steve McQueen (I)
Doc McCoy
Ali MacGraw
Carol McCoy
Al Lettieri
Rudy Butler
Ben Johnson (I)
Jack Beynon
Sally Struthers
Fran Clinton
Jack Dodson
Harold Clinton
Bo Hopkins
Frank Jackson
Slim Pickens
Cowboy
Richard Bright
O ladrão da estação
Dub Taylor
Laughlin
Roy Jenson
Cully
Bill Hart
Swain
Tom Runyon
Hayhoe
John Bryson
O contador
Dick Crockett
O guarda do banco
Hal Smith
Locutor do rádio (voz)

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Um dos mais insanos romances já vistos no cinema e entre os melhores filmes do mestre Peckinpah. McQueen e MacGraw soberbos.

  • Peckinpah, Walter Hill e Steve McQueen em um espaço só: não tem como sair algo decepcionante. Se Sam é o poeta da violência, esta aqui foi escrita em prol do amor. Um filme pelas dificuldades e superações a dois.

  • Peckinpah é o cara que filme uma cena romântica de reconciliação dentro de um pedaço de fusca no lixão. Filme de ação setentista que não deve em nada aos mais "clássicos", talvez seja até melhor que alguns.

  • O poeta da violência traz aqui uma obra de personagens movidos pela ganância de forma visceral. Peckinpah retrata-a como um desejo quase inerente ao ser humano, assim como o amor se faz dentre os personagens do filme. Filmaço.

  • Não consegui nem assistir até o final. Acho que o estilo pop 70's do Peckinpah, meio fragilizado, me irrita. Agora estou até na dúvida se Tragam-me a Cabeça e Straw Dogs são realmente bons. Até a trilha do Quincy Jones ficou esquisita.

  • Contando com o rei da presença,inspirador por ser tão atuante e homem,tudo é uma longa sequência,saindo de um único ponto e mantendo a criatividade num espaço real. O estilo seco deixa o conteúdo bruto de Peckinpah ainda mais evidente.

  • 13/09/12

Comentários (0)

Faça login para comentar.