Saltar para o conteúdo
4,8
Cineplayers
6 votos
6,1
Usuários
400 votos
?
Sua nota
Direção
Ridley Scott
Roteiro:
Brian Helgeland, Ethan Reiff, Cyrus Voris
Gênero:
Ação, Drama
Origem:
Estados Unidos, Reino Unido
Estreia:
14/05/2010
Duração:
140 minutos
Prêmios:
63° Festival de Cannes - 2010

Filmes Relacionados

Inglaterra, século XII. Com a morte do rei da Inglaterra Ricardo I, Robin Hood, o experiente arqueiro e ex-integrante do exército da Coroa, viaja para Nottingham, um lugar que sofre com a corrupção de um xerife tirânico e impostos assustadores. Lá, ele se apaixona pela espirituosa viúva Lady Marion, uma mulher cética da identidade e motivações desse guerreiro da floresta. Com o país enfraquecido por décadas de guerras, Robin e seus companheiros – insatisfeitos com o ineficaz governo de um novo rei – iniciam uma grande aventura.

Elenco

Russell Crowe
Robin Longstride
Cate Blanchett
Marion Loxley
Max von Sydow
Sir Walter Loxley
William Hurt
William Marshal
Mark Strong
Godfrey
Oscar Isaac
Príncipe John
Danny Huston
Rei Ricardo Coração de Leão
Eileen Atkins
Eleanor de Aquitaine
Mark Addy
Friar Tuck
Matthew Macfadyen
Xerife de Nottingham
Kevin Durand
Pequeno John
Scott Grimes
Will Scarlet
Léa Seydoux
Isabella de Angoulême
Denis Menochet
Adhemar
Gerard McSorley
Barão Fitzrobert
Mark Lewis Jones
Stone Mason Longstride
Roy Holder
Velho Tom
Bronson Webb
Jimoen
Robert Pugh
Barão Baldwin
Douglas Hodge
Sir Robert Loxley

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • Ultrapassado, sem graça, cafona, previsível e sistemático.

  • Russell Crowe fora de forma; Cate Blanchet mal escalada; Ridley Scott no seu velho estilo de sempre (cortando em excesso e fugindo de momentos mortos com o uso de trilha sonora a todo instante). Em suma: um erro do princípio ao fim.

  • Ridley Scott pode dirigir este tipo de filme no piloto automático e, infelizmente, é isso o que faz aqui. A história mantém o interesse, mas personagens unidimensionais e a abordagem por vezes juvenil acabam tornando a produção apenas mais uma do gênero.

  • A arquitetura visual é linda, mas as motivações dos personagens são limitadas e atropeladas. Um tanto longo demais, também, mas cria expectativa para uma sequência, se é que vai existir.

Comentários (0)

Faça login para comentar.