Saltar para o conteúdo
6,3
Cineplayers
10 votos
6,3
Usuários
226 votos
?
Sua nota
Direção
Bobby Farrelly, Peter Farrelly
Roteiro:
Bobby Farrelly (roteiro), Peter Farrelly (roteiro), Pete Jones (roteiro e argumento), Kevin Barnett (roteiro)
Gênero:
Comédia
Origem:
Estados Unidos
Estreia:
11/03/2011
Duração:
105 minutos

Esposa concede ao marido um passe livre, espécie de permissão para relações extra-conjugais, durante uma semana, sem que ele sofra as consequências no casamento pelo que fizer.

Elenco

Owen Wilson
Rick Mills
Jason Sudeikis
Fred Searing
Jenna Fischer
Maggie Mills
Christina Applegate
Grace Searing
Nicky Whelan
Leigh
Derek Waters
Brent
Alexandra Daddario
Paige
Richard Jenkins
Coakley
Stephen Merchant
Gary Putney
J.B. Smoove
Flats
Larry Joe Campbell
Cabeça de Porco
Bruce Thomas
Rick Coleman
Tyler Hoechlin
Gerry
Kristin Carey
Tia Meg
Joy Behar
Dra. Lucy Gilbert
Rob Moran
Ed Long
Lauren Bowles
Britney Long
Andrew Wilson
Larry Bohac
Alyssa Milano
Mandy Bohac
Bo Burnham
Barman

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Uma grande sátira sobre a crise da meia-idade, usando ironia, constrangimento e escatologia para sua jornada de choques entre a realidade e a ilusão na vida de casado, resultando na necessidade de aproveitar a vida, rebuscar a juventude, e se redescobrir.

  • Um pouco engraçado, com alguns clichês, o filme como muitos outros cai naquele sentimentalismo, mas isso não a chega a prejudicar muito o filme (a mensagem até que e bonitinha, mas e manjada). A cena final não funciona e soa ridículo

  • Um Irmãos Farrelly de sempre,com um toque melô.

  • Tirando a pressa dos Farrelly em fazer os personagens terem as suas epifanias no final,os caras continuam mandando muito bem.Inclusive achei eles bem estilosos nos enquadramentos e nos cortes(os primeiros 50 minutos são espetaculares).

  • Tentando mostrar conteúdo e desenvolvimento de personagens além de suas capacidades, os irmão Farrely acabaram fazendo um filme muito contido em relação ao seu histórico. Tem seus momentos, mas nada que proporcione gargalhadas.

  • Tenta lutar contra certos paradigmas criados pela sociedade, porém acaba os afirmando: machismo, opressão e o imaginário de um casamento.

  • Por trás de um argumento inspirado, reflexões interessantes e algumas situações bastante engraçadas, há um filme moralista que se perde completamente do meio para o final...

  • Poderia ser um filme melhor se não fosse os cliches que niguem aguenta mais ver

  • Película dispensável salvo o tempo linear de uma conduta pífia destes jovens intérpretes.

  • Outro bem engraçado dos Farrelly, bom demais pela dupla central, Owen e Sudeikis são naturalmente humorados, em estilos diferentes. Derek Waters e Jenkins surpreendem bem demais. Além disso os personagens são bons, todo caso com as esposas é bem colocad

Comentários (0)

Faça login para comentar.