Saltar para o conteúdo

Monty Python em Busca do Cálice Sagrado

(Monty Python and the Holy Grail, 1975)
8,0
Média
534 votos
?
Sua nota
Direção
,
Roteiro:
Graham Chapman, John Cleese, Eric Idle, Terry Gilliam, Terry Jones
Gênero:
, ,
Origem:
Duração:
91 minutos

Lupas (42)

  • Realmente o humor britânico é peculiar demais para mim. Bem adoro a cenas dos cavaleiros falando NÍ

    Diego Serling | Em 20 de Janeiro de 2022 | NOTA: 7.0
  • Inteligentíssimo

    Thiago13 | Em 05 de Janeiro de 2022 | NOTA: 1.0
  • Lógico que se dá boas risadas, mas o non-sense mais do que transgressor beira o infantil. Várias gags boas, mas fico com Chaplin.....

    Luiz Henrique C. Batista | Em 22 de Junho de 2020 | NOTA: 6.0
  • O humor britânico de fato é muito peculiar, porque a graça passou longe. Embora uma ou outra sacada tenho sido muito bem feita, em grande parte deixa tudo muito a desejar. O bom é que mantem a ironia ao longo de quase toda a projeção, mesmo que tenha diálogos insossos.

    Alan Nina | Em 29 de Março de 2020 | NOTA: 6.0
  • Tem lá suas cenas engraçadas, mas muitas (quase todas) as piadas não têm graça. O tom surreal cansa pela repetição e o que resta são risadas pontuais.

    Kennedy | Em 08 de Setembro de 2019 | NOTA: 6.5
  • Algumas tiradas são curiosas e inventivas, garantindo ao menos um bom filme, já que o "Monty Python" tem seus inegáveis méritos mas está longe de ser um suprassumo do humor.

    Bruno Ricardo de Souza Dias | Em 21 de Maio de 2019 | NOTA: 7.0
  • Simplesmente a melhor comédia que já assisti, inventivo, ácido, pastelão, crítico e nonsense, a ideia da quebra da quarta parede no desfecho foi coisa de gênio.

    Jefferson Gomes Da Costa | Em 15 de Janeiro de 2019 | NOTA: 9.5
  • Interessante, mas caótico como filme.

    Paulo Henrique de Aragão | Em 13 de Janeiro de 2018 | NOTA: 6.5
  • como todo filme de comedia, algumas piadas funcionam, outras nem tanto, mas o conjunto da obra é sensacional, uma das melhores comedias de todos os tempos. A piada do cavalo é ridiculamente engraçada

    Phellipe Araujo | Em 31 de Outubro de 2017 | NOTA: 8.0
  • Insanamente divertido e engraçado

    Luis Felipe | Em 02 de Outubro de 2017 | NOTA: 9.0
  • Mais um filme divertidissimo e sagaz do Monty Python, com um humor muito refinado. Uma comédia tão boa que é atemporal. Mas fica abaixo de "A vida de Brian" que me fez rir mais. Abraços!

    Marco Roberto de Oliveira | Em 19 de Janeiro de 2017 | NOTA: 8.5
  • Peca por ser completamente raso mas acima de tudo é extremamente sem graça. Uma ou outra piada se destacam mas no geral é um humor tolo, bobo e dotado de pouca inteligência.

    Eliezer Lugarini | Em 14 de Julho de 2016 | NOTA: 3.0
  • O nonsense não é a piada, e sim a realidade.

    Lucas da Costa Simão | Em 10 de Junho de 2016 | NOTA: 9.5
  • Uma sátira do Rei Artur e os Cavaleiros da Távola Redonda que mistura desde o ridículo, pastelão ao humor negro trágico, com muitas cenas e personagens sem noção! Nii

    Alex Paiva | Em 24 de Maio de 2016 | NOTA: 8.5
  • Se eu tivesse vivido os anos 70, provavelmente daria mais que 7, porém o filme envelheceu, não somente na parte técnica, mas quanto ao modo de fazer humor. Méritos pelo pioneirismo e a influência do humor negro visto muito nos dias de hoje.

    Cassio Lopes | Em 20 de Outubro de 2015 | NOTA: 7.0
  • Muito riso e alegria

    Darlan Pereira Gama | Em 04 de Setembro de 2015 | NOTA: 9.0
  • É inspirado na maior parte do tempo (apesar de algumas bolas fora muito grandes), mas ainda acho que prefiro The Life of Brian. Algumas gags em específico são tão inteligentes que impressionam. Grupo verdadeiramente único na história do cinema.

    Diego Henrique Silveira Damaso | Em 24 de Julho de 2015 | NOTA: 7.5
  • Uma das melhores comédias que já vi. Inteligente, ousado, criativo, influente e com um timing cômico louvável. O elenco é perfeito também. A cena da "ponte da morte" é um dos momentos mais hilários da história do cinema.

    Luiz F. Vila Nova | Em 13 de Junho de 2015 | NOTA: 9.0
  • "NI"

    Pedro Degobbi | Em 05 de Junho de 2014 | NOTA: 7.0
  • 25/07/04

    Eduardo Scutari | Em 28 de Fevereiro de 2014 | NOTA: 6.0