Saltar para o conteúdo

Fogueira das Vaidades, A

(Bonfire of the Vanities, The, 1990)
?
Sua nota
Direção
Roteiro:
Michael Cristofer
Gênero:
,
Origem:
Duração:
125 minutos

Lupas (13)

  • De Palma cai um bocado quando aborda temas morais e políticos, filme médio com elenco estelar e atuações marcantes. A escalação do Hanks pra fazer um ricaço engomadinho e estúpido, bem como do Willis pra fazer um jornalista perturbado e inconveniente é um acerto de quem sabe fazer a leitura do biotipo de seu elenco.

    Daniel Mendes | Em 10 de Maio de 2024 | NOTA: 6.5
  • Ao caminhar pelo território da comédia satírica, De Palma pisa em falso e se distancia de sua ótima forma das décadas anteriores, entregando uma obra sem brilho, que não diz a que veio.

    Patrick Corrêa | Em 14 de Julho de 2019 | NOTA: 5.5
  • Não é muito empolgante. Há momentos legais e um elenco absurdo mas é esticado - definir como comédia não tem nenhum sentido. As cenas de tribunal são excelentes, Morgan Freeman careca e mais uma vez dando suas belas lições. O personagem de Bruce Willis é inútil demais, nenhuma de suas cenas tem muita função.

    Adriano Augusto dos Santos | Em 08 de Julho de 2019 | NOTA: 7.0
  • Equivocado. Não sei se o livro homônimo adota um tom de comédia, mas o gênero não combinou com o filme. Não acho graça em temas sérios satirizados. No entanto, é bem produzido, com um marcante plano-sequência inicial e um belo discurso final. 19-10-15

    Davi de Almeida Rezende | Em 10 de Março de 2018 | NOTA: 6.0
  • O filme em si, é inferior ao livro, porém, graças as boas interpretações do elenco, ganha substância. O roteiro poderia ser melhor trabalhado.

    ADEMAR FERREIRA BESSA | Em 29 de Maio de 2017 | NOTA: 7.0
  • Grande elenco, um texto interessante é um dos gênios do cinema na direção, não foi tudo o que se esperava, mas é algo digno de nota.

    Wellington Conegundes da Silva | Em 09 de Março de 2017 | NOTA: 6.5
  • Podiam ter cortado o discurso final de Freeman - fora isso, a acidez do humor é precisa em cada alvo contra que atira.

    Augusto Barbosa | Em 25 de Junho de 2015 | NOTA: 6.0
  • Extremamente pretensioso, De Palma almeja uma sátira ao circo chamado América. Ácidez pra todo lado, à igreja, os politicos, justiça, alta sociedade, wall street. Pena que o resultado seja irregular, atuações overs e um excesso de situações desconjuntadas

    Caio Santos | Em 17 de Novembro de 2013 | NOTA: 7.5
  • Uma grande sátira aos costumes e vida burguesa, tocando nas feridas da justiça, do jogo de poder e aparências, da segregação racial e privilégio de classes enquanto adota um humor tosco adequado àquele ninho de cobras e à trama, debochada por si só.

    Bruno Kühl | Em 28 de Setembro de 2013 | NOTA: 7.0
  • um clássico da literatura pos moderna que retrata o suburbio de nova york e uma pessima adaptaçao para o cinema. um dos piores que eu ja vi.

    DIOGO HENRIQUE CABRAL LEITE | Em 08 de Setembro de 2013 | NOTA: 2.0
  • Burocrático como nenhum outro filme de De Palma. Ainda assim, pertinente ao tratar da manipulação da verdade e da mentira e não perde a chance de trazer uma delicada discussão moral à tona.

    Caio Matheus | Em 10 de Maio de 2013 | NOTA: 6.0
  • A história é boa, mas o excesso de Hanks, o discurso do Freeman e o maniqueísmo quase estragaram tudo...

    Alan Nina | Em 27 de Janeiro de 2012 | NOTA: 8.0
  • A estória é suficientemente boa mantendo o interesse; assim como as situações criadas: inteligentes. O humor bastante satírico - como todo o filme - é eficaz. Mais uma vez, De Palma se sobressai, sempre estiloso e criativo. Destaque negativo para o final.

    Guilherme Valandro Vivian | Em 17 de Abril de 2011 | NOTA: 6.5