Saltar para o conteúdo
6,5
Cineplayers
1 votos
7,2
Usuários
49 votos
?
Sua nota
Direção
Nicholas Ray
Roteiro:
Philip Yordan (roteiro), Ray Bradbury (narração)
Gênero:
Drama, Biografia
Origem:
Estados Unidos
Duração:
168 minutos
Prêmios:
19° Globo de Ouro - 1962

Filmes Relacionados

A vida de Cristo contada com rigor histórico. Da manjedoura em que nasceu na cidade de Belém para a adoração de milhares de fiéis espalhados pelo mundo, a vida de Jesus Cristo foi inegavelmente repleta de grandes acontecimentos.

Elenco

Jeffrey Hunter
Jesus
Siobhan McKenna
Maria
Hurd Hatfield
Pôncio Pilatos
Ron Randell
Lucius
Viveca Lindfors
Claudia
Rita Gam
Herodias
Carmen Sevilla
Maria Madalena
Brigid Bazlen
Salomé
Harry Guardino
Barrabás
Rip Torn
Judas
Frank Thring
Herodes Antipas
Conrado San Martín
General Pompey
Edric Connor
Balthazar
Aldo Sambrell
Soldado da Judeia
Orson Welles
Narrador
John Kerr
homem no sermão da montanha
Robert Ryan
João Batista
Royal Dano
Pedro
Guy Rolfe
Caiphas
Gérard Tichy
José

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Peca ao ser de beleza tão superior que é de difícil interpretação aos desvirtuados.

  • O roteiro não é muito bom, conta pedaços da história através de narração de personagens, possivelmente para economizar cenas que ficariam muito caras. Tem bons momentos na direção e Robert Ryan está muito bem como João Batista.

  • O filme é grandioso (mas sem elenco à altura), porém, ao optar pelo tom narrativo, com uma edição entrecortada e descontínua, o diretor exclui toda emoção peculiar que a trama exige; todavia, por outro lado, o trabalho biográfico se sobressai bem.

  • Nicholas Ray dá seu toque à vida de Jesus Cristo e, embora pesadão como os épicos religiosos da época, traz uma composição de imagens realmente impressionante, além da abordagem política.

  • Filme Perfeito a começar com a magistral e antológica trilha sonora de Miklos Rozsa (1907-1995) e com a direção (ainda que quase sem controle) do diretor Nicholas Ray. Destaque para a atuação de Robert Ryan (1909-1973) no papel de João Batista. PT

  • Espetacular versão de Cristo, tem um visual maravilhoso e uma mistura interessante demais do lado espiritual com passagens mundanas. Consegue ser bem original, muitos pedaços que nunca fora mostrados, dá tempo recorde pra alguns personagens menores.

  • Clássico filme, que sempre reprisa na época da pascoa.

  • A maior história de todos os tempos é contada com MUITA elegância. Como Nicholas Ray era um grande diretor...

Comentários (0)

Faça login para comentar.