Saltar para o conteúdo
8,4
Usuários
34 votos
?
Sua nota
Direção
Silvio Tendler
Roteiro:
Silvio Tendler
Gênero:
Documentário
Origem:
Brasil
Estreia:
23/04/2010
Duração:
120 minutos

Partindo da II Guerra Mundial, o filme faz uma revisão nos eventos políticos e econômicos, que desde a metade do século XX elevaram ao risco e até ao desaparecimento dos sonhos de igualdade, de justiça e harmonia, em busca de entender as questões que mobilizam esses dias tumultuados: a utopia e a barbárie.

Elenco

Amir Haddad
Narração (voz)
Chico Díaz
Narração (voz)
Letícia Spiller
Narração (voz)
Augusto Boal
José Celso Martinez Correa
Dilma Rousseff
Eduardo Galeano
Ferreira Gullar
Franklin Martins
Denys Arcand
Amos Gitai
Gillo Pontecorvo
Fernando Solanas
Carlos Diegues
Sérgio Santeiro

Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

  • um pastiche histórico, fonte muito rica de tópicos importantes que permearam o pós 2a guerra. o imediatismo e o ritmo acelerado condizem com os anos retratados

  • Um olhar sobre os grandes eventos que marcaram a segunda metade do século XX. Mas, e acima de tudo, um relato bastante pessoal de Tendler sobre o mundo em que viveu e os sonhos e desilusões que teve.

  • Tenho muita admiração por um filme que consiga discorrer sobre quase um século de história através, principalmente, de entrevistas e depoimentos. O título é perfeito, e também é corajoso ao aproximar essas duas palavras que de incio pareciam tão opostas

  • Não é profundo, quando trata dos fatos históricos. Vale pelo subjetivismo e principalmente por depoimentos como os de Ferreira Gullar. Tive o prazer de assistir o filme com o Silvio presente na sala de cinema.

  • Grande composição de relatos de uma esquerda que ainda procura se posicionar no século XXI, Tendler é deliciosamente tendencioso para uma esperança melhor do que ainda está para vir.

  • Faz muito doc por ai parecer piada. Um amplo e coerente ponto de referência de investigações cosmopolitas de grandes eventos do século passado, e que merece muito mais fama e aclamação do que o olhar crítico do novo milênio já lhe deu, até aqui.

  • Em seu afã denunciativo, Tendler esbarra no extrememismo que ele mesmo critica em seu documentário. Mas destaque pros depoimentos de importantes intelectuais e cineastas, só gente da nata.

  • Doc ousado q constrói uma narrativa bacana sobre a história de luta da esquerda no mundo no século XX c/ artistas e envolvidos, na busca de desvendar o espírito revolucionário de cada época e traçar um histórico da repressão. É uma salada mas vale a pena.

Comentários (0)

Faça login para comentar.