Saltar para o conteúdo
7,0
Média
9 votos
?
Sua nota
Direção
William A. Wellman
Roteiro:
Oliver H.P. Garrett (roteiro), Charles Kenyon (diálogos adicionais), Grace Perkins (romance)
Gênero:
Drama, Policial
Origem:
Estados Unidos
Estreia:
31/12/1969
Duração:
72 minutos

Lora Hart consegue uma vaga num hospital como estagiária com o objetivo de ser enfermeira. Após terminar seu curso, passa a trabalhar a noite e a dar plantões noturnos na casa de duas crianças muito doentes. Lora começa a perceber que há algo estranho, uma vez que as crianças aparentam estar sempre famintas. Ao tentar falar com a mãe alcólatra ela é impedida por Nick, o motorista violento e que aparenta ter mais poder que um simples serviçal.

Elenco

Barbara Stanwyck
Lora Hart
Clark Gable
Nick
Ben Lyon
Mortie
Blanche Friderici
Sra. Maxwell
Charles Winninger
Dr. Bell
Edward J. Nugent
Eagan
Joan Blondell
B. Maloney
Vera Lewis
Srta. Dillon
Charlotte Merriam
Sra. Ritchey
Ralf Harolde
Dr. Ranger
Walter McGrail
O bebâdo
Betty Jane Graham
Desney Ritchey
Marcia Mae Jones
Nanny Desney
Betty May
Enfermeira Bryan
Bob Perry
Companheiro de Mortie
Jed Prouty
Archie,o pai
Jim Farley
Policial
Willie Fung
Paciente
Allan Lane
Paciente
Lucille Ward
Mulher esperando na cama do filho

Notas e Lupas

Sem nota dos editores

Lupas mais recentes dos leitores

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

Comentários (6)

Josiel Oliveira | quinta-feira, 29 de Outubro de 2020 - 21:01

Me conhece sim kkkkk para vai... mesmo que virtualmente

Mas filtrando os ad hominem aí e respondendo o q é do assunto... é claro q não é tão sensual assim pros padrões de hoje... a sensualidade ali não era explícita, ela é muito mais insinuada e sugerida... eu vejo essa como uma característica muito marcante desse período (acho que não só eu), tanto que acabou vindo a resposta pesada com o Hayes.
O lance recorrente de mostrar as mulheres trocando de roupa, que me chamou a atenção nesse filme, por exemplo... não mostra nada demais.. mas a insinuação é nítida (pra mim, pelo menos)... e foi exatamente esse tipo de insinuação, por menor que seja, que foi um dos maiores alvos do Código.

CitizenKadu | quinta-feira, 29 de Outubro de 2020 - 22:20

Desculpa, mas ad hominem é quando tu ataca pessoalmente uma pessoa em meio a um argumento; como eu disse a lupinha não foi pra ti, e eu só ressaltei , depois de ler a tua, ter entendido teu post. Se dentre as minhas generalizações, contra o fato de tu ter me chamado de lacrador(sem eu me considerar um), tu se ofendeu, eu não posso fazer nada, foi apenas um ato light de autodefesa.Questionei teu posicionamento, mas isso não é ad hominem, o "punheteiro burro" não foi pra você.Eu gosto de sensualizar as enfermeiras como em Animaniacs, mas neste filme eu acho de mal gosto e me exprimi contra quem possivelmente se utilizou dessa fantasia.Eu faço lupinhas pra mim, sou um mestre em criá-las; compactar o sentimento em poucos caracteres pra depois não esquecer; mas não leio as tuas e não respondo ninguém nas minhas.De repente apareceu você do nada. Mas como dizia o sábio Bob Marley: "Who te cap fit. Let them wear it."
E eu não te conheço nem virtualmente, deve ter havido outro Kadu.

Josiel Oliveira | quinta-feira, 29 de Outubro de 2020 - 22:45

Pode crê, devo ter te confundido com outro Citizenkadu que escrevia textão pra tudo e pra todos nos fóruns da versão antiga do Cineplayers.
Esse outro era um olavete não assumido, que eu cheguei até criar um tópico pra satirizar isso e ele ficou puto kkkkk foi engraçado
Mas beleza então mano.. é isso aí...
Eu também curto escrever lupinha pra mim mesmo e poder ver anos depois como eu via o filme na época e como eu falava merda kkkk é legal perceber essa evolução.

CitizenKadu | quinta-feira, 29 de Outubro de 2020 - 23:10

Olavete enrustido? Não, não era eu....e nem mentiroso; nunca concordei com a direita. Acabou? Ótimo! Kadu é um apelido normal para Carlos Eduardo.

CitizenKadu | quinta-feira, 29 de Outubro de 2020 - 23:16

Não quer ad hominem mas me chama de "olavete" sem me conhecer. Vai se fuder na moral, toma teu ad hominem. Tem cada stalker que eu vou te contar...e já não quero conversar contigo. Agora eu entendi, tu se ofendeu com o playboy de esquerda.Conhece periferia? Sabe como é trabalhar em firma? Então não vem me chamar de olavete só porque eu não te dei atenção.

Josiel Oliveira | quinta-feira, 29 de Outubro de 2020 - 23:25

Kkkkkkk relaxa.. olavete era o outro Citizenkadu. Outro Carlos Eduardo.

CitizenKadu | quinta-feira, 29 de Outubro de 2020 - 23:30

Cada vez diminui a minha vontade de participar desse site. Eu sei enxergar ironia buddy. Mas fui atacado por algo que não foi direcionado a você. Eu mostrei que não curto ser chamado de lacrador por que pra mim isso é coisa de playboy que não se preocupa com a base.Tu aparentemente se ofendeu, mas olavete é o tipo de cara que faz piadas com enfermeiras num filme feminista dos anos 30,e enxerga sensualidade em todo papel feminino(porque a maioria é machista, e se diz politicamente incorreto pra esconder a idiotice). Mas se não foi pra mim, beleza, mas se for ironia cuidado meu irmão.Aqui ninguém me chama de olavete na minha frente.

Faça login para comentar.